Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11011
metadata.dc.type: TCC
Title: Os desafios das Relações Internacionais dentro de um mundo urbano: é possível falar de déficit de representação das cidades na Conferência Habitat III?
metadata.dc.creator: Maximo, Lucas Moura
metadata.dc.contributor.advisor1: Menezes, Henrique Zeferino de
metadata.dc.description.resumo: A urbanização é tida como um processo inexorável e irreversível. Acompanhando as tendências de concentração da população mundial nos espaços urbanos e o crescente protagonismo internacional das cidades, as recém-adotadas agendas globais de desenvolvimento têm reconhecido as cidades como os locais onde a luta pelo desenvolvimento sustentável será ganha ou perdida. Com isso, é possível notar um processo de normatização internacional das atividades vinculadas às cidades. No entanto, em que pese o fato das normas internacionais previstas nesses acordos incidirem fortemente sobre os governos locais, a capacidade decisória sobre questões de política internacional continua centrada nos Estados Nacionais. Considerando esses elementos, esta monografia parte do debate sobre déficit democrático, próprio da teoria política contemporânea, para analisar uma possível lacuna de representação das cidades na política internacional tendo como referência a inserção dos governos locais das cidades na Terceira Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável (Habitat III). O elemento inovador presente neste trabalho é o esforço de abordar o déficit democrático não através do status da participação dos indivíduos nas decisões políticas como é tradicionalmente pautado, mas sim através de um nexo territorial que tenha como referência a representação e participação das cidades nas decisões de política internacional.
Abstract: The urbanization phenomenon is referred as a relentless and irreversible process. Following the demographic trends of world‟s population concentration in urban spaces and the rising prominence of cities in international relations, the recently agreed global development agendas have acknowledged cities as the fundamental loci where the struggle for sustainable development will be won or lost. Due to this recognition, the adoption of international norms that focus on city-related activities has been considerable. Nonetheless, despite this noteworthy process of drawing international norms that focus on local governments, nation-states remain the key actors deciding international affairs. Taking these elements into account, this thesis draws upon the democratic deficit debate, acquainted with the contemporary political theory, to analyze a possible representation gap of cities in international politics considering local governments‟ representation and participation in the United Nations Conference on Housing and Sustainable Urban Development (Habitat III). The innovative element of this research consists in the effort to address the democratic deficit issue not through the traditional approach that refers to individuals‟ participation on political decisions, but through a territorial guide that looks into cities‟ representation and participation in international policy-making.
Keywords: Déficit democrático
Representação política
Governança global
Democracia global
Habitat III
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::OUTROS::RELACOES INTERNACIONAIS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Sociais Aplicadas
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11011
Issue Date: 27-Nov-2017
Appears in Collections:CCSA - TCC - Relações Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LMM25072018.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons