Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11711
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O controle social no SUS: a perspectiva dos profissionais da atenção básica em saúde de Campina Grande/PB
metadata.dc.creator: Baracho, Juliana Viegas de Albuquerque
metadata.dc.contributor.advisor1: Almeida, Bernadete de Lourdes Figueiredo de
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho deriva de um processo investigativo desenvolvido como exigência parcial para obtenção do grau de Mestre Acadêmico do Programa de Pósgraduação em Serviço Social da Universidade Federal da Paraíba. Apresenta como objeto de estudo o Controle Social no SUS à luz da perspectiva dos profissionais da Atenção Básica em Saúde na cidade de Campina Grande/PB. A análise centra-se na atuação dos profissionais dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) a partir do entendimento da Participação e o Controle Social, instituídos legalmente no Sistema Único de Saúde e preconizados pelas diretrizes que orientam o trabalho nos NASFs Para realização deste estudo adotou-se o método descritivo e analítico-crítico, embasado na perspectiva dos sujeitos protagonistas da realidade estudada. Em termos metodológicos, tratase de uma pesquisa social aplicada e documental com uso de metodologias quanti-qualitativas. Como instrumentos e técnicas de coleta dos dados utilizouse da entrevista semiestruturada, realizada com o roteiro aplicado junto a 12 profissionais, distribuídos por dois NASFs localizados em distritos sanitários diferentes no município de Campina Grande/PB, no período de novembro de 2012 a fevereiro de 2013. Os instrumentos e técnicas de análise dos dados pautaram-se no uso da leitura estatística descritiva para discussão dos dados objetivos e da análise de conteúdo para interpretação dos dados subjetivos. Os resultados desta pesquisa apontaram que na atualidade vários desafios estão postos para efetivação do Controle Social no SUS em Campina Grande. Apesar de os NASFs consistirem uma proposta recente, enfrentam sérias dificuldades para se estruturarem no município e realizarem sua atuação, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde. Essa atuação tem sido priorizada nos atendimentos individuais e de caráter curativo. Outros impasses também foram constatados, tais como: a falta de compreensão dos profissionais da ESF acerca do papel do NASF; a demanda muito elevada para os profissionais, o que impede de realizar atividades de prevenção e promoção à Saúde bem como de estimular a Participação e o Controle Social; a desresponsabilização da gestão municipal para com o NASF; a falta de incentivo e reconhecimento dos espaços de Participação e Controle Social; a falta de conhecimento dos profissionais entrevistados sobre Participação e Controle Social no SUS, dentre outros. Em termos conclusivos, atesta-se que mesmo diante de tantos impasses, os profissionais têm possibilidades de legitimar e construir sua atuação pautada nos princípios que afirmem os pressupostos legais do SUS, através da busca de articulação permanente com suas equipes e com a comunidade, visando retomar o funcionamento dos espaços de participação, constituindo-os como instrumento de conquistas, tendo como eixo a defesa e consolidação dos direitos sociais. Enfim, os atuais obstáculos enfrentados, em grande medida, resultam da cultura política conservadora brasileira, que gerou o predomínio da burocracia, baseada em práticas políticas patrimonialistas, cooptativas, populistas, clientelistas, seletivas e focalizadas.
Abstract: This work stems from an investigative process developed as a partial requirement for the degree of Master Academic Program Graduate in Social Service of the Federal University of Paraíba. Presents as an object of study in the Social Control SUS in the light the perspective of professionals Primary Health Care in the city of Campina Grande / PB. The analysis focuses on the work of professionals Centers of Support for Health Family (NASF) from the understanding of Participation and Social Control, legally established in the Health System and recommended by the guidelines that guide the work in order to perform NASFs this study adopted the descriptive and analytical-critical method, based on the perspective of those protagonists of the reality studied. In terms of methodology, it is about a social documentary and applied research with the use of quantitative and qualitative methodologies. As tools and techniques of data collection was used semi-structured interviews held with the script applied together with 12 professionals, spread over two NASFs located in different health districts in the city of Campina Grande / PB, from November 2012 to February 2013 instruments and techniques of data analysis were guided in the use of descriptive statistics reading for discussion of objective data and content analysis for interpretation of subjective data. The results of this research show that today many of the challenges facing effectuation of Social Control in SUS in Campina Grande. Although NASFs consist a recent proposal, face serious difficulties for the municipality to structure and carry out its activities, as recommended by the Ministry of Health. This action has been prioritized in individual consultations and curative. Other impasses were also observed, such as: a lack of understanding of the professionals of the ESF about the role of NASF; the very high demand for professionals, which prevents to perform health promotion and prevention activities as well as encouraging Participation and Social Control; the unaccountability of municipal management with NASF; the lack of encouragement and recognition of areas of Participation and Social Control; lack of knowledge of the professionals interviewed on Participation and Social Control in SUS, among others. In conclusive terms, it signifies that even in the face of many predicaments, professionals have opportunities to build and legitimize its actions based on the principles that affirm the legal requirements of the SUS, by seeking permanent liaison with their teams and the community, aiming resume operation of spaces for participation, constituting them as a tool of conquest, having as axis the defense and consolidation of social rights. Anyway, the current obstacles faced largely the result of Brazilian conservative political culture that spawned the predominance of bureaucracy, based on patrimonial, cooptativas, populist, clientelist, selective and targeted political practices.
Keywords: Controle Social
SUS
Atenção básica
Atuação profissional
Social control
SUS
Primary care
Professional practice
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Serviço Social
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11711
Issue Date: 20-Aug-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total2,4 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.