Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11967
metadata.dc.type: TCC
Title: Análise dos procedimentos de controle interno de uma concessionário da Cidade de João Pessoa - PB sob as perspectivas do COSO II
metadata.dc.creator: Alves, Antonio Johnathan Fidelis
metadata.dc.contributor.advisor1: Gomes, Ana Karla de Lucena Justino
metadata.dc.description.resumo: Os desafios encontrados pelas empresas para que possam manter suas atividades são os mais diversos; expansão de produtos, vendas pela internet, gerenciar pessoas, aproveitar oportunidades. Variáveis circunstâncias podem servir de empecilho para que uma organização atinja as metas por ela definida. Com esse quadro, uma gestão que empregue seus recursos de forma eficaz poderá se sobressair frente a outras. O controle interno apresenta-se como importante ferramenta às instituições em seus constantes duelos para o atingimento de seus objetivos. Dessa forma, esse estudo teve como objetivo analisar a relação entre os procedimentos do controle interno adotados em uma concessionária localizada na cidade de João Pessoa, Paraíba sob as perspectivas do COSO II. Trata-se, portanto, de um trabalho descritivo e de abordagem predominantemente qualitativa. Para avaliar esse grau de similaridade, aplicou-se um questionário com modelo proposto por Ferreira (2013), tendo em sua constituição por base as diretrizes do modelo COSO ERM. A população que respondeu o questionário foi composta por 11 gestores, em que 7 deles possuem acima de 5 anos na empresa, 3 tem entre 2 e 5 anos, e apenas 1 tem menos de 2 anos de tempo de serviço na empresa. Os resultados alcançados demonstraram que há na empresa um grau de aproximação com a estrutura do COSO II em 54,31%. Quando comparados de forma individual os 8 componentes que fazem parte do COSO, verificou-se que os elementos que apresentaram maior semelhança foram o “ambiente interno” e o “monitoramento”, tendo respectivamente 62,5% e 61,82% de similaridade. Inversamente, os “procedimentos de controle” e “avaliação de riscos” foram os que mais demonstraram divergência, com percentuais de 58,68% e 53,72% nessa ordem. Não obstante, o que preconiza o COSO ERM, embora sua estrutura não tenha por meta a substituição dos modelos de controle interno utilizado pelas organizações, incorporar a ele nas estruturas das instituições poderá proporcionar o atendimento de suas necessidades bem como um processo completo de gerenciamento de riscos.
Abstract: The challenges faced by companies to maintain their activities are the diverse; products expansion, online sales, people management, opportunities to seize. Volatile circumstances can be an obstacle for an organization to achieve the goals set previously. In this scenario, the management that uses its resources effectively can excel when compared to others. Internal control presents itself as an important tool for institutions in their constant duels to achieve their objectives. Thus, this study aimed to analyze the relationship between internal control procedures adopted at a dealership located in the city of João Pessoa, Paraiba, under the perspective of COSO II. It is therefore a descriptive and predominantly qualitative approach. In order to evaluate this degree of similarity, a questionnaire with a model proposed by Ferreira (2013) was applied, based on the guidelines of the COSO ERM model. The population that answered the questionnaire was composed of 11 managers, where 7 of them have more than 5 years in the company, 3 are between 2 and 5 years, and only 1 has less than 2 years of service time in the company. The results showed that there is a degree of approximation with the structure of COSO II in 54.31%. When the 8 components from the COSO were individually compared, the elements that showed the greatest similarity were the "internal environment" and "monitoring", respectively, having 62.5% and 61.82% of similarity, respectively. Conversely, the "control procedures" and "risk assessment" were the ones that showed the greatest divergence, with percentages of 58.68% and 53.72% respectively. Nevertheless, what the COSO ERM advocates, although its structure does not aim to replace the internal control models used by the organizations, incorporating it into the structures of the institutions can provide the attendance of their needs as well as a complete process of risk management.
Keywords: Controle interno
Planejamento organizacional
COSO ERM
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO PUBLICA::CONTABILIDADE E FINANCAS PUBLICAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Finanças e Contabilidade
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11967
Issue Date: 6-Jun-2018
Appears in Collections:CCSA - TCC - Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AJFA09102018.pdf1,06 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons