Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12061
metadata.dc.type: Dissertação
Title: As restrições do princípio a da teoria da ligação no processamento de pronomes reflexivos por brasileiros falantes de inglês como L2
metadata.dc.creator: Luna, Lorena Priscila Dantas de
metadata.dc.contributor.advisor1: Leitão, Márcio Martins
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho buscou analisar como brasileiros bilíngues processam sentenças em língua inglesa, mais especificamente como eles processam as anáforas reflexivas herself, himself, e ainda se são sensíveis às restrições impostas pelo Princípio A da Teoria da Ligação. Nossa principal previsão é a de que haverá violação das restrições do Princípio A pelos participantes bilíngues. Acreditamos que os antecedentes indisponíveis estruturalmente, mas congruentes em gênero com a retomada, serão levados em consideração na resolução da correferência, indo na mesma direção de outros estudos que também tiveram como base as restrições do Princípio A com bilíngues. Pretendemos contribuir com a ampliação das pesquisas dentro da área do bilinguismo, buscando entender questões relacionadas ao parser do bilíngue, e como ele se comporta, perante as restrições de ligação do Princípio A. Este estudo se dividiu em duas etapas. A primeira consistiu na aplicação de um teste de proficiência em língua inglesa, o Vocabulary Levels Test, para identificar, classificar e dividir os participantes em dois grupos: intermediário e avançado. Na segunda etapa, utilizamos a técnica on-line de leitura automonitorada (self-paced reading), a fim de analisar os tempos de leitura dos aprendizes brasileiros de inglês na resolução da correferência. Assumimos como variáveis dependentes o tempo de leitura da retomada e do segmento posterior à retomada, e como variáveis independentes a congruência entre o gênero dos potenciais antecedentes e a retomada e o nível de proficiência. Os participantes dos experimentos foram recrutados de diferentes cursos da UFPB, em sua maioria de Letras, como também professores de inglês de diferentes escolas de idiomas, sendo 20 voluntários, divididos em 10 intermediários e 10 avançados. Nossos resultados apontaram que tanto os participantes avançados, quanto os intermediários foram guiados pelas restrições impostas pelo Princípio A, já que encontramos efeito de facilitação nas condições em que os antecedentes disponíveis sintaticamente eram congruentes com a retomada reflexiva. Por outro lado, encontramos efeito referente ao antecedente indisponível com base na diferença significativa encontrada entre a condição em que apenas o antecedente disponível era congruente com a retomada e a condição em que tanto o disponível, quanto o indisponível eram congruentes com a retomada, essa última condição foi lida mais lentamente no segmento posterior à retomada reflexiva, seguindo a direção do que outros estudos com bilíngues avançados mostraram. Já em relação aos participantes bilíngues com nível de proficiência intermediária, encontramos também o efeito do antecedente indisponível, mas em direção oposta. Os intermediários foram mais rápidos na leitura da condição em que os dois antecedentes são congruentes com a retomada, do que na leitura da condição em que apenas o antecedente disponível é congruente com a retomada. Buscamos explicar os resultados a partir das hipóteses da interface e da estrutura rasa, que de alguma forma preconizam distinções no processamento linguístico em relação a bilíngues em comparação a monolíngues, com base na ideia de que bilíngues, dependendo do nível de proficiência, são guiados prioritariamente por pistas lexicais e discursivas, do que por pistas estruturais.
Abstract: This work aimed to analyze how bilingual Brazilians process sentences in English language, more specifically how they process the reflexive anaphoras herself and himself, and also if they are sensitive to the restrictions imposed by Principle A of the Binding Theory. Our main prediction is that there will be violation of the restrictions of Principle A by bilingual participants. We believe that the structurally unavailable antecedents, but congruent in gender with the resumption, will be taken into account in the resolution of the co-referencing, going in the same direction of other studies that also were based on the restrictions of Principle A with bilingual. We intend to contribute to the expansion of research within the area of bilingualism, seeking to understand issues related to the bilingual parser, and how it behaves, given the binding constraints of Principle A. This study was divided into two stages. The first consisted of the application of an English proficiency test, the Vocabulary Levels Test, to identify, classify and divide participants into two groups: intermediate and advanced. In the second stage, we used the self-paced reading technique, in order to analyze the reading times of the Brazilian learners of English in the resolution of the correference. We assume as dependent variables the reading times of the reflexive and the post-reflexive segment and as independent variables the congruence between the gender of the potential antecedents and the reflexive and level of proficiency. The participants in the experiments were recruited from different courses of the UFPB, mostly from Letras Inglês, as well as English teachers from different language schools, with 20 volunteers divided into; 10 intermediate and 10 advanced. Our results pointed out that both the advanced and intermediaries participants were guided by the constraints imposed by Principle A, since we found a facilitation effect in the conditions in which the available syntactic antecedents were congruent with the reflexive. On the other hand, we found an effect related to the unavailable antecedent based on the significant difference found between the condition in which only the available antecedent was congruent with the reflexive and the condition in which both available and unavailable were congruent with the reflexive, that last condition was read more slowly in the post-reflexive segment, following the direction that were showed in other studies with advanced bilinguals. In relation to bilingual participants with intermediate level of proficiency, we also found the antecedent effect unavailable, but in the opposite direction. The intermediaries were faster in reading the condition in which the two antecedents were congruent with the reflexive, than in the reading of the condition in which only the available antecedent is congruent with the reflexive. We seek to explain the results from the hypotheses of the interface and shallow structure, which somehow advocate distinctions in linguistic processing in relation to bilinguals in comparison to monolinguals, based on the idea that bilinguals, depending on the level of proficiency, are guided primarily by lexical and discursive clues, than by structural clues.
Keywords: Bilinguismo
Processamento correferencial
Princípio A
Reflexivos
Bilingualism
Co-referential processing
Principle A
Reflevives
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Linguística
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Linguística
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12061
Issue Date: 29-Sep-2017
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total1,67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons