Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12098
metadata.dc.type: TCC
Title: Aprendizagem em língua estrangeira: a construção de saberes no envelhecimento
metadata.dc.creator: Bernardo, Cicera Patricia Martins
metadata.dc.contributor.advisor1: Colella, Tânia Lúcia Amorim
metadata.dc.description.resumo: Este estudo teve por objetivo compreender os aspectos envolvidos na aprendizagem de língua estrangeira durante o envelhecimento, identificar os motivos para essa aprendizagem, conhecer as dificuldades enfrentadas e investigar as estratégias de aprendizagens que são utilizadas. Trata-se de um estudo qualitativo de caráter exploratório descritivo, realizado com 10 participantes de ambos os sexos, com idades entre 57 e 79 anos, integrantes dos cursos de Inglês ou Francês ministrado no Núcleo Integrado de Estudos e Pesquisa da Terceira Idade (NIETI), na Universidade Federal da Paraíba. Utilizou-se como instrumentos o questionário sóciodemográfico, questionário de aquisição de novo idioma e o Inventário de Estratégias de Aprendizagem. Os resultados indicaram que os idosos buscam a aprendizagem como uma alternativa para se manterem mais saudáveis e ativos, visando à busca por mais conhecimentos, estimulação cognitiva e aumento dos vínculos sociais, pois para eles a interação é o fator mais benéfico e satisfatório que a aprendizagem de língua estrangeira proporciona. As estratégias usadas com maior frequência foram as estratégias sociais; de uso moderado, as estratégias de memória e de uso limitado, as estratégias afetivas. Os resultados sugerem que os aprendizes senescentes utilizam estratégias de aprendizagem enquanto meio facilitador na aquisição de novos conhecimentos e que a interação social contribui de forma significativa na aprendizagem em pessoas idosas.
Abstract: This study aimed to understand the aspects involved in learning foreign language during aging, to identify the reasons for this learning, to know the difficulties faced and to investigate the strategies of learning that are used. This is a descriptive exploratory qualitative study, carried out with 10 participants of both sexes, between the ages of 57 and 79, members of the English or French courses taught at the Integrated Nucleus of Studies and Research of the Third Age (NIETI), at the Federal University of Paraíba. The sociodemographic questionnaire, the questionnaire for acquiring a new language and the Inventory of Learning Strategies were used as instruments. The results indicated that the elderly seek the learning as an alternative to stay healthier and more active, aiming at the search for more knowledge, cognitive stimulation and increased social bonds, because for them interaction is the most beneficial and satisfactory factor that learning of foreign language provides. The most frequently used strategies were social strategies; moderate use, memory strategies and limited use, affective strategies. The results suggest that senescent learners use learning strategies as a facilitator in the acquisition of new knowledge and that social interaction contributes significantly to learning in the elderly.
Keywords: Aprendizagem
Língua estrangeira
Envelhecimento
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Psicopedagogia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12098
Issue Date: 13-Jun-2018
Appears in Collections:TCC - Psicopedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CPMB19062018.pdf883.09 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.