Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12552
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Ciclo de vida organizacional e mensuração de desempenho: uma percepção no uso de medidas de desempenho em empresas industriais da Paraíba
metadata.dc.creator: Santana Junior, Gilvan Medeiros de
metadata.dc.contributor.advisor1: Callado, Aldo Leonardo Cunha
metadata.dc.description.resumo: A presente pesquisa contribui com o avanço da literatura de Ciclo de Vida Organizacional (CVO) e a Mensuração de Desempenho, pois, tendo em vista a ausência de estudos nacionais envolvendo CVO e medidas de desempenho. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar a influência dos estágios de vida no uso de medidas de desempenho. Para tanto, utilizou-se do modelo de Lester, Parnell e Carraher (2003) para identificar os estágios do ciclo de vida que se encontravam as empresas participantes da pesquisa. E adaptaram-se as medidas de desempenho apresentadas no estudo de Callado, Callado e Almeida (2007) para mensurar o nível de intensidade de uso das medidas. A amostra da pesquisa foi comporta por 50 empresas industriais cadastradas na Federação das Indústrias do Estado da Paraíba – FIEP/PB. A partir da utilização da análise discriminante foi possível classificar as empresas nos respectivos estágios de vida e, por meio, da análise de regressão multivariada analisou-se a influência dos estágios de vida no uso de medidas de desempenho. Os resultados apresentaram que, embora tenham sido identificadas empresas nos diversos estágios de vida, o estágio associado ao nascimento foi o que apresentou o maior número de empresas. Com relação ao uso das medidas de desempenho, verificou-se um forte uso nas medidas relacionadas ao faturamento empresarial e com o nível de qualidade do produto. Observou-se ainda a existência de correlação negativa entre a fase nascimento e o uso de medidas de desempenho (financeiras e não financeiras). E uma correlação positiva entre o estágio rejuvenescimento e o uso de ambas as medidas de desempenho, contudo, esta correlação apresentou-se mais elevada com o uso de medidas financeiras em detrimento das medidas não financeiras. Quanto à influência, os resultados apresentaram que os estágios crescimento, maturidade e rejuvenescimento exercem influências na intensidade de uso das medidas financeiras e que os estágios nascimento e rejuvenescimento influenciam nas medidas não financeiras, todavia, a influência do nascimento é negativa. Portanto, conclui-se que as empresas usam menos as medidas de desempenho (financeiras e não financeiras), nos casos em que elas apresentem características do estágio de ciclo vida nascimento, contradizendo parte da literatura que afirma que nos estágios iniciais do ciclo vida as empresas dão preferências ao uso de medidas de desempenho não financeiras.
Abstract: The present research contributes with the advancement of the Organizational Life Cycle (CVO) literature and the Performance Measurement, due to the absence of national studies involving CVO and performance measures. Thus, the objective of this study was to analyze the influence of life stages on the use of performance measures. To do so, the model of Lester, Parnell and Carraher (2003) was used to identify the stages of the life cycle that were the companies participating in the research. And the performance measures presented in the study by Callado, Callado and Almeida (2007) were adapted to measure the level of intensity of use of the measures. The research sample was carried out by 50 industrial companies registered in the Federation of Industries of the State of Paraíba - FIEP / PB. From the use of the discriminant analysis it was possible to classify the companies in the respective stages of life and, through the multivariate regression analysis, the influence of the stages of life in the use of performance measures was analyzed. The results showed that, although companies were identified in the different stages of life, the stage associated with the birth was the one that presented the largest number of companies. With regard to the use of performance measures, there was a strong use in measures related to business revenue and the level of product quality. There was also a negative correlation between the birth phase and the use of performance measures (financial and non-financial). And a positive correlation between the rejuvenation stage and the use of both measures of performance, however, this correlation was higher with the use of financial measures to the detriment of non-financial measures. Regarding the influence, the results showed that the stages of growth, maturity and rejuvenation influence the intensity of use of financial measures and that the stages of birth and rejuvenation influence non-financial measures, however, the influence of birth is negative. Therefore, it is concluded that companies use less performance measures (financial and non-financial), in cases where they present characteristics of the life cycle stage, contradicting part of the literature that states that in the early stages of life companies give preference to the use of non-financial performance measures.
Keywords: Ciclo de vida organizacional
Mensuração de desempenho
Medidas de desempenho financeiras
Medidas de desempenho não financeiras
Organizational life cycle
Performance measurement
Financial performance measures
Non-financial performance measures
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::CIENCIAS CONTABEIS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Finanças e Contabilidade
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12552
Issue Date: 27-Mar-2017
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total1,15 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons