Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12847
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Abordagem distribuída para simulação chuva-vazão em pequenas bacias hidrográficas
metadata.dc.creator: Costa, Fagner França da
metadata.dc.contributor.advisor1: Paz, Adriano Rolim da
metadata.dc.description.resumo: As inundações urbanas são um problema recorrente no Brasil, devido principalmente à gestão e ao planejamento inadequado dos sistemas de drenagem de águas pluviais. Para mitigar tais efeitos, obras hidráulicas são projetadas com base em dados de precipitação que, pela sua vez, são utilizados para estimativa de vazão em modelos hidrológicos. A utilização de modelos empíricos adaptados especificamente para estimativas do escoamento superficial tem sido utilizada com frequência em regiões onde não há informações hidrológicas. Recentemente têm sido desenvolvidos modelos hidrológicos que incorporam a variabilidade espacial das características físicas das bacias hidrográficas. O emprego de ferramentas computacionais para otimização dos processos de análise, definição e gerenciamento dos recursos hídricos são cada vez mais comuns. Geralmente, estas ferramentas utilizam uma série de modelos matemáticos e de simulação hidrológica e hidrogeológica. Este trabalho analisa a incorporação das características físicas de uma bacia hidrográfica urbana a partir da adaptação do modelo da curva número e do hidrograma unitário sintético triangular, ambos propostos pelo Natural Resource Conservation Service (NRCS). As alternativas incorporadas abrangem a utilização dessas metodologias de forma a simular os processos hidrológicos em nível de pixel. O modelo proposto foi aplicado no Arroio Cascata I, localizada no município de Porto Alegre – RS, escolhida em função da disponibilidade de dados observados de precipitação e de vazão. Os resultados apontam que a abordagem distribuída apresenta característica de superestimar as vazões de pico e subestimar os tempos de pico. Contudo, a calibração validou o modelo distribuído, ao gerar boas alternativas para a estimativa de escoamento superficial em nível de pixel. Apresentando em média seu melhor resultado quando aplicado o hidrograma HUjus, em conjunto com as combinações de 0,05 para as perdas iniciais e 0,45 para o fator de tempo de pico. Não sendo descartado os resultados das simulações realizadas pelo o hidrograma distribuído HUexe.
Abstract: Urban floods are a constant problem in Brazil, mainly due to inadequate management and planning of rainwater drainage systems. To mitigate such effects, hydraulic works are projected based on precipitation data, which, in turn, are used for flow estimation in hydrological models. The use of empirical models specifically tailored to surface estimates has been frequently used in regions where there is no hydrological information. Recently, hydrological models have been developed that incorporate the spatial variability of the physical characteristics of the river basins. The use of computational tools to optimize the processes of analysis, definition and management of water resources are increasingly common. Generally, these tools use a series of mathematical models and hydrological and hydrogeological simulation. This work analyzes the incorporation of the physical characteristics of a urban water basin from the adaptation of the curve number model and the triangular synthetic unit hydrograph, both proposed by the Natural Resource Conservation Service (NRCS). The incorporated alternatives cover the use of these methodologies in order to simulate the hydrological processes at the pixel level. The proposed model was applied in Arroio Cascata I, located in the city of Porto Alegre - RS, chosen according to the availability of observed precipitation and flow data. The results indicate that the distributed approach has the characteristic of overestimating the peak flows and underestimating the peak times. However, the calibration validated the distributed model, by generating good alternatives for the estimation of surface flow at the pixel level. It presents, on average, its best result when applied to the hydrograph HUjus, together with combinations of 0,05 for the initial losses and 0,45 for the time to peak factor. Not being discarded the results of the simulations carried out by the distributed hydrograph HUexe.
Keywords: Modelagem hidrológica distribuída
Drenagem urbana
Sensoriamento remoto
Geoprocessamento
Distributed hydrological modeling
Urban drainage
Remote sensing
Geoprocessing
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVIL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Engenharia Cívil e Ambiental
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/12847
Issue Date: 7-Jun-2017
Appears in Collections:Centro de Tecnologia (CT) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total7.57 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons