Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13155
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Classificação por unidade de paisagem e estudo da variação da biomassa da vegetação em um complexo de serras no interior da Paraíba utilizando sensoriamento remoto
metadata.dc.creator: Araújo, Elânia Daniele Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Souza, Jonas Otaviano Praça de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Machado, Célia Cristina Clemente
metadata.dc.description.resumo: O entendimento da dinâmica dos ambientes semiáridos tem se tornado cada vez mais necessário, principalmente quando se trata da complexidade de interação dos seus elementos naturais, devido ao fato deste ser um ambiente dotado de particularidades. O semiárido brasileiro possui uma grande diversidade paisagística, e a interação dos seus elementos naturais proporcionará a formação das áreas de exceção, principalmente por sua disposição orográfica, proporcionando naquele ambiente um diferenciado regime de chuvas, solo e vegetação. Localizado no Sertão Paraibano está o complexo de Serras, objeto de estudo dessa pesquisa, possui um regime diferencial quanto aos seus aspectos geoambientais. Afim de entender suas particularidades, objetivou-se realizar uma classificação por unidade de paisagem, identificando a relação entre a topografia e a umidade na manutenção da vegetação das Serras e averiguar se essas se encaixam no perfil de enclaves subúmidos. Para alcançar os objetivos foi realizado um mapeamento para caracterização geoambiental, visitas a campo, obtenção de dados meteorológicos, aplicação dos índices do terreno e de vegetação, a classificação de unidade de paisagem e a partir dessa, identificou-se se o complexo de serras pode ser classificado como um enclave subúmido. Para a análise da vegetação foi feita uma comparação entre os índices de vegetação (IVDN e IVAS), a partir dessa, foi possível verificar que ambos são satisfatórios para a quantificação e representação da vegetação local, embora, não sejam totalmente satisfatórios para a classificação dos tipos de vegetação, uma vez que, é necessário a correlação com os dados de campo. Quanto a relação entre a o índice de vegetação e o índice topográfico de umidade, não se obteve uma correlação positiva, devido a fatores como a influência da área de captação de fluxo e declividade. Em geral, foi possível identificar que há uma condição diferenciada tanto com relação a vegetação quanto ao regime pluviométrico principalmente das áreas de topo das serras, embora não tenha havido uma correlação direta com o índice topográfico de umidade, os resultados permitem a percepção de que por meio da umidade, há a existência de uma diferenciação na paisagem, dando margem a efetuação da categorização e/ou classificação da mesma em quatro unidades: Pedimento, Topos Convexos, Topo plano e Escarpa. Após a análise integrada dos elementos fisiográficos do complexo de serras, foi possível identificar que devido sua disposição orográfica há um desenvolvimento diferenciado do regime de chuvas, solos e vegetação, no qual foi identificado áreas de caatinga arbórea densa. Essa interação aliada ao seu relevo de altitude média e superfícies aplainadas, faz do complexo de Serras um local diferenciado dentro do Semiárido seco, ao qual pode ser possível de classificá-lo como um enclave subúmido.
Abstract: The understanding of the dynamics of semi-arid environments has become increasingly necessary, especially when it comes to the interaction complexity of their natural elements, due to the fact that it is an environment with particularities. The Brazilian semiarid has a great diversity of landscapes, and the interaction of its natural elements will provide the formation of areas of exception, mainly due to its orographic arrangement, providing in that environment a different regime of rainfall, soil and vegetation. Located in Sertão Paraibano is the Saws complex, object of study of this research, has a differential regime regarding its geoenvironmental aspects. In order to understand their particularities, it was aimed to perform a classification by unit of landscape, identifying the relationship between topography and humidity in the maintenance of the vegetation of the Saws and to verify if these fit the profile of subhumid enclaves. In order to reach the objectives, a base mapping, field visits, meteorological data collection, application of land and vegetation indexes, and the classification of a landscape unit were carried out, and it was identified whether the mountain range complex can be classified as a submerged enclave. For the vegetation analysis, a comparison was made between the vegetation indexes (IVDN and IVAS), from this, it was possible to verify that both are satisfactory for the quantification and representation of the local vegetation, although, they are not totally satisfactory for the classification of the vegetation types, since correlation with the field data is necessary. Regarding the relationship between vegetation index and topographic moisture index, a positive correlation was not obtained due to factors such as the influence of the catchment area and slope. In general, it was possible to identify that there is a differentiated condition both in relation to vegetation and the pluviometric regime, mainly in the top areas of the hills, although there was no direct correlation with the topographic index of humidity, the results allow the perception that by In the middle of the humidity, there is the existence of a differentiation in the landscape, giving room for the categorization and/or classification of the same in four units: Pediment, Convex tops, Top and Escarp. After the integrated analysis of the physiographic elements of the mountain range complex, it was possible to identify that due to its orographic arrangement there is a differentiated development of the rainfall, soil and vegetation regime, in which areas of dense arboreal caatinga were identified. This interaction, together with its medium altitude relief and flattened surfaces, makes the Saws complex a distinct place within the dry semi-arid region, to which it may be possible to classify it as a sub-humid enclave.
Keywords: Semiárido
Índices de vegetação
Índice topográfico de umidade
Áreas de exceção
Semiarid
Vegetation index
Topographic moisture index
Areas of exception
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Geografia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geografia
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13155
Issue Date: 23-Mar-2018
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total15,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons