Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13219
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A administração da loucura: a Santa Casa da Parahyba do Norte no tratamento dos alienados (1858-1892)
metadata.dc.creator: Alves, Gerlane Farias
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Carla Mary da Silva
metadata.dc.description.resumo: Desde a sua fundação, a Santa Casa de Misericórdia da Parahyba foi responsável pela assistência prestada aos moradores da Província que ia desde o atendimento médico em seu Hospital de Caridade, passando pelo acolhimento de crianças abandonadas, recolhimento de esmolas para os presos, celebrações religiosas, até o enterramento de seus habitantes. Uma dessas atividades dizia respeito ao recolhimento de alienados (pessoas reconhecidas com distúrbios mentais) em uma época em que não existiam ainda, nas províncias, instituições próprias para realizar este trabalho ou tratamento adequado para cuidar deste tipo de doente. Desse modo, os alienados, ainda no século XIX, eram trancafiados em prisões ou em suas próprias casas, quando não eram abandonados a própria sorte nas cidades vizinhas. Na Província da Parahyba, estes eram remetidos, através da Delegacia de Polícia, aos quartos escuros do Hospital de Caridade onde dividiam seus males com os demais doentes (não alienados), causando grande incômodo aos pacientes da instituição e aos moradores das casas vizinhas. Por isso este trabalho tem como objetivo analisar o tratamento dado aos alienados da Província pela Santa Casa de Misericórdia da Parahyba na segunda metade do século XIX. A metodologia utilizada na pesquisa abarca a análise de dados referentes ao atendimento de alienados recebidos pelo Hospital de Caridade da SCMPB até a transferência destes para um novo local chamado de Sitio da Cruz do Peixe, onde seria fundado o Asilo Sant’Ana no final do século XIX. Desse modo, o recorte temporal utilizado compreende o ano de 1858, quando foi realizada uma grande reforma no Hospital de Caridade até o ano de 1892, data de fundação do Asilo Sant’Ana, nos arrabaldes da capital paraibana. A fundamentação teórica traz algumas obras de autores de referência que entre seus trabalhos, tratam do tema da loucura como Moreira, Foucault, Castel, Machado, Amarante, Portocarrero, Goffman e Oda; do atendimento aos alienados na Parahyba Oitocentista, como Castro e Coêlho Filho; trabalhos recentes sobre o tema, frutos de dissertações e teses; e informações existentes nos relatórios de provedoria e nos ofícios de internação existentes no Arquivo da Santa Casa de Misericórdia da Paraíba que nos ajudam a compreender tanto assistência prestada aos alienados no Hospital de Caridade como no espaço destinado ao seu tratamento no Sitio da Cruz Peixe, futuro Asilo Sant’Ana. Os dados analisados mostram as dificuldades enfrentadas pela Santa Casa de Misericórdia durante toda a segunda metade do século XIX na manutenção de alienados em seu Hospital de Caridade, consequência da falta de instituições próprias para esse fim na província, assim como o surgimento do Asilo Sant’Ana na última década do oitocentos, resultado de disputas e reinvindicações entre o Governo provincial e os administradores da Santa Casa, além do perigo constante de epidemias que colocavam em risco a saúde da sociedade paraibana na época.
Abstract: Since its founding, Santa Casa de Misericórdia de Parahyba has been responsible for providing assistance to residents of the Province ranging from medical care in its Charity Hospital to receiving abandoned children, gathering alms for prisoners, religious celebrations, until the burial of its inhabitants. One of these activities involved the removal of the mentally disturbed (people with mental disorders) at a time when there were not any facilities in the provinces to carry out this work or adequate treatment to care for this type of patient. In this way, the alienated, still in the nineteenth century, were locked up in prisons or in their own homes, when their fates were not abandoned in the neighboring towns. In the province of Parahyba, these were sent through the police station to the dark rooms of the Charity Hospital where they shared their ills with the other (non-alienated) patients, causing great inconvenience to the patients of the institution and the residents of the neighboring houses. Therefore, this work has as objective to analyze the treatment given to the alienated of the Province by Santa Casa de Misericordia da Parahyba in the second half of the nineteenth century. The methodology used in the research encompasses the analysis of data regarding the care of the inmates received by the Hospital of Charity of the SCMPB until the transfer of these to a new place called Sitio do Cruz do Peixe, where the Sant'Ana Asylum was founded at the end of the century XIX. Thus, the time cut used includes the year 1858, when a major renovation was carried out at the Charity Hospital until the year 1892, the date of the Sant'Ana Asylum, in the suburbs of the capital of Paraíba. Theoretical foundation brings some works of authors of reference that among their works, they deal with the madness theme like Moreira, Foucault, Castel, Machado, Amarante, Portocarrero, Goffman and Oda; of the service to those alienated in the Parahyba Eighteenth century, such as Castro and Coêlho Filho; recent works on the subject, fruits of dissertations and theses; and information in the ombudsman's reports and the detention offices in the Santa Casa de Misericórdia Archive of Paraíba that help us to understand both the care provided to the inmates at the Charity Hospital and the space for their treatment at Cruz Peixe Sitio, future Asylum Sant'Ana. The data analyzed show the difficulties faced by Santa Casa de Misericórdia throughout the second half of the 19th century in the maintenance of the prisoners in their Charity Hospital, as a consequence of the lack of proper institutions for this purpose in the province, as well as the emergence of the Sant ' Ana in the last decade of the nineteenth century, the result of disputes and claims between the provincial government and the administrators of Santa Casa, and the constant danger of epidemics that endangered the health of the society of the time.
Keywords: Alienados
Santa Casa
Paraíba
Alienated
Holy House
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: História
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em História
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13219
Issue Date: 8-Jun-2018
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total3,6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons