Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13838
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Resistência à fratura de dentes com rizogênese incompleta simulada após o uso de medicações intracanais utilizadas na revitalização pulpar
metadata.dc.creator: Lima Neto, José Cordeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Thiago Farias Rocha
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Sinhoreti, Mário Alexandre Coelho
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de medicações intracanais utilizadas na revitalização pulpar na resistência à fratura de dentes com rizogênese incompleta simulada. Materiais e Métodos: 180 dentes bovinos foram selecionados, seccionados coronalmente e apicalmente e fragilizados internamente. Os canais foram irrigados com 20ml de hipoclorito de sódio e posteriormente a medicação foi inserida nos grupos experimentais: PTA (Pasta tripla antibiótica/n=60) e HC (Hidróxido de cálcio/n=60). No grupo controle (n=60), nenhuma medicação foi utilizada. O teste de resistência à fratura foi realizado após 7,14 e 21 dias, sendo 20 amostras fraturadas em cada período numa máquina de ensaio universal no teste de compressão com velocidade de 1mm/min. Testes para verificação da normalidade e homogeneidade das variâncias foram realizados e o efeito do tipo de medicação nos tempos propostos foi examinado por meio dos testes ANOVA, Tukey, Kruskall-Wallis e Mann-Whitney. Testes de Pearson e Spearman também foram realizados para verificar a correlação entre o tempo de permanência da medicação e a resistência a fratura. O nível de significância adotado foi 5%. Resultados: Na primeira semana de análise não houve diferença entre os grupos (p=0.322). Na segunda e terceira semana, o grupo PTA apresentou valores estatisticamente menores de resistência a fratura do que o grupo controle (p=0.018 e 0.033, respectivamente). Não houve diferença estatística entre o HC e o controle nos três tempos avaliados (p>0.05). Na análise intra-grupo, verificou-se que na terceira semana os grupos PTA e HC reduziram significativamente a resistência a fratura em relação a primeira semana (p≤0.05). O grupo controle não apresentou diferença estatística nos diferentes tempos (p > 0.05). Os testes de correlação indicaram que quanto maior o tempo de permanência da PTA (p=0.003) e do HC (p<0.001), maior foi a redução da resistência a fratura. Conclusão: O tempo que a PTA e o HC permaneceram no canal influenciou na resistência a fratura de dentes bovinos com rizogênese incompleta simulada, sendo que, a partir da segunda semana, a redução foi significativa para o grupo PTA.
Abstract: The objective of this study was to evaluate the short-term effect on fracture resistance of simulated immature teeth after the use of intracanal medications indicated in pulp revitalization. Materials and Methods: 180 bovine teeth were selected, sectioned coronally and apically and internally fragilized. The canals were irrigated with 20 ml of sodium hypochlorite. Intracanal medication was applied as follows: triple antibiotic paste (TAP) group (n=60) and calcium hydroxide (CH) group (n=60). No medication was used in the control group. Fracture resistance tests were performed after 7, 14 and 21 days. At each time interval, 20 teeth from each group had fractured in a universal test machine in a 1mm/min compression test. ANOVA, Tukey, Kruskall-Wallis and Mann-Whitney tests were performed to verify the effect of the type of medication on fracture resistance at each time point. Pearson and Spearman tests were also performed to verify the correlation between time and fracture resistance. The level of significance adopted was 5%. Results: In the first week, there were no differences between the groups (p = 0.322). In the second and third week, there was a statistical difference between the TAP group and the control group (p = 0.018 and 0.033, respectively). No statistical differences were found between CH and control group (p>0.05). In the intragroup analysis, it was verified that the fracture resistance in the TAP and CH group was reduced in the third week, with a statistical difference in relation to the first week (p≤ 0.05). The control group did not present statistical difference at different time intervals (p > 0.05). There was a negative correlation between time and fracture resistance for TAP (p=0.003) and CH group (p<0.001). Conclusion: The time that TAP and CH remained in the canal influenced the fracture resistance of bovine teeth with simulated incomplete root formation, and the reduction was significant from the second week for TAP group
Keywords: Endodontia
Fraturas dentárias
Hidróxido de cálcio
Endodontics
Dental fractures
Calcium hydroxide
Fratura de dentes
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Odontologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/13838
Issue Date: 13-Dec-2018
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total862,89 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons