Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14238
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Caracterização e estudo antimicrobiano in vitro de micro e nanofibras de PLA/PVP incorporadas com óleo de copaíba produzidas através da fiação por sopro em solução
metadata.dc.creator: Batista, Roberta Ferreti Bonan Dantas
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Juliano Elvis de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Medeiros, Eliton Souto de
metadata.dc.description.resumo: Nanoestruturas poliméricas podem ser produzidas por diversas técnicas, entre elas a fiação por sopro em solução (SBS), que permite a produção de fibras micro e nanométricas com menor custo em relação às demais técnicas. Um dos polímeros mais utilizados para essa finalidade é o poli(ácido lático), PLA, devido suas propriedades de biodegradabilidade e biocompatibilidade. No entanto, devido a sua hidrofobicidade, baixa taxa de degradação em relação a outros poliésteres e baixa reatividade superficial, características consideradas desvantajosas para uso biomédico, o PLA tem sido utilizado em conjunto com outros polímeros, através da produção de blendas. O objetivo desse trabalho foi produzir micro e nanofibras de blendas de PLA e poli(vinilpirrolidona), PVP, em diferentes proporções, utilizando a técnica SBS, com e sem a adição do óleo de copaíba (Copaifera sp.), fitoterápico com atividade antimicrobiana conhecida. Após a produção, as mantas foram caracterizadas por MEV, TGA, DSC, DRX e FTIR, além da verificação de seu ângulo de contato e de sua atividade antimicrobiana in vitro, através da difusão em ágar. Os resultados mostraram que, para todas as proporções testadas, a blenda produzida foi de natureza imiscível. A adição do PVP bem como do óleo de copaíba geraram a redução da cristalinidade do PLA. Além disso, o PVP tornou o PLA mais hidrofílico, com redução de seu ângulo de contato, ao contrário do óleo, que o tornou ainda mais hidrofóbico. O diâmetro da fibra foi influenciado tanto pela adição do PVP quanto do óleo, o mesmo não pode ser afirmado para sua morfologia, que se manteve inalterada. Os testes de difusão em ágar mostraram que todas as blendas contendo o óleo de copaíba mostraram atividade antimicrobiana contra o microrganismo Gram-positivo Staphylococcus aureus, onde o aumento dessa atividade foi relacionado ao aumento na quantidade de PVP na blenda, bem como à redução na estrutura cristalina das blendas. Em geral, pode-se concluir que a técnica de SBS foi adequada para a produção de micro e nanofibras de PLA/PVP com adição do óleo de copaíba e que as mesmas apresentaram atividade antimicrobiana, apresentando potencial para uso em dispositivos de liberação controlada em aplicações biomédicas.
Abstract: Polymeric nanostructures can be produced by various techniques, including solution blow spinning (SBS), which can be used to produce micro and nanofibers at lower cost compared to other techniques. One of the most commonly used polymers for this purpose is poly (lactic acid) PLA, due to its biodegradability and biocompatibility. However, because of their hydrophobicity, lower degradation rate compared with other polyesters and low surface reactivity, considered unfavorable characteristics for biomedical use, PLA has been blended with other polymers. The aim of this study was to produce micro and nanofibers of PLA and PLA/polyvinylpyrrolidone (PVP) blends, in different proportions, using the SBS technique, with and without the addition of copaiba oil, herbal medicine with known antimicrobial activity. Produced mats were characterized by SEM, TGA, DSC, XRD, FTIR and contact angle. The in vitro antimicrobial activity was tested by agar diffusion. Results showed that, in all the proportions tested, produced blends were immiscible. The addition of PVP and copaiba oil led to a reduction in PLA crystallinity. The addition of PVP increased PLA hydrophilicity, reducing contact angle, unlike oil, that increased hydrophobicity. Fiber diameter was influenced by the addition of both PVP and oil. However, its morphology remained unchanged. Agar diffusion tests showed that all blends containing copaiba oil presented antimicrobial activity against Gram-positive Staphylococcus aureus. Moreover, this activity was proportional to both the increase of PVP amount in the blends and to a reduction in the crystalline structure of the blends. It can be concluded micro- and nanofibers of PLA and PLA/PVP blends with the addition of copaiba oil were successfully produced by the SBS technique. Moreover, these fibers have antimicrobial activity and can be potentially used as a drug delivery system in biomedical applications.
Keywords: Nanofibras
Fiação por sopro em solução
Poli(ácido lático)
Poli(vinilpirrolidona)
Óleo de copaíba
Copaifera
Nanofibers
Solution blow spinning
Poly (lactic acid)
Poly(vinylpyrrolidone)
Copaifera
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Engenharia de Materiais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14238
Issue Date: 29-Jul-2013
Appears in Collections:Centro de Tecnologia (CT) - Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total5,03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons