Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14247
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estudo da liberação controlada de sinvastatina utilizando nanofibras de PLA/PEG produzidas por fiação por sopro em solução
metadata.dc.creator: Ferreira, Kaline do Nascimento
metadata.dc.contributor.advisor1: Medeiros, Eliton Souto de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Wellen, Renate Maria Ramos
metadata.dc.description.resumo: Foi investigada a preparação e caracterização de nanofibras de poli (ácido láctico) (PLA) e poli (etilenoglicol) (PEG) para aplicações de liberação controlada com sinvastatina (SIM), produzidas por Solution Blow Spinning (SBS). As nanofibras foram feitas a partir de proporções em massa de PLA/PEG de 9:1, 8:2 e 7:3, com incorporação de 2,5%, 5,0% e 7,5% de sinvastatina dissolvida em clorofórmio (15% m/v). Neste estudo, foi utilizado o planejamento experimental 24 + 3 pontos centrais para otimizar os parâmetros de processamento para a produção de nanofibras a partir das soluções das poliméricas. Os materiais foram caracterizados por espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), calorimetria de varredura diferencial (DSC), termogravimetria (TGA), difratometria de Raios-X (XRD) e medidas de ângulos de contato. A morfologia das nanofibras foi investigada por microscopia eletrônica de varredura (MEV). A liberação de SIM desses novos sistemas de administração de fármacos foram monitoras através da espectroscopia de luz visível (UV-VIS). A análise MEV revelou que as fibras de diâmetros pequenos foram obtidas por uma combinação de concentração de SIM versus pressão do gás. Os resultados de FTIR indicaram a incorporação de SIM nas fibras foram bem sucedidas. Além disso, o estudo mostrou que o processo do SBS aumenta a cristalinidade do PLA, assim como a adição de PEG. As nanofibras com maiores incorporações de PEG apresentaram menores estabilidades térmicas, associadas à redução de diâmetros, proporcionando uma maior área superficial, além de apresentarem maiores valores de sorção de água devido ao caráter hidrofílico do PEG. A interação físico-química do polímero-fármaco resultou na molhabilidade total das fibras. A cinética de liberação de SIM apresentou um perfil homogêneo com um lançamento inicial rápido, seguido de liberação lenta até 21 dias, com uma cinética de liberação mais acentuada com o aumento do conteúdo de PEG nas blendas (7: 3). A incorporação de fármacos e os dados de caracterização físico-química obtidos neste estudo podem ser relevantes para otimizar a incorporação de fármacos e as propriedades de entrega desses potenciais portadores de direcionamento de drogas.
Abstract: Preparation and characterization of poly(lactic acid) (PLA) and Poly (ethylene glycol) (PEG) nanofibers for controlled release applications containing simvastatin (SIM) produced by Solution Blow Spinning (SBS) were investigated. Nanofibers with PLA/PEG ratios of 9: 1, 8: 2 and 7: 3), with the incorporation of 2.5, 5.0 and 7.5 % simvastatin were prepared from chloroform (15% w/v). In this study, a 24 + 3 experimental design was used to optimize the processing parameters. Fourier transform infrared spectroscopy (FTIR), differential scanning calorimetry (DSC), thermogravimetry (TGA), X-Ray diffractometry (XRD) and contact angle measurements were used to characterize the produced nanofibers and the morphology was investigated by scanning electron microscopy (SEM). The release of SIM from these new drug delivery systems was followed by UV–VIS spectroscopy. SEM analysis revealed that small diameter fibers were best obtained by a combination of concentration of SIM versus gas pressure. FTIR results indicated the successful incorporation of SIM into the fibers. Also, the SBS processes increased the PLA crystallinity and with the addition of PEG. Nanofibers with higher PEG incorporations presented lower thermal stabilities, associated to a reduction in diameter, providing a greater surface area, as well as, showing greater water sorption values due to the hydrophilic nature of PEG. In addition, the physicochemical interaction between polymers and drug resulted in total fiber wettability. Release kinetics of SIM presented a homogeneous profile with a rapid initial release, followed by slow release up to 21 days, with a more pronounced release kinetics with increasing PEG content in the blends (7: 3). The drug incorporation and physicochemical characterisation data obtained in this study may be relevant in optimising the drug incorporation and delivery properties of these potential drug targeting carriers.
Keywords: Liberação controla
Nanofibras
Fiação por sopro em solução
Poli(ácido lático)
Poli(etileno glicol)
Sinvastatina
Controlled release
Nanofibers
Solution blow spinning
Poly(lactic acid)
Poly(ethylene glycol)
Simvastatin
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Engenharia de Materiais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14247
Issue Date: 7-Apr-2017
Appears in Collections:Centro de Tecnologia (CT) - Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivo total2,73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons