Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14262
metadata.dc.type: Tese
Title: Resistência antimicrobiana na avicultura: Efeitos do uso profilático de ceftiofur e do tratamento químico da cama na disseminação de betalactamases
metadata.dc.creator: Saraiva, Mauro de Mesquita Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Celso José Bruno de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Freitas Neto, Oliveiro Caetano
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Gebreyes, Wondwossen Abebe
metadata.dc.description.resumo: O uso de antimicrobianos na avicultura é uma prática comum ao redor do mundo, visando aumento da produtividade animal. Entretanto, o surgimento cada vez maior de espécies bacterianas resistentes a estas drogas tem preocupado produtores e consumidores de produtos avícolas. Bactérias Gram-positivas como Enterococcus spp. e Staphylococcus aureus, e Gram-negativas, como Escherichia coli, Campylobacter spp. e Salmonella spp., estão entre as principais espécies comumente isolada de frangos de corte e poedeiras, com alta resistência a antimicrobianos. Estas espécies são frequentemente descritas como resistentes a diferentes classes de antimicrobianos considerados de crítica importância a saúde animal e humana como cefalosporinas. Os mecanismos de resistência a essas drogas são bastante diversificados, tendo como principal mecanismo o enzimático, como as β-lactamases de espectro estendido codificadas por genes presentes em cromossomos e elementos móveis. Os genes blaTEM-1, blaPSE e blaCTX-M-1 são os mais reportados em bactérias isoladas da indústria avícola. Com isso, foram realizados dois experimentos no Laboratório Análise de Produtos de Origem Animal (LAPOA/CCA/UFPB). No capítulo II estão apresentados os dados do primeiro experimento objetivando avaliar o uso não prescrito de ceftiofur em pintainhos de um dia de idade, mimetizando o uso profilático comum em granjas comerciais juntamente com a vacina de Marek, e a ocorrência de Escherichia coli produtoras de β-lactamase de espectro estendido. Foram utilizados 168 pintainhos divididos em grupos tratados com ceftiofur e não tratados. A aplicação de ceftiofur em pintainhos influenciou positivamente na ocorrência de ESBL nos isolados de E. coli recuperados (86%; p <0,001). Todas as E. coli produtoras de ESBL apresentaram os genes blaCTX-M e blaSHV. Nenhum isolado foi positivo para genes AmpC mediados por plasmídeos testados. A abordagem bayesiana demonstrou maiores probabilidades de ocorrências de E. coli produtores de ESBL nos grupos tratados com ceftiofur, bem como os dias 7 e 14, em comparação com o grupo não tratado e os outros dias experimentais, respectivamente. No capítulo III são apresentados dados referentes ao segundo 15 experimento, que objetivou avaliar os efeitos de resíduos químicos em diferentes materiais usados como cama de frango sobre a taxa de conjugação de plasmídeos- ESBL em E. coli. Foi utilizado um delineamento 2x5, com dois diferentes materiais na constituição da cama (bagaço de cana e maravalha) e cinco tratamentos (controle, cal virgem, sulfato de alumínio, sulfato de cobre e superfosfato). Os grupos sem adição de químicos demonstraram as maiores taxas de conjugação. Na cama de bagaço de cana demonstrou interação benéfica com uso de superfosfato (p <0,001). Quando a maravalha foi usada como substrato, as menores taxas foram obtidas com uso de cal virgem e sulfato de cobre. O bagaço de cana apresentou menores taxas de conjugação de ESBL-plasmídeos. O uso de ceftiofur em pintainhos de um dia juntamente com a vacina de Marek eleva a ocorrência de E. coli resistentes em curto período. A presença de produtos químicos pode afetar a conjugação de ESBL-plasmídeos entre E. coli, apesar da influência de fatores ambientais sobre a transferência horizontal de elementos móveis.
Abstract: The antimicrobial use in poultry farming is a common practice around the world, aiming to increase animal productivity. However, the growing emergence of resistant bacterial species to these drugs has concerned poultry producers and consumers. Gram-positive bacteria as Enterococcus spp. and Staphylococcus aureus, and Gram-negative bacteria as Escherichia coli, Campylobacter spp. and Salmonella spp., are among the main species commonly isolated from broilers and layers, with highest antimicrobial resistance. These species are often described as resistant to different antimicrobial classes include these considered of critical importance to animal and human health, as cephalosporins. The resistance mechanisms to these drugs are quite diverse, and the main of them is the enzymatic mechanism, such as extended-spectrum β-lactamases encoded by genes present in chromosomes and mobile elements. The blaTEM-1, blaPSE and blaCTX-M-1 genes are the most reported in isolated bactérias from the poultry industry. Two experiments were carried out at the Animal Origin Products Analysis Laboratory (LAPOA/CCA/UFPB). Chapter II presents data from the first experiment to evaluate the off-label use of ceftiofur in one-day-old chicks, mimicking common prophylactic use in poultry farms together with the Marek’s vaccine, and the occurrence of β-lactamase-producing Escherichia coli. We used 168 chicks arranged into ceftiofur treated and untreated groups. The ceftiofur application in chicks positively influenced the ESBL occurrence in the recovered E. coli isolates (86%; p <0.001). All ESBL-producing E. coli presented the blaCTX-M and blaSHV genes. No isolates were positive for plasmid-mediated AmpC genes tested in this study. The Bayesian approach showed greater probabilities of ESBL-producing E. coli occurrences in the ceftiofur-treated groups, as well as days 7 and 14, compared to the untreated group and the other experimental days, respectively. In Chapter III data are presented referring to the second experiment that aimed to evaluate the effects of chemical residues on different materials 17 used as poultry litter on the conjugation rate of ESBL-plasmids in E. coli. It was used a 2x5 design, with two different litter materials (cane bagasse and wood shavings) and five treatments (control, quicklime, aluminum sulphate, copper sulphate and superphosphate). Groups with no chemical additions demonstrated higher conjugation rates. In the cane bagasse litter showed beneficial interaction with the use of superphosphate (p <0.001). When the wood shavings were used as a substrate, the lowest rates were obtained with the use of quicklime and copper sulphate. Lower conjugation rates of ESBL-plasmids were obtained in cane bagasse. The ceftiofur use in one-day-old chicks together with the Marek vaccine raises the resistant E. coli occurrence in short-term. The chemical presence can affect the conjugation of ESBL-plasmids between E. coli, despite the influence of environmental factors on the horizontal transfer of mobile elements.
Keywords: Antimicrobianos na avicultura
Cefalosporinas
Plasmídeos
Resistência
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PRODUCAO ANIMAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Zootecnia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14262
Issue Date: 28-Sep-2018
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TZ130.pdf2,01 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons