Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14471
metadata.dc.type: TCC
Title: Formas Anafóricas Reflexivas em Português Brasileiro e Português Europeu: Um Estudo de Corpora.
metadata.dc.creator: SOARES, Nathalia Leite de Sousa
metadata.dc.contributor.advisor1: Leitão, Márcio Martins
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste trabalho é fazer um levantamento em termos de frequência do uso das formas relacionadas à reflexivização no Português Brasileiro (PB) e no Português Europeu (PE), das formas anafóricas de terceira pessoa “se”, “(se) a si mesmo(a)”, “(se) a si próprio(a)” , “ele(a) mesmo(a)” e “ele(a) próprio (a)”. A frequência será descrita com base nos corpora jornalísticos presentes no site de busca Linguateca (http://www.linguateca.pt/) com mais de 400.000 palavras. Além da frequência, foi observado também tipo de predicado cuja classificação está de acordo com a categorização proposta por Godoy (2012) via semântica lexical. A frequência das formas reflexivas e o tipo de predicado analisados como subsídio para estudos relacionados ao processamento de reflexivos e as restrições impostas pelo princípio A da Teoria da Ligação (CHOMSKY, 1986). Com esse levantamento, a pretensão é construir estímulos e design experimental de forma mais controlada e precisa, dando continuidade aos estudos iniciados anteriormente em PB e PE que mostraram resultados na direção dos encontrados por Nicol & Swinney (1989) e Sturt (2003), em que os antecedentes indisponíveis, seguindo as restrições impostas pelo princípio A, não são levados em conta no processamento online, influenciando apenas o processamento mais tardio. Os resultados da presente pesquisa mostraram que, em termos de frequência, diferenças entre as variantes do português: para o PB, em ordem decrescente, as formas “se”, “a si próprio(a)”, “ a si mesmo(a)”, “ele(a) próprio(a)” e “ele(a) mesmo(a)” e para o PE, em ordem decrescente, as formas “se”, “a si próprio(a)”, “ele(a) próprio(a)”, “a si mesmo(a)” e “ele mesmo(a)”. No que tange ao tipo de predicado, tanto em PB quanto em PE, os tipos mais frequentes foram os pautados na classe dos Verbos de Mudança e Verbos Eventivos. Os fatores e padrões elencados servirão de base para a construção de frases experimentais a serem inclusas num futuro design experimental.
Abstract: The objective of this work is to make a survey in terms of frequency of use of reflexivization forms in Brazilian Portuguese (BP) and European Portuguese (EP), the anaphoric forms of third person “se”, “(se) a si mesmo(a)”, “(se) a si próprio(a)” , “ele(a) mesmo(a)” e “ele(a) próprio (a). The frequency will be described based on the corpora journalistic present in the search site Linguateca (http://www.linguateca.pt/) with more than 400,000 words. In addition to the frequency, we also observed a type of predicate whose classification is in agreement with the categorization proposed by Godoy (2012) via lexical semantics. The frequency of reflexive forms and the type of predicate analyzed as a subsidy for studies related to the processing of reflexives and the constraints imposed by principle A of the Binding Theory (CHOMSKY, 1986). With this survey, the intention is to construct stimuli and experimental design in a more controlled and precise way, giving continuity to previous studies in PB and PE that showed results in the direction of those found by Nicol & Swinney (1989) and Sturt (2003). that unavailable antecedents, following the restrictions imposed by principle A, are not taken into account in online processing, influencing only the later processing. The results of the present research showed that, in terms of frequency, differences between the variants of Portuguese: for BP, in decreasing order, the forms “se”, “a si próprio(a)”, “ a si mesmo(a)”, “ele(a) próprio(a)” and “ele(a) mesmo(a)” and to the EP, in decreasing order, the forms “se”, “a si próprio(a)”, “ele(a) próprio(a)”, “a si mesmo(a)” e “ele mesmo(a)”. Regarding the predicate type, both PB and PE, the most frequent types were those in the Verbs of Change and Evening Verbs class. The factors and standards listed will serve as the basis for the construction of experimental sentences to be included in a future experimental design.
Keywords: Teoria da Ligação
Processamento de Reflexivos
Variantes do Português
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14471
Issue Date: 9-May-2019
Appears in Collections:TCC - Letras - Português (Curso presencial)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
NLSS09052019.pdf1,26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.