Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14533
metadata.dc.type: Tese
Title: Maturação fisiológica de sementes de Luffa operculata (L.) Cogniaux
metadata.dc.creator: Araujo, Paulo Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: Alves, Edna Ursulino
metadata.dc.description.resumo: A Luffa operculata (Cucurbitaceae) é uma planta nativa no Brasil e ocorre frequentemente em alguns estados do Norte e Nordeste, cujos frutos são ricos em alguns princípios ativos como a isocucurbitacina e buchinina, que são eficazes no tratamento de algumas doenças, principalmente respiratórias, como as sinusites e rinites. A principal forma de propagação dessa Cucurbitaceae é por meio de suas sementes, devendo estas possuírem elevada qualidade fisiológica para que a máxima germinação ocorra, para isso, o período do ponto de maturidade fisiológica se faz de extrema importância. Diante dessas considerações, objetivou-se avaliar as modificações físicas e fisiológicas de frutos e sementes de Luffa operculata colhidas em 2013 e 2014 com diferentes estádios de maturação, visando identificar o ponto de maturidade fisiológica das sementes e detectar o momento em que essas se tornam dormentes. Os trabalhos foram conduzidos no campo experimental do Setor de Olericultura e os testes físicos e fisiológicos no Laboratório de Análises de Sementes (LAS), ambos pertencentes ao Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (CCA-UFPB), em Areia - PB. Para determinação do ponto de maturidade fisiológica das sementes avaliou-se o teor de água e o tamanho dos frutos e sementes e também a coloração externa dos frutos, além dos testes de germinação e vigor (porcentagem, primeira contagem e índice de velocidade de germinação, comprimento e massa seca do hipocótilo e raízes das plântulas). O delineamento estatístico utilizado foi inteiramente ao acaso e os fatores avaliados constaram das sementes com e sem desponte e também dos dias após a antese. A maior porcentagem de germinação das sementes ocorreu aos 45 e 42 dias após a antese para as sementes despontadas ou não, respectivamente, em 2013; enquanto no ano seguinte foi aos 35 e 29 dias nas sementes com e sem desponte, respectivamente. O tamanho dos frutos não é um índice adequado para a determinação do ponto de maturidade. As sementes de L. operculata devem ser colhidas entre 50 e 60 dias após a antese, no entanto, recomenda-se que as mesmas sejam submetidas ao desponte do tegumento, uma vez que a dormência tegumentar impede a germinação.
Abstract: Luffa operculata (Cucurbitaceae) is a native plant in Brazil and often occurs in some states of the north and northeast, whose fruits are rich in some active principles such as isocucurbitacina and buchinina, which are effective in treating some diseases, particularly respiratory, as sinusitis and rhinitis. The principal way of spreading this Cucurbitaceae is through its seeds, which should have high physiological quality for the maximum germination occurs, so that the period of physiological maturity point becomes extremely important. Given these considerations above, this study aimed to evaluate the physical and physiological changes in fruits and seeds of Luffa operculata harvested in 2013 and 2014 with different maturity stages, to identify the physiological maturation point of seeds and detect the time when these become dormant. The experiment was conducted in the experimental field of the horticulture sector and the physical and physiological tests at the Laboratory of Seed Analysis (LAS), both belonging to the Center of Agricultural Sciences of the Federal University of Paraíba (CCA-UFPB), in Areia - PB. To determine the physiological maturation point of seeds it was evaluated the water content and size of fruits and seeds and also the external color of the fruit, also it was evaluated the germination and vigor tests (percentage, first count and germination speed index, length and dry mass of the hypocotyl and roots of the seedlings). The experimental design was completely at random and evaluated factors consisted of seeds with and without lopping and also the days after anthesis. The highest percentage of germination occurred at 45 and 42 days after flowering to seed lopped or not, respectively, in 2013; while the following year was at 35 and 29 days the seeds with and without lopping respectively. The size of the fruits is not a appropriate index for determining the maturity point. L. Operculata seeds should be harvested between 50 and 60 days after anthesis, however it is recommended that they be submitted to the lopping of the integument since cutaneous dormancy impedes the germination.
Keywords: Cabacinha
Germinação
Dormência tegumentar
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Fitotecnia e Ciências Ambientais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/14533
Issue Date: 30-May-2016
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TA138.pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons