Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15362
metadata.dc.type: Tese
Title: Modulação da expressão gênica e proteica caruncular pelo embrião bovino durante a placentação
metadata.dc.creator: Jesus, Carla Fabiana Gomes de
metadata.dc.contributor.advisor1: Campos, Danila Barreiro
metadata.dc.description.resumo: Apesar da existência de vários estudos relacionados à reprodução, alguns eventos sobre a ocorrência da perda do concepto no início da gestação ainda estão sem respostas, devido as variáveis envolvidas. Este estudo teve como objetivo identificar os genes diferencialmente expressos em carúnculas uterinas do corno gravídico (CG) e corno não gravídico (NG) durante a placentação bovina e investigar o papel do embrião produzido por fertilização in vitro (FIV) na expressão desses genes. A verificação de que o embrião de fato influencia também a expressão gênica e proteica caruncular poderá esclarecer quais os sinais do embrião que regulam o desenvolvimento uterino e que os achados poderão estar relacionados com as altas taxas de falhas gestacionais com embriões manipulados. Para execução do estudo foram coletadas carúnculas do CG e NG de fêmeas primíparas Bos indicus submetidas à IA ou FIV utilizando sêmen sexado para macho Bos indicus. As amostras foram coletadas nos dias 30 (n = 3), 35 (n = 8) e 40 (n = 3) para IA e 35 dias (n=3) e 40 dias (n=3) de FIV, após separação dos cotilédones. Os tecidos foram congelados em nitrogênio líquido e armazenados em freezer -80°C para posterior extração de RNA e proteína, fixados em formaldeído tamponado 4% para realização da imunohistoquímica. O transcriptoma dessas amostras de dia 35 (n=7) foi avaliado por microarranjo utilizando a plataforma Affymetrix, tal análise demonstrou que do total de 23.000 genes investigados, 149 apresentaram-se diferencialmente expressos em carúnculas bovinas do corno gravídico (≥ 1.5 fold, p<0.05). Desses, nove potencialmente envolvidos na diferenciação celular foram utilizados na validação dos resultados por PCR em tempo real, sete destes apresentavam-se expressão significativamente aumentada (ACP5, DPP4, GJB6, IGFBP3, INHBA, STC1, THBS2)e dois com expressão significativamente diminuída (CXCR4 e PTGS2). A análise dos resultados do PCR em tempo real demonstrou que a RESUMO GERAL 2 expressão dos genes foi consistente com os resultados do microarranjo (p<0,05). A análise do western blot, realizado em três proteínas (PTGS2, IGFPB3 eTHSB2 ), indicou aumento na expressão da PTGS2 aos 40 dias e da IGFPB3 e THSB2 aos 35 e 40 dias, ambas gestações IA. Em gestações FIV, a expressão da PTGS2 foi maior aos 35 dias no CG. Em contrapartida, o padrão de expressão da IGFPB3 e THSB2 foi similar ao observado em gestações IA. A imunolocalização das proteínas foi observada no citoplasma de células do epitélio, estroma uterino, células glandulares e vasculares. Observou-se associação entre esses resultados com os observados no western blot, pois a maior intensidade de marcação existiu em células CG aos 35 e 40 dias em gestações obtidas por IA e FIV. Conclui-se que a expressão dos genes diferencialmente expressos nas carúnculas dos cornos gestantes e não gestante, envolvidos no processo de placentação sofrem influencias do embrião e que procedimentos como a produção de embriões in vitro e/ou cultivo celular podem influenciar na regulação dessas moléculas, já que a maior expressão na maioria dos genes em gestação FIV ocorreu mais tardiamente, aos 40 dias.
Abstract: Despite the existence of several studies related to reproduction, some events about embryo loss in early gestation are not understand due the variables involved. This study aimed to identify differentially expressed genes between uterine caruncles of the gravid horns (G) and non-gravid horns (NG) horns during the bovine placentation and investigate the role of embryo produced by in vitro fertilization (IVF) in this gene expression. The finding that the embryo also influences the caruncular gene and protein expression could clarify which embryo signals that regulate uterine development and that the findings may be related to high failure rates of pregnancy in the pregnancies of manipulated embryos. In the present study caruncles from the G and NG were collected from pregnant primiparous cows (Bos indicus) undergoing artificial insemination (AI) or transfer of embryos produced by in vitro fertilization (IVF) using Bos indicus male sexed sperm. Animals were slaughter at 30 (n = 3), 35 (n = 8) or 40 (n = 3) days of gestation and tissues were collected following separation of the weakly associated cotyledons. Tissues were either frozen in liquid nitrogen or stored at -80°C freezer until RNA or protein extraction or fixed in 4% buffered formaldehyde for immunohistochemical analysis. The transcriptome of samples of 35 days (n = 7) were evaluated by microarray using an Affymetrix microarray platform. Analysis showed that 23.000 genes, 149 were differentially expressed in cattle caruncles from the gravid horn (≥ 1.5 fold, p<0.05). Nine genes potentially involved in cell differentiation were used to validate the results of real time PCR: seven upregulated genes (ACP5,DPP4, GJB6, IGFBP3, INHBA, STC1,THBS2) and two downregulated genes (CXCR4 e PTGS2). Quantitative PCR demonstrated that expression ratios of selected genes were consistent with the microarray results (p<0,05). Western blot analysis was performed to investigate PTGS2, THSB2 e IGFPB3. Densitometric evaluation indicated an increase in protein content of PTGS2 at 40 days and IGFPB3 and THSB2 at 35 ABSTRACT 4 and 40 days of IA both gestations. In FIV gestations, PTGS2 protein abundance was significantly higher at 35 days in caruncles from the gravid horn. On the other hand, the pattern of IGFPB3 e THSB2 protein expression in FIV gestations was similar to that observed in IA gestations. Protein immunostaining was observed in the cytoplasm of epithelial and stromal uterine cells, glandular uterine cells and endothelial uterine cells. We observed that staining intensity was associated to western blot data, with cells from cotyledon-associated caruncle showing more intensity of staining at 35 and 40 days in both AI and FIV gestations. We conclude that the expression of placentation involved genes differentially expressed in caruncles of pregnant and non-pregnant horns suffer influence of embryo and procedures such as in vitro embryo production and cell culture can influence the regulation of these molecules, since the greatest expression of most genes in IVF pregnancies occurred later after 40 days.
Keywords: Endométrio
Fertilização in vitro
Inseminação artificial
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Veterinárias
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15362
Issue Date: 6-Feb-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DV017.pdf1,64 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons