Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15500
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Participação e Contrato na Teoria Política de Carole Pateman
metadata.dc.creator: Araújo, Daniele Patriota de
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Marcelo Burgos Pimentel dos
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação analisa duas obras de Carole Pateman: “Participação e Teoria Democrática” e “O contrato Sexual”, buscando demonstrar a relevância de suas teses para o exame crítico da democracia contemporânea e a continuidade das estruturas patriarcais que possibilitam e naturalizam as desigualdades de gênero. O objetivo é compreender estas obras através da visão da própria Pateman, bem como, através das discussões suscitadas por estas teorias à luz das críticas de outros autores, intentando elucidar a contribuição da autora para o desenvolvimento das teorias feministas e da própria teoria política. Através da crítica de Pateman aos teóricos contemporâneos da democracia, voltamos aos primeiros autores que pensaram o governo representativo e como estes enfatizaram a necessidade de incentivar a participação popular nas decisões políticas, uma vez que a participação atuaria educando os sujeitos para se tornarem cidadãos plenos. Atualmente, a crítica participacionista perdeu espaço para o deliberacionismo, que tem potencial crítico limitado, por não questionar a democracia representativa como um todo. Discutimos sua segunda obra “O contrato sexual”, através da revisão das teorias clássicas da fundação da sociedade civil e seu caráter patriarcal. O contratualismo que alegadamente surgiu para se opor ao patriarcalismo clássico – poder paterno –, adotou-o para preservar a dominação dos homens sobre as mulheres. A concepção clássica de propriedade na pessoa, originada na obra de John Locke, atua como uma justificativa para o emprego e a subordinação civil. O contrato sobre a propriedade na pessoa, tanto no contrato de casamento quanto no contrato de trabalho, tem o elemento de preservação da submissão. Em ambas as obras a autora crítica a dominação e a subordinação civil, que seria superada através da promoção da autodeterminação de sujeitos, homens e mulheres, mais capazes a exercerem o autogoverno. Por fim, considerando os temas debatidos, elencamos algumas das consequências da sobrevivência do contrato sexual na sociedade atual.
Abstract: The present thesis examines two main works by Carole Pateman: “Participation and Democratic Theory” and “The Sexual Contract”. It demonstrates the relevance of her theses in order to critically analyze contemporary democracy and the continuity of patriarchal structures that allow and naturalize gender inequalities. The discussion of the first work involves the observation of the differences between modern and traditional freedom through Benjamin Constant's view and the consequences for the type of democracy to be adopted in each society. Criticizing the contemporary theorists of democracy, Pateman returned to early authors, who studied the representative government. She points out that they have emphasized the need to encourage popular participation in political decisions, in order to educate people to become full citizens. Nowadays, participatory criticism has lost space to deliberation, which has limited critical potential, for it does not question the system as a whole. The second work reviews the classical foundations of civil society and its patriarchal character. The contractualism that arose to oppose classical patriarchalism – paternal power – adopted it to preserve the domination of men over women. According to Pateman, the classical conception of property in the person, originated in the work of John Locke, is used as a justification for employment and civil subordination. The contract on ownership in the person, both in the marriage contract, as well as in the contract of employment, has the element of preservation of the submission. Pateman’s works propose to criticize the domination and civil subordination through the promotion of the self-determination of the person, both men and women, to be more capable to exercise self-government.
Keywords: Democracia
Participação Política
Contratualismo
Feminismo
Democracy
Political Participation
Contractualism
Feminism
Democratização política e social
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Relações Internacionais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15500
Issue Date: 5-Oct-2018
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Relações Internacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdfArquivototal1,31 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons