Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15817
metadata.dc.type: Tese
Title: Ganhos genéticos via índice de seleção e modelos mistos em amendoim indicado para o semiárido
metadata.dc.creator: Ramos, Jean Pierre Cordeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Roseane Cavalcanti dos
metadata.dc.description.resumo: O amendoim é uma importante leguminosa em todo o mundo, amplamente cultivada no Brasil, principalmente na região Sudeste. O Nordeste tem potencial para a cultura do amendoim, apesar de enfrentar as limitações climáticas, como altas temperaturas e déficit hídrico que podem prejudicar a produção. A melhoria das cultivares adaptadas a essas condições é uma das principais estratégias adotadas pelos melhoristas para alavancar a cultura nesta região. A adoção de ferramentas estatísticas é essencial, pois fornece estimativas das proporções de cada fonte de variação encontradas nos ensaios. A variância genética, o coeficiente de variação genética, a herdabilidade e a precisão seletiva são os principais estimadores, significando uma premissa básica para procedimentos de seleção e consequentes ganhos genéticos. Neste trabalho, estimamos os ganhos obtidos através de práticas seletivas em genótipos de amendoim, cujos achados são relatados em dois capítulos. O primeiro relata os ganhos de seleção das famílias de amendoim RC1F3, resultante do cruzamento entre o anfidiploide sintético (A. batizocoi K9484 x A. duranensis SeSn 2848)4x e uma cv comercial BR1 (A. hypogaea subsp. Fastigiata), submetida a supressão hídrica moderada, visando seleção a seca. Treze famílias de RC1F3 foram cultivadas em campo e submetidas a 21 dias de supressão hídrica. Duas cultivares precoces e tolerantes à seca (BR1 e Senegal 55 437) foram utilizadas como controles tolerantes. Oito características agronômicas foram adotadas para caracterizar os materiais. Os modelos mistos (REML / BLUP) e índice de seleção de índice de classificação, proposto por Mulamba & Mock, foram utilizados como procedimentos de seleção. Encontramos uma predominância relativa de variância residual em detrimento da variância genotípica, ou seja, existência de segregação dentro das famílias. Valores de alta precisão foram encontrados para a maioria das características. Das 13 famílias avaliadas, três destacaram-se com base em características agronômicas, com ganhos para: número de vagens/planta, comprimento de vagem e número de sementes/vagem, e aumento de precocidade em, no mínimo, 1 dia. O segundo capítulo teve como objetivo estimar os índices de seleção e pesos econômicos que possibilitam ganhos genéticos máximos em amendoim rasteiro. Onze genótipos foram avaliados em de nove caracteres agronômicos. Os índices utilizados foram: índice clássico de Smith e Hazel (SH), viii índice de Pesek e Baker (PB), índice de base de Williams (W), índice de Elston (E), Subandi et al. índice (S), índice Cruz (GI), e o índice baseado na soma dos postos de Mulamba e Mock (MM). Os pesos econômicos foram: características principais (CP), peso 1 (P1) para todas as características, coeficiente de variação genética (CVg), desvio padrão genético (DPg) e coeficiente "B", obtido por meio de regressão multivariada. Encontramos um efeito significativo dos genótipos para todas as características (p <0,01), ou seja, variabilidade genética entre os materiais. Altos valores de herdabilidade foram encontrados para a maioria das características (acima de 90%), indicando progresso genético com ciclos de seleção. As combinações SH-CP, SH-P1, SH- DPg, W-P1 e W- DPg, seguidas de MM-CP, MM- CVg, MM- DPg, GI-CP, GI-P1, GI- DPg e E, indicaram maiores ganhos para características relacionadas à produção, mas com valores insatisfatórios para IF e MCV. Em geral, o índice de Mulamba e Mock foi o mais promissor quando aplicado com P1 em todas as características, conseguindo equilibrar ganhos próximos aos limites máximos obtidos pela seleção direta, tanto para características de produção quanto de precocidade.
Abstract: Peanut is an important leguminous at worldwide, widely cultivated in Brazil, mainly in Southeast region. The Northeast have potential for peanut crop, although face the climatic limitations, such as high temperatures and water deficit that could hazard the production. The improvement of cultivars adapted to these conditions is one of the main strategies adopted by breeders in order to leverage the crop in this region. The adoption of statistical tools are essentials, due provide estimates of the proportions of each variation source found in trials. The genetic variance, the coefficient of genetic variation, the heritability and the selective accuracy are the main estimators, meaning a basic assumption for selection procedures and consequent genetic gains. In this work, we estimated the gains obtained through selective practices in peanut genotypes, which findings are reported in two chapters. The first one reports on the selection gains of peanut families RC1F3, resulting from crossing between synthetic amphidioid (A. batizocoi K9484 x A. duranensis SeSn 2848)4x and a commercial cv. BR1 (A. hypogaea subsp. fastigiata), submitted to moderate water suppression aiming to selection of drought. Thirteen RC1F3 families were grown in the field and submitted to 21 days of water suppression. Two early and drought-tolerant cultivars (BR1 and Senegal 55 437) were used as tolerant controls. Eight agronomic traits were adopted to characterize the materials. The mixed models (REML / BLUP) and rank index selection index, proposed by Mulamba & Mock, were uses as selection procedures. We found a relative predominance of residual variance to the detriment of genotypic variance, meaning existence of segregation within the families. High accuracy values were found for most traits. Of the 13 families evaluated, three highlighted based on agronomic traits, with gains for: number of pods/plant, pod length and number of seeds/pod, and also increase of earliness in, at least, 1 day. The second chapter aimed to estimate the selection indexes and economic weights that enable maximum genetic gains in runner peanut. Eleven genotypes were evaluated through nine agronomic traits. The indices used were: Smith and Hazel (SH) classic index, Pesek and Baker (PB) index, Williams base index (W), Elston index (E), Subandi et al. index (S), Cruz index (GI), and the Index based on Sum of Ranks of Mulamba and Mock (MM). The economic weights were: main traits (MT), weight 1 (W1) for all the traits, coefficient of genetic variation (CGv), genetic standard deviation (GSD) and "B" coefficient, obtained through multivariate regression. We found a significant effect of genotypes for all traits (p<0.01), meaning genetic variability among materials. High heritability values were found for most traits (above 90%), indicating genetic progress with selection cycles. The SH-MT, SH-W1, SH-GSD, W-W1 and W-GSD combinations, followed by MM-MT, MM- x CGv, MM-GSD, GI-MT, GI-W1, GI- GSD and E, indicated higher gains for traits related to production, but with unsatisfactory values for Blooming and Cycle. In general, the Mulamba and Mock index was the most promising when applied with W1 in all traits. It was able to balance gains close to the maximum limits obtained through direct selection, for both production and earliness traits.
Keywords: Arachis hypogaea
Variabilidade
Melhoramento
Procedimentos de seleção
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Fitotecnia e Ciências Ambientais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Agronomia
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15817
Issue Date: 22-May-2019
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TA206.pdf1,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons