Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15873
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Avaliação de silagens de capim elefante aditivadas com farelo de milho e inoculante da microbiota autóctone
metadata.dc.creator: Bezerra, Higor Fábio Carvalho
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Edson Mauro
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Oliveira, Juliana Silva de
metadata.dc.description.resumo: Realizaram-se dois experimentos, com o objetivo de avaliar as silagens de capim-elefante aditivadas com farelo de milho e o inoculante da microbiota autóctone, sendo realizado no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no município de Areia-PB. O primeiro experimento teve como objetivo, avaliar as características fermentativas, a recuperação de matéria seca e a composição bromatológica de silagens de capim-elefante aditivadas com farelo de milho e o inoculante da microbiota autóctone. Para avaliação das características fermentativas assim como as demais características foi utilizado um esquema 4 x 2 (quatro níveis de farelo de milho x com e sem inoculante) em um delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições. O pico de desenvolvimento das populações de bactéria láticas foi observado quando não foi empregado nenhum tipo de aditivo (9,61 log UFC/g). Para os valores de ácido lático observou-se efeito significativo (P<0,05) tanto de inoculante quanto de farelo de milho, apresentando uma relação quadrática, decrescendo os teores de acido láctico a partir da utilização de 10 dag/kg do farelo de milho. A adição do inoculante elevou a recuperação de matéria seca das silagens na ausência do farelo de milho. No entanto, não se observou diferença significativa (P<0,05) na adição de inoculante na presença do farelo de milho. Os valores de perdas por efluentes reduziram linearmente com o aumento nos níveis de farelo de milho. As perdas por gases foram maiores quando não foi adicionado o farelo de milho. Os teores de matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo, carboidratos totais e carboidratos não fibrosos, apresentaram aumento linear (P<0,05), em função dos níveis do farelo de milho, enquanto a fibra em detergente neutro redução linear (P<0,05). Houve efeito significativo (P<0,05) do inoculante apenas para matéria orgânica e carboidratos totais, apresentando aumento dos teores com a utilização do mesmo. O inoculante da microbiota autóctone melhora as características fermentativas da silagem de capim-elefante somente na ausência de farelo de milho, e o farelo de milho proporciona melhoria nas características fermentativas e na composição bromatológica da silagem independente do inoculante, sendo indicado a inclusão de 20 dag/kg de farelo de milho. No segundo xiv experimento objetivo-se avaliar a degradabilidade dos nutrientes das silagens aditivadas com o farelo de milho e o inoculante da microbiota autóctone em bovinos fistulados. Para avaliação da degradabilidade utilizou-se delineamento em blocos em esquema de parcelas subdivididas, no qual os três animais representaram os blocos; as silagens foram alocadas e os sete horários de incubação dos alimentos no rúmen, nas subparcelas. Com a adição do farelo de milho houve acréscimo da fração A nas silagens, e com isso os tratamentos com 20 dag/kg de farelo de milho resultaram nos maiores valores fração A da matéria seca, com 31,49 e 29,02%, para os tratamentos sem e com inoculante, respectivamente. A fração insolúvel potencialmente degradável (B) da matéria seca foi maior nas silagens com 20 dag/kg de farelo de milho. Na fibra em detergente neutro, os maiores valores de BP foram observados nas silagens sem farelo de milho, 56,52 e 57,19%, respectivamente, nas silagens de capim sem e com inoculante da microbiota autóctone. A adição de farelo de milho em silagens de capim-elefante melhora a degradabilidade da matéria seca das silagens e diminui a da fibra em detergente neutro.
Abstract: Two experiments were conducted with the objective of evaluating the elephant grass silages added with corn bran and inoculation of autochthonous microbiota , being held at the Center for Agricultural Sciences , Federal University of Paraiba (UFPB) in Areia - PB. The first experiment aimed to evaluate the fermentation characteristics, the recovery of dry matter and chemical composition of elephant grass silage added with corn bran and inoculation of autochthonous microbiota. To evaluate the fermentation characteristics as well as other features we used a scheme 4 x 2 (four levels of corn bran x with and without inoculation) in a completely randomized design with five replications. The peak development of populations of lactic acid bacteria was observed when it was not employed any additive (9.61 log CFU/g). For values of lactic acid was observed significant effect (P <0.05) for both inoculant as corn bran, presenting a quadratic relation, decreasing the concentration of lactic acid from the use of 10 dag/kg corn bran. The addition of the inoculant increased the silages dry matter recovery in the absence of corn bran. However there was no significant difference (P<0.05) in the addition of inoculum in the presence of corn bran. The values of effluent losses declined linearly with increasing levels of corn bran. Gas losses were higher when it was added corn bran. The contents of dry matter, organic matter, crude protein, ether extract, total carbohydrates and non-fiber carbohydrates, linear reduction (P<0.05), depending on the levels of corn bran. The neutral detergent fiber obtained a linear decrease (P <0.05). Significant effects (P <0.05) only for the inoculant organic matter and carbohydrates, with increased levels using the same. The inoculation of autochthonous microbiota enhances the fermentation characteristics of elephant grass silage only in the absence of corn bran, and the corn bran provides improvement in fermentation characteristics and composition of silage independent of the inoculant, being indicated for inclusion of 20 dag / kg of corn bran. The second experiment aimed to evaluate the degradation potential of silages with corn bran and inoculation of autochthonous microbiota in fistulated cattle. For degradability evaluation we used up a block design with split plot in which three animals represented the blocks; silages were the xvi main plots, and seven hours of food ruminal incubation, the subplots. With the addition of corn bran there was an increase in the fraction of the silages, and so treatments with 20 dag/kg of corn bran fraction resulted in higher values of the dry matter, 31.49 and 29.02%, for treatments with and without inoculant, respectively. The insoluble potentially degradable fraction (B) of dry matter was higher in silages with 20 dag/kg of corn bran. In neutral detergent fiber, higher values of Bp were observed in the silage without corn bran, 56.52 and 57.19%, respectively, in the silages with and without inoculation of autochthonous microbiota. The addition of corn bran of elephant silage improves dry matter degradability of silages and decreases of neutral detergent fiber.
Keywords: Forragem - Conservação
Ensilagem
Silagem – Valor nutritivo I
Aditivos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Zootecnia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
metadata.dc.rights: Acesso aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/15873
Issue Date: 9-Sep-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências Agrárias (CCA) - Programa de Pós-Graduação em Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DZ253.pdf881,55 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons