Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/1955
metadata.dc.type: TCC
Title: AVALIAÇÃO DE PROTOCOLOS UTILIZADOS NA CICATRIZAÇÃO UMBILICAL DE BEZERROS
metadata.dc.creator: Oliveira, Alexandra Melo
metadata.dc.contributor.advisor1: Simões, Sara Vilar Dantas
metadata.dc.contributor.referee1: Oliveira Filho, Ruy Brayner de
metadata.dc.contributor.referee2: Dantas, Igor Mariz
metadata.dc.contributor.referee3: Freitas Neto, Oliveiro Caetano de
metadata.dc.description.resumo: No intuito de prevenir as onfalopatias os bezerros logo após nascerem devem receber tratamento adequado do umbigo, ter uma boa colostragem e serem mantidos em instalações higiênicas. Com o intuito de identificar procedimentos de cura do umbigo mais aceitos entre os produtores, objetivou-se com este estudo avaliar a eficácia da rápida imersão no iodo e do uso de spray quando comparados a imersão em iodo a 7% por um minuto. Vinte e um animais constituíram três grupos experimentais de sete animais cada. Sendo utilizado no grupo 1 iodo a 7% em imersão por um minuto, no grupo 2 iodo em rápida imersão a 7% e no grupo 3 spray contendo diclorvos, cipermetrina, alumínio metálico e sulfadiazina de prata. Os tratamentos foram realizados duas vezes ao dia, durante três dias. Para avaliação da eficácia dos protocolos foram avaliados parâmetros como tempo de queda, comprimento, espessura, desidratação e sensibilidade das estruturas umbilicais. Para que fosse possível excluir a falha de transferência de imunidade passiva como fator associado a infecção umbilical, a imunidade passiva e qualidade do colostro foram também avaliados. O G1 apresentou o menor tempo de queda do coto umbilical. Em nenhuma dos três grupos foram identificadas alterações de espessura e sensibilidade, comumente associadas às infecções umbilicais. Nos três grupos o processo de desidratação se iniciou no segundo dia de vida e se completou entre o quarto e quinto dia. Uma boa aquisição de imunidade passiva foi identificada em 72% (8/11) dos animais. Um percentual de 63 % (7/11) dos colostro apresentavam densidade média de 60 mg de Ig/ ml, sendo classificado como de alta qualidade. Conclui-se que o iodo em rápida imersão e o spray prata podem ser utilizados na cura umbilical, porém os tratamentos devem ser realizados duas vezes por dia e devem estar associado a outras medidas de manejo importantes, como a manutenção dos animais em instalações higiênicas e boa colostragem.
Abstract: The navel represents the attachment of the mother to the fetus during pregnancy. In order to prevent omphalopathies calves immediately after birth should receive appropriate navel treatment, such as cure, associated with correct administration of colostrum. Knowing the importance of performing umbilical cure in preventing the occurrence of umbilical affections, and with the purpose of identifying procedures of navel cure more accepted among the producers, the objective was to evaluate the effectiveness of silver spray and the rapid immersion in iodine when compared to treatment already recommended in the literature. Twenty-three animals consisted of three experimental groups: G1 (iodine at 7% for 1 minute / 9 animals), G2 (7% iodine in rapid immersion / 7 animals) and G3 (silver spray / 7 animals). Treatments were performed twice daily for three days. The length of the umbilical stump, the daily appearance of the cord, the number of days from birth to umbilical stump fall, thickness of umbilical structures, and palpation sensitivity were considered for evaluating the efficacy of the protocols. In order to exclude passive immunity transfer failure as a factor associated with umbilical infection, colostrum quality was sampled, as well as total plasma protein dosage after 48 hours of calf life in the different groups. The animals tested (8/11) presented satisfactory passive immunity acquisition. The data obtained showed that all the protocols used in umbilical healing were satisfactory, because in the statistical analysis there was no significant difference between the treatments and no suggestive changes of inflammatory or infectious processes were observed in the stump and umbilical region. It is concluded that, provided the protocols are used as demonstrated in this study, silver and 7% iodine in rapid immersion can replace the use of iodine at 7% for one minute.
Keywords: Bovinos
Manejo de neonatos
Cura umbilical
Onfalopatias
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Veterinárias
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/1955
Issue Date: 25-Jul-2017
Appears in Collections:TCC - Medicina Veterinária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AMO01082017.pdf532,27 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.