Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2002
Tipo: TCC
Título: ENCEFALOMIELITE VIRAL EQUINA EM DOIS POTROS NO AGRESTE DA PARAIBA
Autor(es): Macêdo, Rodrigo Alves
Primeiro Orientador: Lucena, Ricardo Barbosa de
metadata.dc.contributor.referee1: Silva Neto, José Ferreira da
metadata.dc.contributor.referee2: Siqueira, Raul Antunes Silva
metadata.dc.contributor.referee3: Freitas Neto, Oliveiro Caetano de
Resumo: A Encefalomielite Viral Eqüina é uma doença que acomete equinos, independente de sexo, raça ou idade, sendo que com maior susceptibilidade os animais mais jovens não vacinados, manifestando-se principalmente nas épocas quentes do ano com alta umidade relativa do ar, como fim de verão e começo de outono (chuvas de verão) o que favorece a proliferação de artrópodes responsáveis pela transmissão, o que faz caracterizar a sazonalidade da doença. Onde objetivo deste trabalho é descrever dois casos de Encefalomielite Viral Equina no Agreste da Paraíba, um no Município de Riachão de Bacamarte e o outro no Município de Mogeiro. Onde os dois animais apresentavam alterações neurológicas, como, dificuldade de se manter em estação, (posição de cão sentado) andar cambaleante, tremores musculares, dificuldade em deglutir, perda de sensibilidade dos membros posteriores, ausência de reflexo anal e vulvar. Ambas tiveram agravamento dos sinais clínicos e foram submetidas à eutanásia. Onde na necropsia as lesões Macroscópicas foram inespecíficas, as quais incluíram, congestão das meninges, hidropericárdio, bexiga neurogênica. Já as lesões Microscópicas foram evidenciados numerosos manguitos perivasculares, predominantemente na substância cinzenta da medula espinhal, associado à gliose difusa, necrose de neurônios com focos de neurofagia. As meninges estavam infiltradas por linfócitos, neutrófilos e macrófagos, caracterizando meningomielite não supurativa acentuada associada à necrose neuronal e neurofagia. O encéfalo também apresentava manguitos perivasculares, porém em menor intensidade. O diagnóstico de encefalomielite viral equina nos casos deste estudo foi baseado na associação entre os sinais clínicos e epidemiológicos e confirmado pela histopatológia. Ficando evidente que a doença também ocorre no Agreste da Paraíba. Portanto, recomenda-se a vacinação dos equídeos na Região.
Abstract: Equine viral encephalomyelitis is a disease that affects equidae regardless of gender or age, with the young animals being more susceptible, manifesting mainly during the hot seasons of the year. The objective of this study is to describe two cases of equine viral encephalomyelitis in Agreste region of Paraiba state, one in the Municipality of Riachão de Bacamarte and the other in the Municipality of Mongeiro. The two animals had difficulty staying in season, (sitting dog position) staggering gait, muscle tremors. A filly also developed difficulty in swallowing. Both had worsening of clinical signs and were submitted to euthanasia. Macroscopic lesions were non-specific and included congestion of the meninges or neurogenic bladder. Histologically, numerous perivascular cuffs were evidenced, predominantly in the gray matter of the spinal cord, associated with diffuse gliosis, necrosis of neurons with foci of neuronophagia. The meninges were infiltrated by lymphocytes, neutrophils and macrophages, characterizing marked non-suppurativemeningomyelitis associated with neuronal necrosis and neurophagia. The encephalon also had perivascular cuffs, but to a lesser extent. The diagnosis of equine viral encephalomyelitis in the cases of this study was based on the association between clinical and epidemiological signs and confirmed by histopathology. The disease occurs in the Agreste of Paraíba. Therefore, vaccination of the equidae of the Region is recommended.
Palavras-chave: Encefalomielite viral equina - Doença
Zoonose
Equídeos - Vacinação
Histopatologia
Arbovirose
Diagnostico
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal da Paraíba
Sigla da Instituição: UFPB
Departamento: Ciências Veterinárias
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2002
Data do documento: 31-Jul-2017
Aparece nas coleções:TCC - Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
RAM03082017.pdf968,96 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.