Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2666
metadata.dc.type: TCC
Title: O PLANTIO DA PALMA DE ESPINHO Opuntia dillenii (ker-Grawl.) Haw. EM ROÇADOS DE ESPINHO NO SEMIÁRIDO PARAIBANO
metadata.dc.creator: Albuquerque, Alisson Santos de
metadata.dc.contributor.advisor1: Pereira, Daniel Duarte
metadata.dc.contributor.referee1: Araújo, Jucilene Silva
metadata.dc.contributor.referee2: Pereira, Frederico Campos
metadata.dc.description.resumo: Considerando a multiplicidade de usos; a resistência a pragas, doenças, estiagem; a alta produção por unidade de área e a sua rápida propagação e o fato da mesma já ser encontrada em diversas regiões dentro do Semiárido Brasileiro sem se caracterizar como “erva daninha”. Objetivou-se nesse trabalho obter dados fenológico de produção e aclimatação da palma de espinho Opuntia dillenii em condições do semi-árido brasileiro. A pesquisa foi desenvolvida na Comunidade de São Pedro, localizada no Distrito de Catolé de Boa Vista, Campina Grande-PB, o plantio se deu em covas/berços com profundidade de 0,15 m com as raquetes sendo plantadas em diagonal no sentido longitudinal do seu comprimento. O espaçamento utilizado foi 1,50 m x 0,50 m x 0,50 sendo plantadas cinco fileiras duplas de 22 plantas cada totalizando 110 plantas/parcela, a área não foi arada nem gradeada. O plantio se deu em agosto de 2015 e a coleta dos dados em junho de 2016 resultando em 10 Meses Após Plantio (MAP). Durante este período não se fez adubação e os tratos culturais se restringiram a uma limpa em forma de “listras”, cerca de 0,30 cm de cada lado das plantas dentro do espaçamento de 1,5 m denominado rua ou praça e dentro do espaçamento de 0,5 m x 0,5 m denominado fileira dupla. Foram deixados 0,90 m nas ruas com a vegetação herbácea sem limpa ou roço para futura produção de feno ou plantio de espécies a serem consorciadas. Os dados de precipitação foram obtidos na Agência de Águas do Estado da Paraíba – AESA. A coleta de dados se deu nas três fileiras centrais pela leitura das seis plantas de cada fileira dupla. As restantes, 15 plantas de cada fileira dupla foram deixadas para estudos posteriores de manejo. As variáveis obtidas na coleta de dados foram mortalidade de raquetes-sementes, número de raquetes primárias e secundárias por planta, comprimento de raquetes primária e secundária obtida diretamente na planta, largura de raquetes primárias e secundárias obtida diretamente na planta, peso das raquetes primárias e secundárias e área de raquetes primárias e secundárias. As áreas de raquetes foram calculadas a partir da fórmula AC = CC x LC x 0,693 conforme Seixas et al (2014), onde AC é a área do cladódio em cm², CC é o comprimento do cladódio em cm, LC a largura do cladódio em cm e 0,693 é o fator de correção em função da forma de elipse do cladódio
Abstract: Considering the multiplicity of uses; resistance to pests, diseases, drought; the high production per unit area and your rapid spread and the fact that the same is found in various regions within the Brazilian semi-arid region without characterizing as "weed". This work aimed to obtain phenological data of production and acclimatization of Palma de Espinho (Opuntia dillenii) in Brazilian semi-arid conditions. The study was developed in the community of San Pedro, located in the district of Boa Vista, Campina Grande-PB, Brazil, the planting was in pits/cots with 0.15 m depth with the rackets being planted diagonally lengthwise of your length. The spacing was 1.50 m x 0.50 m x 0.50 being planted five double lines of plants totaling 22 double 110 plants/plot, the area was not plowed or graded. The planting was in August 2015 and the collection of data in June 2016 resulting in 10 Months After Planting (MAP). During this period had not been done fertilization and the cultural practices were restricted to clean in form of "stripes", about 0.30 m on each side of the plants within the 1.5 m spacing named street or square and inside the spacing of 0.5 m x 0.5 m named double line. 0.90 m in the streets have been left with the herbaceous vegetation without clean or graze for future production of hay or planting of species to be joined. Precipitation data were obtained in the Agência de Águas do Estado da Paraíba – AESA. The data collection were teken in the three central lines by reading the six plants of each double line. The other, 15 plants of each double line have been left for later studies. The variables obtained in data collection were mortality of rackets-seeds, number of primary and secondary rackets per plant, primary and secondary rackets length obtained directly on the plant, primary and secondary rackets width obtained directly on the plant, weight of primary and secondary rackets and the area of primary and secondary rackets. The areas rackets were calculated by the formula AC = CC x LC x 0.693 according to Seixas et al (2014), where AC is the area of phylloclade in cm ², CC is the length of phylloclade in cm, LC is the phylloclade width in cm and 0.693 is the correction factor depending on the shape of the ellipse phylloclade.
Keywords: Palma de Espinho,
Cacto – Plantio.
Opuntia dillenii (ker-Grawl.) Haw.
Cladódio - Semi-Árido
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Fitotecnia e Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/2666
Issue Date: 21-Jul-2016
Appears in Collections:TCC - Agronomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ASA17022017.pdf1.28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.