Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/541
metadata.dc.type: TCC
Title: Padronização da determinação da presença de óxido nítrico em plaquetas humanas por citometria de fluxo.
metadata.dc.creator: Maciel, Priscilla Maria Pereira.
metadata.dc.contributor.advisor1: Veras,Robson Cavalcante
metadata.dc.description.resumo: As plaquetas desempenham papel central no processo hemostático normal e de eventos trombóticos. O óxido nítrico (NO) é uma das principais moléculas sinalizadoras responsáveis pela regulação da hemostasia. O estudo teve como objetivo padronizar e implantar a técnica de medida de óxido nítrico por citometria de fluxo no Laboratório de Farmacologia Cardiovascular do Centro de Biotecnologia da Universidade Federal da Paraíba- UFPB e determinar as condições experimentais ótimas para avaliar a produção ou presença de NO em plaquetas humanas, utilizando a técnica de citometria de fluxo. Nos experimentos foi utilizado plasma rico em plaquetas (PRP) de sangue humano. As plaquetas foram incubadas com o diacetato diaminofluoresceína (DAF- 2DA) (diacetato diaminodifluorofluoresceina), uma sonda fluorescente específica para o NO, em duas concentrações (2,5 µM e 10 µM) e por tempos de incubação de 30 e 60 minutos. A intensidade de fluorescência emitida pelo DAF2T foi determinada na presença de um clássico doador de NO, o nitroprussiato de sódio (NPS10 µM), utilizado como padrão. A incubação com o DAF- 2DA demonstrou uma mudança significativa na intensidade de fluorescência em todos os tempos de incubação, sendo o efeito mais pronunciado observado na concentração de 10 µM. Na presença do NPS a intensidade de fluorescência foi maior quando o DAF- 2DA (2,5 µM) foi incubado por 30 minutos (aumento de 41±1%) e a incubação o DAF- 2DA (10 µM) demonstrou aumento da fluorescência em todos os tempos analisados. Com base nos resultados obtidos a partir da padronização da medida de NO, concluímos que a utilização da sonda DAF-2DA na concentração de 10µM e por um período de incubação de 30 minutos demonstrou melhor eficiência em quantificar os níveis de NO em tempo real, utilizando amostras de PRP humano. Dessa forma, de acordo com nossas condições de rotina laboratorial a sonda DAF- 2DA pode ser aplicada para a determinação dos níveis de NO em plaquetas.
As plaquetas desempenham papel central no processo hemostático normal e de eventos trombóticos. O óxido nítrico (NO) é uma das principais moléculas sinalizadoras responsáveis pela regulação da hemostasia. O estudo teve como objetivo padronizar e implantar a técnica de medida de óxido nítrico por citometria de fluxo no Laboratório de Farmacologia Cardiovascular do Centro de Biotecnologia da Universidade Federal da Paraíba- UFPB e determinar as condições experimentais ótimas para avaliar a produção ou presença de NO em plaquetas humanas, utilizando a técnica de citometria de fluxo. Nos experimentos foi utilizado plasma rico em plaquetas (PRP) de sangue humano. As plaquetas foram incubadas com o diacetato diaminofluoresceína (DAF- 2DA) (diacetato diaminodifluorofluoresceina), uma sonda fluorescente específica para o NO, em duas concentrações (2,5 µM e 10 µM) e por tempos de incubação de 30 e 60 minutos. A intensidade de fluorescência emitida pelo DAF2T foi determinada na presença de um clássico doador de NO, o nitroprussiato de sódio (NPS10 µM), utilizado como padrão. A incubação com o DAF- 2DA demonstrou uma mudança significativa na intensidade de fluorescência em todos os tempos de incubação, sendo o efeito mais pronunciado observado na concentração de 10 µM. Na presença do NPS a intensidade de fluorescência foi maior quando o DAF- 2DA (2,5 µM) foi incubado por 30 minutos (aumento de 41±1%) e a incubação o DAF- 2DA (10 µM) demonstrou aumento da fluorescência em todos os tempos analisados. Com base nos resultados obtidos a partir da padronização da medida de NO, concluímos que a utilização da sonda DAF-2DA na concentração de 10µM e por um período de incubação de 30 minutos demonstrou melhor eficiência em quantificar os níveis de NO em tempo real, utilizando amostras de PRP humano. Dessa forma, de acordo com nossas condições de rotina laboratorial a sonda DAF- 2DA pode ser aplicada para a determinação dos níveis de NO em plaquetas.
Abstract: No summary
Keywords: Plaquetas
Citometria de fluxo
Padronização
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ:: CIÊNCIAS DA SAÚDE: FÁRMACIA
Publisher: Universidade Federal da Paraiba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Fármacia
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/541
Issue Date: 14-Jul-2014
Appears in Collections:TCC - Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PMPM11072014.pdf1,16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.