Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/3777
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Mudanças sobre a Cultura Organizacional no processo de transição de Banco Estadual para Banco Privado
metadata.dc.creator: Ribeiro, Kalina Lígena Lira de Miranda
metadata.dc.contributor.advisor1: Zago, Celia Cristina
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar as principais mudanças que ocorrem na cultura organizacional de um Banco Estadual que passou por um processo de privatização, e hoje faz parte de um grupo bancário privado, com a perspectiva da cultura organizacional fundamentado no Modelo de Arquitetura da Cultura Organizacional - MARCO. O modelo Marco traz a cultura como uma construção social do corpo coletivo, que reflete a auto-imagem de uma organização. A pesquisa caracteriza-se como um estudo de caso de enfoque exploratório descritivo e abordagem puramente qualitativa. Os sujeitos da pesquisa foram os colaboradores que trabalharam no Banco Estatal e hoje estão alocados nas agências do Banco Privado. Para coleta dos dados utilizou-se de entrevistas semi-estruturadas. A técnica empregada para interpretação dos dados foi a análise de conteúdo de Bardin (1977). Os resultados das entrevistas realizadas mostraram que a cultura organizacional apresentou mudanças bem significativas em todas as dimensões estudadas. No processo de transição, os colaboradores vivenciaram novas práticas administrativas que forçaram uma mudança de conduta no dia a dia organizacional, resultando numa renovação cultural. Um dos principais aspectos desencadeadores de todo processo comportamental ocorreu na dimensão necessidades com a mudança de perspectiva que anteriormente os colaboradores tinham sua estabilidade funcional e atualmente lutam pela sua permanência na organização impulsionando as principais mudanças nas demais dimensões. Na dimensão valores, os colaboradores tiveram que desconfirmar ou substituir os valores existentes no Banco Estadual e assumir os novos valores do Banco Privado. No que se refere à dimensão conhecimentos, os colaboradores são incentivados pela organização a ter uma formação profissional e buscam tanto conhecimentos gerais quanto específicos pois consideram que sua função atual requer uma gama maior de conhecimentos. Por fim na dimensão habilidades, constatou-se que ao estimular a formação profissional de seus colaboradores, a empresa está aumentando o nível intelectual de cada um, com isso aprimora cada vez suas habilidades técnicas.
Abstract: The present work has as objective to analize the main changes that occur in the organizational culture of a State Bank that passed for a privatization process, and today are part of a private banking group, with the perspective of the organizational culture based on the Model of Architecture of the Organizational Culture - LANDMARK. The model Landmark brings the culture as a social construction of the collective body, that reflects the auto-image of an organization. The research is characterized as a study of case of descriptive exploratory approach and purely qualitative boarding. The citizens of the research had been the collaborators who had worked in the State Bank and today are placed in the agencies of the Private bank. For collection of the data it was used of half-structuralized interviews. The technique used for interpretation of the data was the analysis of content of Bardin (1977). The results of the carried through interviews had shown that the organizational culture presented well significant changes in all the studied dimensions. In the transition process, the collaborators had lived deeply new practical administrative who had forced a change of behavior in the day the organizational day, resulting in a cultural renewal. One of the main aspects desencadeadores of all mannering process occurred in the dimension necessities with the perspective change that previously the collaborators had its functional stability and currently the main changes in the too much dimensions fight for its permanence in the organization stimulating. In the dimension values, the collaborators had had that to disconfirmed or to substitute the existing values in the State Bank and to assume the new values of the Private bank. As for the dimension knowledge, the collaborators are stimulated by the organization to have a professional formation and search as many common knowledge s how much specific therefore they consider that its current function requires a bigger gamma of knowledge. Finally in the dimension abilities, it was evidenced that when stimulating the professional formation of its collaborators, the company is increasing the intellectual level of each one, with this improves each time its abilities techniques.
Keywords: Cultura Organizacional
Privatização no setor bancário
Organizações públicas e privadas
Public and private Organizational culture
Privatization in the banking sector
Organizations
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Administração
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Administração
Citation: RIBEIRO, Kalina Lígena Lira de Miranda. Mudanças sobre a Cultura Organizacional no processo de transição de Banco Estadual para Banco Privado. 2008. 144 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2008.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/3777
Issue Date: 30-Jul-2008
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf634,39 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.