Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4134
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Ecologia reprodutiva do peixe donzela, Stegastes sanctipauli Lubbock & Edwards, 1981 (Osteichthyes: Pomacentridae) no arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil
metadata.dc.creator: Alves, Aline Cristina
metadata.dc.contributor.advisor1: Francini Filho, Ronaldo Bastos
metadata.dc.description.resumo: Os peixes donzeladesempenham um importante papel nos ambientes recifais e são amplamente utilizados como modelo para estudos comportamentais. Durante o período reprodutivo, as donzelas apresentam estratégias que envolvem desova bentônica. O cuidado parental é realizado pelo macho que, durante o período de desenvolvimento dos ovos, expulsa todos os potenciais predadores que tentam invadir seu território.Neste estudo foi avaliada a ecologia comportamental durante a desova e o sucesso reprodutivo de Stegastes sanctipauli, donzela endêmica do remoto Arquipélago de São Pedro e de São Paulo. A abundância de ninhos foi influenciada negativamente pela profundidade e abundância de Caranx lugubris, um importante predador de donzelas. O número de desovas dentro dos ninhos de cada macho foi positivamente influenciado pela profundidade, área do ninho, e inclinação do substrato. Ninhos mais fundos, maiores e mais inclinados apresentaram um maior número de desovas. O número de desovas variou ao longo do ciclo lunar, atingindo um pico dois dias antes da lua nova. A perda de ovos por desova por dia variou de 3,5% a 50% e foi influenciado positivamente pelo número inicial de ovos desovados pelas fêmeas e pelas fases da lua, com as maiores perdas registradas também nos dias que antecedema lua nova. A frequência de interações agonísticas foi influenciada positivamente pelo tamanho do ninho. Ninhos maiores, que abrigam mais desovas, são possivelmente mais atraentes para potenciais predadores de ovos. As espécies registradas com maior frequência tentando invadir o território de S. sanctipauli foram os próprios coespecíficos, donzelas heteroespecíficas (Chromis multillineata e Abudefduf saxatilis), Malacoctenus sp e Halichoeres radiatus. Apesar de não ter sido registrado sucesso em tentativas de predação de ovos durante as observações comportamentais, a oferta experimental de desovas e análise de cicatrizes de mordidas revelou Melichthys niger como o principal potencial predador de ovos de S. sanctipauli. O canibalismo filial de ovos foi um comportamento frequentemente observado, e pode ser apontadotambém comouma das principais causas de mortalidade embrionária de S. sanctipauli.
Abstract: Damselfishes play key roles in reef environments and are widely used as models in ecological and behavioral studies.During the reproductive period, the damselfishes present strategies involving benthonic spawning. The parental care is performed by the male who, during the days of egg development, expelled all potential predators that try to attack their territory. It was studied here the behavioral ecology during spawning period and the reproductive success of Stegastes sanctipauli, a damselfish endemic to the remote St. Peter and St. Paul s Archipelago (Mid Atlantic Ridge, Brazil). Nest abundance was negatively influenced by depth and abundance of Caranx lugubris, an important damselfish predator. The number of clutches within male s nests was positively influenced by depth, nest area, and substrate inclination, with deeper, bigger and more inclined nests sheltering more clutches. Number of clutches within nests varied along the lunar cycle, peaking at two days before the new moon. Egg loss per clutch per day ranged from 3.5% to 50% and was positively influenced by the initial number of eggs laid by females and moon phase, with highest losses recorded also in the days before the new moon. Frequency of agonistic interactions increased with nest size. Bigger nests, that shelter more clutches, are possibly more attractive to potential egg predators. Species most frequently recorded attempting to predate S. sanctipauli eggs were the conspecifics, heterospecifics damselfishes (Chromis multillineata and Abudefduf saxatilis), Malacoctenus sp. and Halichoeres radiatus. Although, no successful predation events was witnessed, experimental offer of clutches and analysis of bite scars revealed Melichthys niger as the main potential predator of S. sanctipauli eggs. Filial cannibalism of eggs was frequently observed, and may be pointed as a major cause of S. sanctipauli embryo mortality.
Keywords: Comportamento reprodutivo
Interações agonísticas
Predação de ovos
Halichoeres
Melichthys
Sucesso de desova
Reproductive behavior
Agonistic interaction
Egg predation
Halichoeres
Melichthys
Spawning success
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Zoologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas
Citation: ALVES, Aline Cristina. Ecologia reprodutiva do peixe donzela, Stegastes sanctipauli Lubbock & Edwards, 1981 (Osteichthyes: Pomacentridae) no arquipélago de São Pedro e São Paulo, Brasil. 2013. 55 f. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4134
Issue Date: 27-Feb-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,6 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.