Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4153
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Aspectos ecológicos e biológicos de esponjas e de ascídias da região entre-marés da praia do Cabo Branco, João Pessoa, Paraíba, Brasil.
Other Titles: Ecological and biological aspects of sponges and ascidians in the intertidal zone of the Cabo Branco beach, João Pessoa, Paraíba, Brazil. Gama, P.B.
metadata.dc.creator: Gama, Petrônio Bezerra
metadata.dc.contributor.advisor1: Leonel, Rosa Maria Veiga
metadata.dc.description.resumo: O estudo da freqüência de ocorrência, da zonação, do recrutamento, do crescimento e de alguns aspectos da colonização do substrato, foi realizado na região de entre-marés da praia do Cabo Branco, visando o conhecimento da biologia e da ecologia de espécies de esponjas e ascídias. O assoalho bentônico da região de entre-marés e de suas zonas limítrofes, foi caracterizado em três transectos perpendiculares à linha d´água, com base nos diferentes níveis das marés de sizígia, permitindo estabelecer três zonas distintas: o supralitoral, o mesolitoral/litoral e o sublitoral. O mesolitoral foi subdividido em três sub-zonas: superior, média e inferior. Sobre os transectos foi analisado o perfil topográfico da praia, configurando-se o arranjo e a distribuição do substrato rochoso que compõe o terraço de abrasão marinha, a extensão das diferentes zonas e subzonas e a declividade do solo. A freqüência de ocorrência de espécies de esponjas e ascídias foi analisada durante um ano em dois transectos, observando-se as faces Mar e Continente de todas as rochas, numa faixa de 10 m/transecto de largura, evidenciando que: (a) as esponjas Tedania ignis, Cliona sp, Halichondria sp, Haliclona sp, Ircinia sp e as ascídias coloniais, Didemnum duplicatum, Didemnum psammathodes Eudistoma sp1, Polysyncraton amethysteum e Symplegma rubra ocorrem de modo significativo no mesolitoral inferior, mas D. duplicatum e D. psammathodes podem ocorrer até o início do mesolitoral médio; (b) com exceção de Haliclona sp, todas as espécies de esponjas e de ascídias se distribuem indistintamente nas duas faces das rochas. Uma proposta de zonação é apresentada, incluindo, juntamente às espécies de esponjas e ascídias, moluscos e crustáceos. O recrutamento de ascídias e esponjas foi analisado, durante um ano, sobre as faces Mar e Continente de quatro rochas raspadas, localizadas no mesolitoral inferior, evidenciando que: (a) as esponjas apresentam três períodos de recrutamento; (b) as ascídias têm recrutamento anual; (c) o recrutamento pode ser diferente em cada face da rocha; (d) existe influência de fatores abióticos sobre a sobrevivência dos recrutas; (e) dependendo da espécie, ocorre mortalidade diferencial dos recrutas. O crescimento estacional de D. psammathodes foi analisado a partir de espécimes recrutados em rochas raspadas do mesolitoral inferior, revelando que: (a) após rápido desenvolvimento inicial, a colônia continua a crescer mais lentamente, entra em senescência e morre; (b) dependendo da estação do ano, o tempo de vida das colônias pode variar entre três a nove meses; (c) o crescimento/dia é variável em função da estação, podendo apresentar um valor máximo de 8,52 cm2/dia; (d) a biomassa varia com a área da colônia; (e) o maior crescimento de área observado foi de 275, 37 cm2. A colonização do substrato natural raspado constitui um processo gradativo, lento e dependente dos períodos reprodutivos das espécies e das condições abióticas, envolvendo sucessivos processos de recrutamento e de mortalidade dos jovens. Após um ano, a nova comunidade de ascídias e de esponjas não apresentou o mesmo desenvolvimento atingido pela comunidade presente em rocha intacta.
Abstract: Species of sponges and ascidians were studied with respect to frequency of their occurrence, zonation, recruitment, growth, and some other aspects related to colonization of substratum, in the intertidal zone of the Cabo Branco beach, in João Pessoa, State of Paraiba, Northeast Brazil, aiming the knowledge of the biology and ecology of those marine species. The benthic seafloor of the intertidal borderlines zones was characterized in three transects perpendicular to the water line, based on different levels of spring tides, which were subdivided in three distinct zones: supralittoral, mesolittoral/ littoral, and sublittoral. The mesolittoral zone was subdivided in three subzones: upper, middle, and lower. The topographical profile of the beach was analysed on the transects, by configuring the arrangement and distribution of the rocky substratum of the abrasion platform, the extension of the different zones and subzones, and the soil declivity. The frequency of occurrence of sponges and ascidians in two transects was estimated throughout one year by observing the sea- and continent-facing rocks, along a 10m long stripe per transect, which showed that: (a) the sponges Tedania ignis, Cliona sp, Halichondria sp, Haliclona sp, Ircinia sp, and the colonial ascidians Didemnum duplicatum, Didemnum psamathodes Eudistoma sp1, Polysyncraton amethysteum and Symplegma rubra occur significantly in the lower mesolittoral, but D. duplicatum and D. psammathodes may occur up to the initial part of the middle mesolittoral; (b) with exception of Haliclona sp, all the species of sponges and ascidians are distributed indistinctly on both sea- and continent-facing rocks. A zonation proposal is presented including adjoining molluscans and crustaceans species to the sponges and ascidians here studied. The recruitment of ascidians and sponges was estimated throughout one year on four sea- and continent-facing scraped off rocks, located in the lower mesolittoral, which showed that: (a) the sponges showed three periods of recruitment; (b) the ascidians showed an annual recruitment; (c) recruitment differed on each face of the rocks; (d) abiotic factors affect the recruits survival; (e) there is a species-dependent differential mortality of the recruits. The seasonal growth of D. psammathodes was analysed from specimens recruited from scraped rocks of the lower mesolittoral, which showed that: (a) after a rapid initial growth, the colony continues growing more slowly, then senesces and dies; (b) life span of colonies varies from three to nine months depending upon the season of the year; (c) the daily growth rate is season-dependent and may generate a maximum value of 8.52cm2 day-1; (d) biomass is related to the colony area; (e) the highest value of area growth noted was 275.37cm2. Colonization of the scraped off natural substratum is gradual and it depends on the reproduction period of the species, and on abiotic conditions. Colonization involves successive recruitment and young mortality events. One year afterwards, the new community of sponges and ascidians did not have the same development as the remaining communities on untouched rocks.
Keywords: Ciências biológicas
Zoologia
Esponjas e ascídias
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Zoologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas
Citation: GAMA, Petrônio Bezerra. Aspectos ecológicos e biológicos de esponjas e de ascídias da região entre-marés da praia do Cabo Branco, João Pessoa, Paraíba, Brasil.. 2003. 145 f. Dissertação (Mestrado em Zoologia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2003.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4153
Issue Date: 24-Feb-2003
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,94 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.