Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4577
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Análise do processo de degradação/desertificação na bacia do Rio Taperoá-PB através de indicadores e geotecnologias
Other Titles: ANALYSIS OF THE PROCESS OF DEGRADATION/ DESERTIFICATION IN TAPEROÁ RIVER BASIN THROUGH INDICATORS AND GEOTECHNOLOGY
metadata.dc.creator: Lima, Priscila Pereira Souza de
metadata.dc.contributor.advisor1: Lima, Eduardo Rodrigues Viana de
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Souza, Bartolomeu Israel de
metadata.dc.description.resumo: Diante da complexidade do fenômeno da degradação/desertificação no semiárido brasileiro, torna-se cada vez mais necessário a intensificação de estudos em áreas susceptíveis ao processo, que mostrem sua dimensão e os impactos das atividades humanas sobre a paisagem nessa região. Nesse sentido, diversos estudos vêm utilizando metodologias que fazem uso das geotecnologias e de indicadores para análise desse fenômeno, tendo em vista ações de mitigação e de entendimento do mesmo. Deste modo, o presente trabalho teve como escopo a análise espaço-temporal do processo de degradação/desertificação na Bacia Hidrográfica do Rio Taperoá-Pb, através da integração de indicadores físico-ambientais e socioeconômicos, com apoio das geotecnologias. Para análise da evolução dos indicadores socioeconômicos, foram utilizados dados dos três últimos censos demográficos e agropecuários, verificando a situação de melhora ou piora de cada indicador nos municípios inseridos, total ou parcialmente, na bacia. Para gerar os indicadores físico-ambientais foram utilizadas técnicas de processamento digital de imagens e de geoprocessamento. Por fim, foram gerados mapas da evolução de cada grupo de indicadores e feita a correlação espacial com o mapa dos níveis de desertificação. Como resultado dos níveis de desertificação foi identificado que 49,15% da área total da bacia estão em nível médio, 36,81% em nível baixo e 11,08% em nível alto, o que aponta para um processo de recuperação da cobertura vegetal na região nos últimos vinte anos. A correlação com os indicadores sociais e econômicos foi feita de forma indireta, devido à influência de fatores externos, como as políticas públicas. Já a correlação com os indicadores agropecuários foi feita de forma mais direta, visto que estes refletem a intensidade do uso das terras. Também foi verificada uma forte correlação espacial entre os níveis de precipitação, a topografia da região e a situação da cobertura vegetal e, portanto, com os níveis de desertificação.
Abstract: Given the complexity of the phenomenon of degradation/desertification in semi-arid northeast it becomes increasingly necessary intensification of studies in which the process, showing its size and the impacts of human activities on the landscape areas in the region. Therefore, several studies have used methods that make use of geotechnology and indicators for analysis of this phenomenon, considering mitigation actions and understanding of the same .Thus, the present study was to scope the spatio- temporal analysis of the degradation / desertification in Taperoá River Basin, through the integration of the physical environmental and socioeconomic indicators, with the support of geotechnology. As a methodological approach to analyze the evolution of the socioeconomic indicators were used the data of the last three demographic and agricultural census , checking the status of improvement or worsening of each indicator in full or partially municipalities in the basin. For physical environmental indicators techniques of digital image processing and GIS were used. Finally maps the evolution of each group of indicators are generated and made the spatial correlation between the levels of desertification. As a result of the levels of desertification was identified that 49.15% of the total area in basin are on average level; 36.81 % at low level and 11.08% at a high level; pointing to a recovery process of vegetation in the region over the past twenty years. The spatial correlation with the social and economic indicators was considered indirect, due to the influence of external factors such as public politics. Have the spatial correlation with agriculture indicators presented more directly, since they reflect the intensity of land use. There is a strong spatial correlation between the levels of rainfall, the topography of the region and the state of vegetation cover and therefore, the levels of desertification.
Keywords: Níveis de Desertificação
Geoprocessamento
Correlação Espacial
Levels of Desertification
Geoprocessing
Spatial Correlation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Gerenciamento Ambiental
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: LIMA, Priscila Pereira Souza de. ANALYSIS OF THE PROCESS OF DEGRADATION/ DESERTIFICATION IN TAPEROÁ RIVER BASIN THROUGH INDICATORS AND GEOTECHNOLOGY. 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4577
Issue Date: 29-Apr-2014
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf9.99 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.