Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4580
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Manejo da agrobiodiversidade por pequenos agricultores do agreste da Paraíba: o caso da mandioca (Manihot esculenta Crantz EUPHORBIACEAE).
metadata.dc.creator: Mantovani, Ana Laura Bezerra
metadata.dc.contributor.advisor1: Nishida, Alberto Kioharu
metadata.dc.description.resumo: O cultivo de mandiocas e macaxeiras (Manihot esculentab Crantz) está presente em todo o território brasileiro e nas mais diversas condições ecológicas, fato viabilizado pela grande diversidade intra-específica que apresenta. Em regiões semi-áridas desempenha importante papel social, representando uma reserva energética que confere segurança alimentar em épocas de estiagem. O presente trabalho teve como objetivo sistematizar o conhecimento de pequenos agricultores sobre variedades de Manihot esculenta cultivadas no agreste paraibano. Foram realizadas entrevistas semi-estruturas e visitas guiadas em roças de três agricultores. As entrevistas permitiram identificar os métodos de manejo dispensados ao cultivo da mandioca e verificar o sistema de fluxo de variedades. Cada variedade identificada foi caracterizada in-situ por meio dos caracteres utilizados localmente pelos agricultores. Os principais caracteres utilizados na distinção entre variedades são a cor de folhas adultas, formato do lóbulo foliar, cor dos brotos apicais, cor dos pecíolos, cor do caule de indivíduos adultos, cor da casca da raiz, cor da pele da raiz e porte de indivíduos adultos. Amostras de cada variedade foram coletadas e fotografadas a fim de subsidiar comparações entre variedades encontradas em diferentes localidades. As roças são policultivos ou monocultivos polivarietais. São conhecidas pelos informantes 59 variedades, sendo 21 macaxeiras e 38 mandiocas. Dessas, 31 ainda são encontradas nas roças, 23 são consideradas variedades perdidas e cinco são passíveis de intercâmbio. Somente três variedades são comuns a todos os roçados enquanto 20 são cultivadas por apenas um agricultor. Dezoito variedades são conhecidas por todos os agricultores, entre estas, duas variedades são consideradas perdidas. Os resultados indicam considerável diversidade intraespecifica reconhecida e manejada localmente, destacando a importância da dimensão individual no manejo da diversidade agrícola.
Abstract: Cassava or manioc (Manihot esculentab Crantz) crop is extensively cultivated in most ecological conditions of the Brazilian territory, supported by its great interspecific diversity. Accomplishes an important social role in dry lands of tropical and subtropical regions and represents a weighty energy source for feed security in drought period. The goal of this research is to systemize small farmer s knowledge about Manihot esculenta varieties of the Agreste region in the Brazilian state of Paraíba. Semi-structured interviews and guided visits to three farmers were performed. The interviews enabled the identification of management methods used in cassava crops and sketch the varieties flux between the crops. Each identified variety was characterized by the same parameters used by the farmers to differ each other. The principal indentified parameters were: leafs colors and shapes; young shoot colors; the color of petioles; the color of mature stem; roots skins and barks colors; poise of adult plants. Samples of each variety were collected and photographed to base the comparison between different varieties founded in different properties. Crops showed to be policultures or polivarietal monocultures. Fifty-nine variety names were appointed by farmers, which in 21 are sweet manioc and 38 bitter cassavas. Thirty one still available in the studied crops, 23 are considered lost varieties and 5 able to be found in other properties. Only 3 varieties are common to all informants. On the other hand, 20 types were cultivated by only one farmer. Eighteen are known by all farmers, witch in 2 are considered lost. The results show considerable intra-specific diversity, highlighting the individual dimension of agrobiodiversity management.
Keywords: Agrobiodiversidade
Manihot esculenta Crantz
Semi-árido
Agrobiodiversity
Manihot esculenta Crantz
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Gerenciamento Ambiental
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: MANTOVANI, Ana Laura Bezerra. Manejo da agrobiodiversidade por pequenos agricultores do agreste da Paraíba: o caso da mandioca (Manihot esculenta Crantz EUPHORBIACEAE).. 2009. 116 f. Dissertação (Mestrado em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2009.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4580
Issue Date: 29-May-2009
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf4.16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.