Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4586
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Mulheres, manguezais e a pesca no estuário do Rio Mamanguape, Paraíba.
metadata.dc.creator: Rocha, Michelle da Silva Pimentel
metadata.dc.contributor.advisor1: Mourão, José da Silva
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Santiago, Maria Idalina Lima Freitas
metadata.dc.description.resumo: Apesar do importante papel desenvolvido pelas mulheres no manejo e no uso dos recursos naturais, suas atividades raramente têm sido valorizadas e, conseqüentemente, poucas políticas de intervenção têm sido desenvolvidas para apoiar seu potencial produtivo. Nesta perspectiva, o estudo tem por objetivo estudar a apropriação e o uso dos recursos faunísticos pelas mulheres do estuário do rio Mamanguape, de modo a registrar o papel delas na cadeia produtiva pesqueira local. Para obtenção dos dados, utilizou-se uma combinação de métodos qualitativos e quantitativos. Dentre os métodos qualitativos, destacam-se: entrevistas livres, semi-estruturadas, bola de neve ( snow Ball ) e observação direta; os dados obtidos foram analisados por meio da interpretação do discurso dos entrevistados, com base no modelo de união das diversas competências individuais. Os dados quantitativos foram analisados por meio de estatística simples e do cálculo do Valor de Uso (VU) e pela Concordância do Uso Principal corrigido (CUPc) para as espécies citadas. Foram entrevistadas 30 mulheres, com idades entre 16 e 55 anos. No tocante ao uso dos recursos, um total de 41 espécies (peixes = 30; crustáceos = 08; moluscos = 03) são utilizados principalmente para consumo local e comercialização; as principais espécies citadas foram o bagre cambueiro Genidens genidens (VU=0,7), siri cagão Callinectes exasperatus (VU=0,73) e o marisco Anomalocardia brasiliana (VU=0,46), sendo também as espécies referidas com maior CUPc (100%, 70,3% e 92,8% respectivamente) para consumo local. A respeito dos aspectos de gênero e trabalho a maioria das entrevistadas se reconhece como pescadoras/pescadeiras (56,25%), possuindo uma ampla experiência na atividade, cuja aprendizagem é dada transgeracionalmente. As entrevistadas apontaram a existência de uma divisão de trabalho entre homens e mulheres (75%), relacionados principalmente aos locais de pesca e instrumentos de trabalho. A jornada diária de trabalho é intensa e contínua (05 horas por dia e 06 dias por semana); além da coleta do pescado e da agricultura, essas mulheres estão presentes em todas as etapas cadeia produtiva do pescado, sendo responsáveis também pelo beneficiamento e venda do produto; adicionalmente, dividem seu tempo entre os cuidados com a família, a educação dos filhos e as taferas domésticas. Por meio da pesca essas mulheres são responsáveis pelo sustento da família, atuando como as principais provedoras do lar. De um modo geral as famílias estudadas apresentam baixa renda e as condições de saúde, educação e saneamento básico são precárias. Assim, uma análise voltada para as relações de gênero nas comunidades pesqueiras e para o manejo dos recursos naturais é imprescindível de modo a guiar estudos posteriores que visem à formulação de políticas publicas e planos de manejo que promovam a eqüidade da participação feminina e a valorização de seu trabalho como pescadora, bem como a conservação do meio ambiente.
Abstract: Despite the important role played by women in management and use of natural resources, their activities have seldom been valued and, consequently, few policy interventions have been developed to support their productive potential. Therefore, this study addressed to investigate the ownership and usage of faunistic resources by women of Mamanguape River estuary in order to record their role in the local productive fishering. To gathering data, we used a combination of qualitative and quantitative methods. Among the qualitative methods include: free and semi-structured interviews, snowball, and direct observation. Data were analyzed by the interpretation of the interviewees discourse based on the union of the several individual competences model. Quantitative data were analyzed using simple statistics and the calculation of Use value (UV) and the corrected percentage of Agreement related to the Main Uses (cAMU) for the mentioned species. We interviewed 30 women, aged between 16 and 55. Concerning the use of resources, a total of 41 species (fish = 30, crustaceans = 08, mollusks = 03) are used mainly for local consumption and trade. The main species cited were the catfish - Genidens genidens (UV = 0, 7), chickenshit crab - Callinectes exasperatus (UV = 0.73) and shellfish - Anomalocardia brasiliana (UV = 0.46), also being the referred species with larger cAMU (100%, 70.3% and 92.8% respectively) for local consumption. About the gender and work matter most of the interviewees recognized themselves as fishers/gatherers (56.25%), holding an extensive experience in their activities, which is passed by them in a transgenerational manner. The interviewees pointed out the existence of a work division between men and women (75%), mainly related to fishing areas and working tools. The workday is intense and continuous (05 hours a day and 06 days per week). In addition to the fish gathering and harvest, these women are present at all stages of productive fishering, and also responsible for sale and improvement of the product, additionally, dividing their time between household, children's education and domestic duties. Over the fishing these women are responsible for supporting their family, acting as the main breadwinners. In general the studied families have low income and precarious health conditions, education and sanitation. Thus, an analysis focused on gender relations in fishering communities and the management of natural resource is imperative in order to guide future studies stressing the formulation of public policies and management plans that promote equitable participation of women as well as the properly appreciation of their work as a fisherwoman, and the conservation of the environment.
Keywords: Gênero
Pesca
Uso de recursos
Gender
Fisheries
Use of Resources
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Gerenciamento Ambiental
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente
Citation: ROCHA, Michelle da Silva Pimentel. Mulheres, manguezais e a pesca no estuário do Rio Mamanguape, Paraíba.. 2010. 122 f. Dissertação (Mestrado em Gerenciamento Ambiental) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2010.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4586
Issue Date: 4-Mar-2010
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.