Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4723
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Formar e formar-se na educação infantil: políticas e práticas.
Other Titles: To form and to Form itself in the Infant Education: politics and practices.
metadata.dc.creator: Souza., Thaís Oliveira de
metadata.dc.contributor.advisor1: Dias, Adelaide Alves
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste trabalho foi de avaliar a qualidade das relações que o educador de Educação Infantil promove com as crianças de 0 a 3 anos na creche, considerando as representações sociais do educador sobre o educar, cuidar, brincar e a criança. Realizamos a pesquisa qualitativa em cinco Centros de Referência em Educação Infantil da cidade de João Pessoa, escolhidos através de critérios geográficos e populacionais. A pesquisa foi dividida em três etapas, a primeira caracterizou-se pela realização de entrevistas sobre a formação docente dos educadores e a aplicação de fichas com informações sobre as instituições participantes, com início no mês de julho de 2012. Participaram desta etapa 51 participantes, sendo 14 professores e 37 auxiliares de creche. Na segunda etapa da pesquisa foram realizadas observações da prática docente com o preenchimento da Escala de Empenhamento do Adulto, instrumento disponibilizado pelo Manual do Projecto Desenvolvendo a Qualidade em Parcerias - DQP (BERTRAM & PASCAL, 2009). Participaram desta etapa 34 professores e auxiliares, nos meses de julho a outubro de 2012. Na terceira etapa da pesquisa foram realizados processos de entrevistas com 19 professores, 28 auxiliares e 2 diretores, totalizando 49 sujeitos, nos meses de novembro e dezembro de 2012. As entrevistas contemplaram a dimensão das Representações Sociais dos educadores sobre a criança, o brincar, o educar e o cuidar. O contato com o grupo estudado foi registrado em diários de campo. Para analisar o material coletado na primeira e na terceira etapa utilizamos a Análise de Conteúdo de Bardin (2002). A segunda etapa da pesquisa e os processos de entrevistas foram analisados segundo o Manual DQP. Os dados demonstraram que de modo geral, o nível de formação inicial das educadoras é consideravelmente baixo. Apesar de todo um movimento de valorização e dos crescentes estudos que mostram a importância da formação inicial destes profissionais, ainda vemos ações e decisões baseadas na visão maternalista de educação infantil, onde predomina a idéia de que a pessoa que trabalha com crianças pequenas, desempenhando funções de cuidado, mais especificamente as auxiliares, não precisam ter formação específica. Observamos que as Formações continuadas parecem não considerar o nível de formação inicial destas profissionais. Apesar de encontrarmos no estudo das Representações Sociais sobre o Educar, Brincar, Cuidar e a Criança, estas categorias bem imbricadas, nas entrevistas e nas observações da prática docente nós verificamos dados onde o educar é visto no seu lado maternal, o brincar é rotineiramente desvinculado das ações educativas e o cuidar é apresentado como sendo atividades apenas dos auxiliares. Verificamos nas creches um número considerável de observações da prática docente com pouco empenhamento do adulto. Vemos a importância do fomento de relações adulto-criança que propiciem aprendizagens significativas. Através da educação, a população poderá lançar um olhar crítico e não subserviente sobre os aparelhos públicos, monitorar, avaliar, lutar por seus direitos.
Abstract: The goal of this work was of evaluating the quality of the relationships that the educator of Infant Education promotes with the children from 0 up to 3 years in the Kindergarten. Considering the teacher's Social Representations on educating, child́ scare, to play and the child. The qualitative research was developed in five Reference Centers in Infant Education of the city of João Pessoa, chosen by the geographical and population criteria. The research was divided in three stages. The first one, accomplished in July of 2012, was characterized by the accomplishment of interviews about the Docent Formation of the educators and the application of records with information about the participant institutions. In this stage participated 51 persons, being 14 professors and 37 Kindergarten auxiliaries. In the second stage of the research we perform observations of the docent ́s practice with the fill out of the Adult Engagement Scale, instrument available in the Manual do Projeto Desenvolvendo a Qualidade em Parcerias -DQP (BERTRAM & PASCAL, 2009). In this stage participated 34 professors and auxiliaries, between July and October of 2012. In the third stage, accomplished between November and December of 2012, we perform interviews with 19 professors, 28 auxiliaries and 2 directors, totaling 49 subjects. The interviews contemplated the dimension of the educators' Social Representations on the child, to play, educating and the care ́s child. The contact with the analyzed group was registered in Field Diaries. In order to analyze the collected materials in the first and third stage we used the Bardin ́s Content Analysis (2002). The second stage of the research and the interviews processes were analyzed according to the DQP Manual. The dada generally show that the level of the educators' initial formation is considerably low. In spite of whole a movement of valorization and of the crescents studies that show the importance of these professionals' initial formation, we still see actions and decisions based in the motherly vision of Infant Education, where it prevails the idea that the person that works with children, carrying child ́scare functions, more specifically the auxiliaries, don't need a specific formation. We observed that the Continuing Education seem not to consider the level of these professionals' initial formation. Although we find in the study of the Social Representations on Educating, to Play, Child ́scare and the Child, these categories well connected, in the interviews and in the observations of the educational practice we verified data where educating is seen on it maternal point of view, playing is habitual divest of the educational actions and child ́s care is presented as being activities just of the auxiliaries. We verified at the Kindergarten a considerable number of observations of the educational practice with small adult's engagement. We see the importance of a fomentation of the relations between adults and child that propitiate significant learning. Through the education, the population will be able to have a critical point of view not have a subservient position on the public mechanisms, besides to monitor, to evaluate and to fight for their rights.
Keywords: Educação infantil
Formação de professores
Interação adulto-criança
Representações sociais
Teachers training
Childhood education
Social Representations
Adult/Child interaction
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: SOUZA., Thaís Oliveira de. Formar e formar-se na educação infantil: políticas e práticas. 2013. 137 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4723
Issue Date: 8-Mar-2013
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArquivoTotalThais.pdf2.82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.