Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4732
metadata.dc.type: Tese
Title: Políticas de formação docente em educação ambiental no contexto da educação básica: por uma pedagogia do cuidado
metadata.dc.creator: Pequeno, Maria Gorete Cavalcante
metadata.dc.contributor.advisor1: Melo, Ana Dorziat Barbosa de
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve como objetivo principal analisar em que medida a política de Formação Continuada em Educação Ambiental proposta pelo programa Vamos Cuidar do Brasil Com as Escolas, realizada na Paraíba, contribuiu para a institucionalização da Educação Ambiental no contexto da Educação Básica. Visou, ainda, verificar os impactos dessa formação para a promoção do cuidado na escola. Partiu do pressuposto que, apesar de propalada, a meta de promover a institucionalização da Educação Ambiental nos sistemas de ensino da Educação Básica não conseguiu ser alcançada pelo Programa dadas as condições de fragilidade de sua implementação tais como, descontinuidade das formações, ausência de monitoramento e avaliação das ações pós-formação. Adotou como referencial teórico a perspectiva crítica, humanista e transformadora da Educação Ambiental, cuja lógica, mediada pela ética do cuidado, fundamenta-se na contraposição à atual ideologia de mercado, com consequência direta sobre novas sociabilidades capazes de engendrar novas formas de ser e agir conosco mesmo, com os outros e com o ambiente em que estamos inseridos. Com base em uma abordagem qualitativa, a pesquisa foi realizada junto a dez professoras/es da Educação Infantil e do Ensino Fundamental de cinco escolas da rede pública municipal dos três polos de formação do estado da Paraíba. Os instrumentos utilizados foram entrevistas e observações. Os dados obtidos foram analisados segundo procedimentos de análise de conteúdo e de análise documental. Os resultados encontrados indicam um processo de desmobilização do Programa Vamos Cuidar do Brasil Com as Escolas , no estado da Paraíba, em relação a participação das escolas na Conferência Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente e na Formação Continuada em Educação Ambiental. E que essa Formação pouco contribuiu para a institucionalização da Educação Ambiental na escola nem para a promoção do cuidado nesse contexto, em virtude de limites tanto na implementação dessa política em relação à ausência de continuidade, apoio financeiro e acompanhamento das ações, quanto na forma de organização dos espaços-tempos das escolas no que diz respeito ao cotidiano, a invisibilidade da criança, a ausência de coletividade e a não integração escola-comunidade. Todavia, há indícios da presença da Educação Ambiental no Projeto Político Pedagógico das escolas, ainda muito incipiente, por meio de projetos e algumas ações que não tem conseguido articular as diversas áreas do conhecimento, nem promover a integração escola-comunidade, o que confirma a nossa suposição, que a Formação Continuada proposta pelo programa Vamos Cuidar do Brasil Com as Escolas, realizada na Paraíba, pouco contribuiu para a institucionalização da Educação Ambiental nesse contexto. Esses resultados sugerem a realização de novos estudos que analisem a questão da coletividade na escola, em relação a construção do Projeto Político Pedagógico e ao desafio da transversalidade e a integração escola-comunidade, para que possamos promover, de fato, a institucionalização da Educação Ambiental, no contexto da Educação Básica
Abstract: This project has had the objective to analyze how the program of continuing education in Environmental Education Program proposed by the project VamosCuidar do Brasil Com as Escolas (Let's Take Care of Brazil With Schools) held in Paraiba, contributed to the institutionalization of environmental education in the context of Elementary School. It has yet had the objective to verify the impact of such training for the promotion of care in schools. It has based in the presupposed that, although widely publicized, the goal of promoting the institutionalization of environmental education in school systems of elementary schools could not be achieved by the program due to the conditions of fragility of its implementation such as discontinuity of training, lack of monitoring and evaluation of post-training actions. It adopted as a theoretical perspective critical, humanist and processing of Environmental Education, whose logic, mediated by the ethics of care, based on the ideology of opposition to the current market, with direct consequence on new sociability able to engineer new ways of being and acting ourselves, with others and the environment in which we live in. It is based on a qualitative approach, the research was conducted with ten teachers of Early Childhood Education and Elementary Education from five public schools in the city of the three poles of the formation of the state of Paraiba. The instruments used were interviews and observations. The data gotten were analyzed according to the analyzes of the content, the procedures and the documents. The results has indicated a process of demobilization of the VamosCuidar do Brasil com as Escolas in the state of Paraiba, regarding the participation of schools in Children and Youth Conference for the Environment and Continuing Education in Environmental Education. And that training has not contributed to the institutionalization of environmental education in school or to the promotion of care in this context, because of limits both in the implementation of this policy in relation to the lack of continuity, financial support and monitoring of actions, and in the form of organization of space-time schools with regard to daily life, the invisibility of the child, the lack of community and non-school-community integration. However, there is evidence of the presence of environmental education in schools Pedagogical Political Project, yet in the very beginning, through projects and some actions they have struggled to articulate the various areas of knowledge, nor to promote school-community integration, which confirms the our assumption that the Continuing Education Program proposed by the VamosCuidar do Brasil com as Escola held in Paraíba did not contribute to the institutionalization of environmental education in this context. These results suggest further studies to examine the issue of the school community, for the construction of the Political Pedagogical Project and the challenge of integrating school-community, so we can really promote the institutionalization of environmental education, in the context of Elementary School.
Keywords: Políticas Educacionais
Educação Ambiental
Formação Docente
Pedagogia do Cuidado
Educational policies
Environmental Education
Teacher training
Pedagogy of care
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Educação
Citation: PEQUENO, Maria Gorete Cavalcante. Políticas de formação docente em educação ambiental no contexto da educação básica: por uma pedagogia do cuidado. 2012. 481 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4732
Issue Date: 18-Jun-2012
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf3,46 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.