Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4780
metadata.dc.type: Tese
Title: Construção do conhecimento e a reafirmação do território: a contribuição da Turma Margarida Maria Alves, do Curso de Ciências Agrárias, Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária
metadata.dc.creator: Lorenzo, Ivanalda Dantas Nobrega Di
metadata.dc.contributor.advisor1: Batista, Maria do Socorro Xavier
metadata.dc.description.resumo: Esta tese teve como objetivo identificar as contribuições da Turma Margarida Maria Alves, do Curso de Ciências Agrárias, Programa Estudante Convênio/Movimentos Sociais do Campo (PEC/MSC), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Campus III, município de Bananeiras PB, situado na mesorregião do Agreste Paraibano. Refletiu-se acerca das políticas públicas para o campo, especialmente a Educação do Campo, resultante de uma pesquisa relacionada ao projeto Observatório da Educação, denominada A Educação Superior no Brasil (2000-2008): uma análise interdisciplinar das políticas para o desenvolvimento do campo brasileiro, no qual se busca analisar os cursos vinculados ao Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA). A partir desta, desenvolveu-se uma reflexão acerca da Educação do Campo, com enfoque no Ensino Superior e na área das Ciências Agrárias, pautada na metodologia da Pedagogia da Alternância, como elementos inerentes a luta pelos direitos humanos no campo e seus enfrentamentos ao modelo econômico vigente, cujas bases revelam o desenraizamento cultural camponês. Referenciou-se nos estudos marxistas para os quais, a produção da vida material é mediada por relações sociais de produção e das forças produtivas, determinantes do modo de viver, pensar e transmitir o conhecimento, do qual dispõem os seres humanos, na realidade em que vivem. Seguindo esse pensamento, a educação nesse país, e com ela o ensino, são determinados pelo desenvolvimento da produção da vida material, atendendo aos anseios do sistema econômico vigente, cujas forças hegemônicas, o Estado e os grandes proprietários dos meios de produção, definem em favor de que e de quem se estuda, o que e para que se estuda. Apresentaram-se considerações relativas à construção do território camponês frente ao desenvolvimento do Ensino Superior, através do PRONERA. O estudo pautou-se nos documentos do Movimento Por uma Educação do Campo, no Projeto do Curso, no ordenamento jurídico da Educação do Campo e na literatura. A tese apresentou quatro capítulos além das considerações: 1- Introdução, constando a trajetória da Pesquisadora e a metodologia da pesquisa; 2- Referencial teórico acerca dos territórios do campesinato, questão agrária e as políticas de desenvolvimento do campo, dentre elas, as políticas da reforma agrária, da assistência técnica e da Educação do Campo; 3- o PRONERA e o Curso de Ciências Agrárias, em referência, a Turma Margarida Maria Alves, destacando-se a construção de parcerias, a formação paralela, a dupla formação e o Projeto Político Pedagógico (PPP); 4- O movimento da pedagogia da alternância na pedagogia do movimento e a organicidade interna produzida na convivência coletiva dos estudantes, além da abordagem sobre o período de atuação profissional. Os sujeitos da pesquisa são os Profissionais Egressos do Curso, além de professores da UFPB, representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA-PB), dos Movimentos Sociais do Campo (MSC) e, da Fundação José Américo (FJA). O recorte temporal se definiu entre os anos de 2004 a 2012, compreendendo os tempos de formação e atuação profissional. O método de análise, o materialismo histórico dialético acompanhou-se de metodologia adequada à realidade dos entrevistados, dentre elas, a pesquisa bibliográfica, de campo e documental, com entrevistas semiestruturadas, individual e coletiva, questionários, história oral, análise de conteúdo, anotações em caderneta de campo e observação assistemática. Os resultados obtidos afirmaram que a produção do conhecimento acadêmico, embora legitime a ordem vigente, constatou-se que os conflitos e contradições existentes na execução do Curso, a partir das práticas discentes, docentes e dos responsáveis pela execução do Curso, produziram um movimento pedagógico organizado coletivamente, capaz de transformar o modo de produzir conhecimento e reafirmar o território camponês, a partir de uma educação de base humanística.
Abstract: This thesis aimed to identify the contributions of the Class Margarida Maria Alves, Course of Agricultural Sciences Program Student Agreement / Social Movements Field (PEC / MSC), Federal University of Paraíba (UFPB), Campus III, municipality of Bananeiras - PB, located in Paraíba arid mesoregion. Reflected about public policy for the field, especially the Education Field, resulting from a research project related to the Observatory for Education, called Higher Education in Brazil (2000-2008): an interdisciplinary analysis of policies for the development of the field Brazil, in which one tries to analyze courses linked to the National Education Program in Agrarian Reform (PRONERA). From this, we developed a reflection on Rural Education, focusing on higher education and in the area of Agricultural Sciences, based on the methodology of the Pedagogy of Alternation, as elements inherent in the struggle for human rights in the country and its confrontations with the model prevailing economic, whose bases reveal the cultural uprooting peasants. Referenced on the Marxist studies for which the production of material life is mediated by social relations of production and the productive forces, determining the mode of living, thinking and transmitting knowledge, which humans have, in reality, where live. Following this thought, education in this country, and with her teaching, are determined by the development of production of material life, meeting the expectations of current economic system, whose hegemonic forces, the state and the major owners of the means of production, defined in favor of what and who is studying what and what is studied. Showed up considerations concerning the construction of the territory peasant front development of Higher Education, through PRONERA. The study was based on documents of the Movement For a Rural Education in the Course Project, the legal order of Field Education and literature. A thesis submitted four chapters beyond considerations: 1 - Introduction, stating the trajectory of Researcher and research methodology; 2 - Theoretical about the territories of the peasantry and agrarian development policies of the country, among them, the policies of reform land, technical assistance and Education Field 3 - PRONERA and the Course of Agricultural Sciences, in reference to Class Margarida Maria Alves, with emphasis on building partnerships, training parallel, dual training and Political Pedagogical Project (PPP) 4 - The movement of alternating pedagogy pedagogy of the movement and organic domestic produced in living together students, beyond the approach on the period of professional practice. The research subjects are the Professionals Graduates Course, plus UFPB teachers, representatives of the National Institute of Colonization and Agrarian Reform (INCRA-PB), Social Movements Field (MSC) and the Fundação José Américo (FJA). The time frame is set between the years 2004 to 2012, including the times of formation and professional. The analysis method, dialectical historical materialism was accompanied by appropriate methodology to the reality of respondents, among them the literature, field and documentary, with semistructured interviews, individual and collective, quizzes, oral history, content analysis, notes in field notebook and systematic observation. The results stated that the production of academic knowledge, while legitimizing the existing order, it was found that the conflicts and contradictions that exist in the implementation of the course, from the practices students, teachers and those responsible for running the course, produced a pedagogical movement collectively organized, able to transform the mode of producing knowledge and reaffirm the territory farmer, from a basic humanistic education.
Keywords: Educação do Campo
PRONERA
Ensino Superior
Ciências Agrárias
Território Camponês
Pedagogia da Alternância
Field Education
PRONERA
Higher Education
Agricultural Sciences
Peasant territory
Pedagogy of Alternation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Educação
Citation: LORENZO, Ivanalda Dantas Nobrega Di. Construção do conhecimento e a reafirmação do território: a contribuição da Turma Margarida Maria Alves, do Curso de Ciências Agrárias, Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária. 2013. 676 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4780
Issue Date: 11-Mar-2013
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf18.6 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.