Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4804
metadata.dc.type: Tese
Title: Leitura na educação de jovens e adultos: f(r)estas à práxis interlocutiva para um bem viver
metadata.dc.creator: Souza, Almeri Freitas de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ireland, Timothy Denis
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Carvalho, Rosângela Tenório de
metadata.dc.description.resumo: A presente Tese se constitui em uma pesquisa teórica sobre o fenômeno leitura na Educação de Jovens e Adultos (EJA), em que se buscaram respostas para duas perguntas: que elementos epistemológicos seriam basilares no trabalho com a leitura na EJA? O que se está (re)aprendendo na e com a prática de leitura na EJA, com vistas a um bem viver ( buen vivir )? Acreditou-se que essas respostas poderiam fornecer elementos importantes para uma práxis de leitura na EJA que garanta a ampliação das possibilidades de participação social dos sujeitos educativos, de forma a tornar menos opaco o processo da aprendizagem da leitura, com indicação de possíveis e adequados caminhos à recriação dessa atividade na EJA. Caminhos fundados na perspectiva de educação popular, portanto, que respeitam os diferentes sujeitos sociais no cultivo da aprendizagem ao longo da vida e nas mais diversas comunidades de aprendizagem, sem perder de vista um bem viver ( buen vivir ), que implica um conviver bem , isto é, a construção de (inter)relações éticas, democráticas, simbióticas, equilibradas e harmoniosas entre as pessoas e entre estas e a natureza todos, sem relação de inferioridade/superioridade, concebidos como elementos interligados e interdependentes que integram o cosmo. Dentre as áreas selecionadas para este estudo, podem ser aqui elencadas as contribuições da Teoria Histórico-Cultural do Psiquismo Humano (Vygotsky), da Pedagogia (em especial, os postulados freireanos), da Filosofia (Materialismo Histórico e Dialético), da Semiótica Social e de algumas das vertentes da Linguística contemporânea, como a Sociolinguística, a Linguística de Texto, a Análise do Discurso, a Pragmática e os estudos bakhtinianos (interacionismo). Na busca de coerência aos princípios da Educação Popular (EP), priorizou-se uma metodologia qualitativa de pesquisa e, por isso, optou-se pela diversificação de ideias e contextos. Dessa maneira, o processo de análise dos conteúdos em que está implicado o caráter discursivo de todo e qualquer enunciado , valeu-se tanto de teorias e propostas educativas e práticas já existentes (sistematizadas e com registro) como também de dados resultantes de experiências da pesquisadora na condição de educadora de EJA. Buscou-se, então, estabelecer novas hipóteses de trabalho, sendo os resultados obtidos refletidos novamente na e para a EJA, considerada como processo de aprendizagem ao longo da vida (direito humano) e um locus possível e necessário de educação popular. De acordo com os resultados dessa pesquisa, a leitura na EJA como práxis interlocutiva constitui-se num processo pedagógico que possibilita a ampliação da construção de saberes e práticas transformadoras em busca de um bem viver ( um buen vivir ) o que corrobora a tese inicial de pesquisa. O direito à vontade da produção de verdades é, ainda, uma batalha desigual, tensa e conflituosa, entretanto, simultaneamente, grávida de contradições que podem até ser transformadas em f(r)estas em novo(s) posicionamento(s) frente ao mundo, em nova(s) conquista(s) humanizadora(s), possibilatora(s) de um bem viver ( buen vivir ) inclusive pelos(as) jovens, adultos(as) e idosos(as) que, enquanto sujeitos históricos, até podem ser condicionados, mas não determinados, portanto, podem, sim, redignificar-se como sujeitos de direito, como construtores de novos direitos, pessoal e coletivamente, na e pela práxis inclusive interlocutiva
Abstract: This thesis is based on theoretical research into the phenomenon of reading in Youth and Adult Education (YAE), in which we seek to answer two questions: what epistemological elements should be fundamental for the teaching of reading in YAE? What are we (re) learning through and about the practice of reading in YAE with a view to good living ? We believe that these answers could provide important elements for a praxis of reading in YAE which guarantees a widening of the possibilities for social participation by the subjects of the educational process, in a way which makes the process of learning to read less opaque, with the indication of possible and adequate paths for the recreation of this activity in YAE. Such paths, based on the perspective of Popular Education and as such with respect for the different social subjects, in the cultivation of lifelong learning and in the most diverse learning communities, without losing good living from sight which implies a good living together , that is, the construction of ethical, democratic, symbiotic, balanced and harmonious (inter)relations between persons and between them and nature all, without a sense of inferiority or superiority, and conceived as interrelated and interdependent elements which make up the cosmos. Amongst the areas selected for this study, we can list the contributions of the Historical-cultural Theory of Human Psyche (Vygotsky), of Pedagogy (in particular, the Freirean postulates), of Philosophy (Dialectics and Historical Materialism), of Social Semiotics and some of the strands of contemporary Linguistics, such as Socio-linguistics, and Textual Linguistics, Discourse Analysis, Pragmatics and bakhtinian studies (interactionism). In our search for coherence with the principles of Popular Education, a qualitative research methodology was chosen and, on the basis of that, we opted for a diversification of ideas and contexts. In this way, the process of content analysis in which is implicit the discursive character of each and every enunciation, made use of educational theories and proposals and extant practices (already systematized and registered) as well as data resulting from experiences in which the researcher in her condition as educator in YAE was involved. We sought in this way to establish new working hypotheses, with the results obtained being reflected again in and for YAE, considered as a process of lifelong learning (human right) and a possible and necessary locus for popular education. In accordance with the results of this research, reading in YAE as interlocutive praxis constitutes a pedagogical process which makes possible the enlargement of the construction of knowledge and transformative practices in the search for good living which corroborates the initial thesis of this research. The right to the will to produce truth is still an unequal, tense and conflictive battle, although simultaneously pregnant with contradictions which can even be transformed into gaps housing new positions with regard to the world, in new humanizing potentializing conquests of good living for young people, adults and the elderly who, as historical subjects, can be conditioned but not determined and, therefore, can be re-dignified as subjects of rights, as constructors of new rights, personally and collectively, in and through interlocutive praxis.
Keywords: Educação de Jovens e Adultos
Ensino
Aprendizagem
Língua(gem)
Leitura
Bem Viver
Youth and Adult Education
Teaching
Learning
Language
Reading
Good Living
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Educação
Citation: SOUZA, Almeri Freitas de. Leitura na educação de jovens e adultos: f(r)estas à práxis interlocutiva para um bem viver. 2014. 256 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4804
Issue Date: 15-Mar-2014
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf5.44 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.