Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4916
metadata.dc.type: Tese
Title: Possibilidade habermasiana de ação emancipatória entre pesquisador-pesquisa(n)do em educação popular
Other Titles: Habermasian possibility of emancipatory action between researcher and subject of research in popular education.
metadata.dc.creator: Vasconcelos, Giuliana Cavalcanti
metadata.dc.contributor.advisor1: Machado, Charliton José dos Santos
metadata.dc.description.resumo: a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) documentou em 1999, que o que distingue pobres de ricos é a realidade em que colocamos sujeitos-populares à margem da criação e dos benefícios científicos. Para Jürgen Habermas, sob o princípio da subjetividade, práticas de pesquisas fortaleceram essa dualidade e intensificaram a marginalização científica. Pesquisadores, aprisionados a uma consciência colonizadora, produziram ciência e modernidade. Eles expeliram imagens de mundo e renunciaram interpretações sobre a história. Entrelaçamentos científicos às classes populares foram descartados. Práticas de integração social, por via da interação no medium da linguagem, foram perdidas. Isso impediu a fusão de subjetividades no horizonte de uma emancipação compartilhada. Pesquisa(n)dos foram limitados à condição de serem instrumentos de coleta de dados, de observações de ocorrências, de imparcialidades científicas ou de parcialidades denunciativas. Nos dias atuais, pesquisadores ainda usam metodologias que tratam sujeitos-populares como objetos de um conhecimento científico. Isso levou-nos a questionar se há alguma possibilidade de efetivar ações emancipatórias compartilhadas, em pesquisas, em educação popular. Para refletirmos sobre esse problema, fizemos um recorte em torno da produção de artigos divulgados pelo grupo de trabalho sobre educação popular da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED). Destacamos as últimas reuniões anuais, realizadas em 2008 e 2009. As categorias de interpretação delimitadas foram ação instrumental e ação comunicativa, na perspectiva habermasiana. O fundamento metodológico-interpretativo que utilizamos foi o de uma hermenêutica habermasiana. No decorrer do estudo, vimos que um agir instrumental deixa pesquisadores desprovidos de forças idealizadoras e ilocucionárias. Esse agir não assegura acesso a saberes não-temáticos e nem a saberes relativamente destacados de um mundo vivido, que se manifestam através de atos de fala. Sem vínculos interativos com pesquisa(n)dos, não há como atingir o campo de visão de um mundo vivido. A adoção do princípio da intersubjetividade oferece possibilidade de repensar uma ação emancipatória, sob a propositura de uma ação comunicativa em pesquisas. A reciprocidade faz surgir formas de legitimação de uma autoria colaborativa de pesquisa(n)dos, na criação e no usufruto de benefícios científicos. Vontades instrumentais podem ser substituídas por uma integração social, resultante de uma emancipação compartilhada. Concluímos que o agir comunicativo é uma possibilidade habermasiana de fomentar ações emancipatórias entre pesquisador-pesquisa(n)do em educação popular.
Abstract: in 1999 United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization (UNESCO) documented that what distinguishes the poor from the rich is the reality in which we put popular subjects on the margin of creation and scientific benefits. According to Jürgen Habermas, on the principle of subjectivity, research practices has strengthened this duality and intensified scientific marginalization. Researchers, enclosed in a colonialist conscience, have been producing science and modernity. They expelled images of world and renounced interpretation about history. Scientific interaction witch popular classes were discarded. Social integration practices by means of interaction through language medium were lost. All this prevented a fusion of subjectivities in the horizon of a shared emancipation. The subjects of research were limited to the condition of being instruments of data collect, observation of occurrences, scientific impartialities or denouncing partialities. Nowadays, researchers do still use methodologies that treat popular subjects as objects of scientific knowledge. This lead us to question about the possibility that shared emancipatory actions could be put into effect in popular educational research. In order to reflect on the problem, a research on the published production about popular education by Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED) was carried out and the ultimate annual meetings in 2008 and 2009 were also highlighted. The delimited interpretative categories were instrumental actions and communicative actions from habermasian perspective. The interpretative methodological foundation used was that of hermeneutics also from a habermasian perspective. In the course of study we came to understand that an instrumental acting leave researchers deprived of creative and illocutionary strength. This kind of acting does not assure access to non-thematic knowledge and knowledge of a living world that express themselves by means of acts of speech. With no interactive links with subject of research, there is not a way to reach the field of vision as far as an experienced world is concerned. The adoption of the principle of inter-subjectivity offers possibilities for rethinking an emancipatory action under a proposition of a communicative action in researches. Reciprocity brings about forms of legitimizing collaborative authorship of subjects of research in creation and use of scientific benefits. Instrumental will can be substituted for a social integration as a result of a shared emancipation. We came to conclude that the communicative acting is an habermasian possibility of fomenting emancipatory actions between researcher and subject of research in popular education.
Keywords: Educação Popular
Jürgen Habermas
Pesquisa
Emancipação
Popular Education
Habermas
Research
Emancipation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Educação
Citation: VASCONCELOS, Giuliana Cavalcanti. Habermasian possibility of emancipatory action between researcher and subject of research in popular education.. 2010. 131 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2010.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/4916
Issue Date: 16-Aug-2010
Appears in Collections:Centro de Educação (CE) - Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf499,38 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.