Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5025
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Formação de preços e finanças comportamentais: um estudo empírico no mercado futuro de cacau
Other Titles: Training Rates and Behavioral Finance: An empirical study in the cocoa futures market.
metadata.dc.creator: Pereira, Elenildes Santana
metadata.dc.contributor.advisor1: Maia, Sinézio Fernandes
metadata.dc.description.resumo: Pretendeu-se nesse trabalho analisar a formação dos preços no mercado futuro de cacau, negociados na Bolsa de Nova York, sob a ótica da volatilidade, no período compreendido entre janeiro de 1997 a agosto de 2008, uma vez que o mercado futuro vem assumindo um papel importante na tomada de decisões, com enfoque na maximização de retornos. De modo particular, o estudo da volatilidade representa um instrumento essencial nesse mercado, em especial para precificação de ativos e gestão de riscos. Para isso, utilizou-se três variantes da classe de modelos de heterocedasticidade condicional auto-regressiva, ARCH, a saber, os modelos GARCH, EGARCH e TARCH, que apresentam características de modelagem que levam em conta uma variância mudando ao longo do tempo. A variância condicional fornecida por estes modelos será utilizada como proxy para a volatilidade do retorno do cacau. Os resultados evidenciaram o comportamento persistente da volatilidade no período em questão. Esta persistência revela que os choques sobre a volatilidade irão perdurar por muito tempo. Foram encontradas evidências de incompatibilidade com a Hipótese de Mercados Eficientes, constatada na dependência dos retornos futuros a retornos passados, uma vez que há presença de termos auto-regressivos nos resíduos, capturados pelo efeito ARCH, e também pela possibilidade de vieses comportamentais (em função de assimetrias nas reações entre informações positivas e negativas). As teorias de finanças modernas prevêem que os investidores têm expectativas homogêneas (os investidores têm as mesmas informações e determinam o mesmo valor justo para os ativos base). Assim, não seria esperado que houvesse volatilidade excessiva no mercado futuro de commodity cacau, pois não haveria divergência de opiniões entre os investidores. No entanto, os resultados encontrados mostraram que a volatilidade implica na formação do preço do cacau, tornando impossível uma explicação pelas teorias clássicas de finanças, e indica que esta volatilidade pode resultar também das decisões dos investidores a partir de aspectos psicológicos que surgem quando formam suas crenças e preferências que, por sua vez, se refletem nas expectativas. Dessa forma, sugerem que as Finanças Comportamentais podem contribuir para a compreensão da formação de preços do mercado futuro de cacau.
Abstract: This work aimed to exam the formation of future market prices of cocoa traded on the New York Stock Exchange, under the view of the volatility from January 1997 to August 2008, since the future market is playing an important role in making decision, focusing on maximizing returns. In a particular way, the study of volatility is an essential tool in this market, especially for pricing of assets and risk management. For this, three variants of the class of models of auto-regressive conditional heteroscedastic (ARCH), GARCH, EGARCH and TARCH, were used and showed characteristics of models that take into account the changing variance over time. The conditional variance provided by these models was used as a proxy for the volatility of returns on cocoa. The results demonstrated the persistent behavior of volatility in the period in question. This persistence indicates that the shocks on the volatility will last for long. We found evidence of inconsistency with the hypothesis of efficient markets that has the responsibility of future returns to past returns, since there is presence of auto-regressive terms in waste, captured by the ARCH effect, and also by the possibility of behavioral biases (depending on of information asymmetries in the reactions between positive and negative). The theories of modern finances predict that investors have homogeneous expectations (investors have the same information and determine the fair value for the same active base). It would therefore not be expected to have excessive volatility in the future market of the commodity cocoa, then there would be no difference of opinion among investors. However, the results showed that the volatility implies in the formation of the price of cocoa, making it impossible to explain it by traditional theories of finance, and indicate that this volatility may also result from decisions of investors from the psychological aspects that arise when forming their beliefs and preferences that, in turn, are reflected in expectations. Thus, the results suggest that Behavioral Finance can contribute to the understanding of the formation of future market prices for cocoa.
Keywords: Formação de Preço
Mercado futuro
Cacau
Volatilidade
Finanças Comportamentais
Training market price future
Cocoa
Volatility
Behavioral Finance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Economia do Trabalho e Economia de Empresas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Economia
Citation: PEREIRA, Elenildes Santana. Training Rates and Behavioral Finance: An empirical study in the cocoa futures market.. 2009. 97 f. Dissertação (Mestrado em Economia do Trabalho e Economia de Empresas) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2009.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5025
Issue Date: 3-Mar-2009
Appears in Collections:Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) - Programa de Pós-Graduação em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,63 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.