Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5069
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Sobrecarga em cuidadores familiares de idosos dependentes com vivência comunitária.
Other Titles: Overload in family caregivers of dependent elderly with community life
metadata.dc.creator: Loureiro, Lara de Sá Neves
metadata.dc.contributor.advisor1: Fernandes, Maria das Graças Melo
metadata.dc.description.resumo: Introdução: O envelhecimento da população, um fenômeno que vem crescendo significativamente, tem resultado no aumento do número de idosos com prejuízos em sua capacidade funcional. Isso ocasiona implicações para o sistema de cuidado em saúde e para a família, pois prover cuidados diários para o idoso dependente constitui uma ação complexa e desafiadora para esses sistemas, especialmente para os cuidadores familiares que, devido à demanda e à provisão de cuidados com o idoso, podem expressar sobrecarga física e emocional. Apesar disso, em nosso contexto, os estudos sobre esse fenômeno são escassos, o que torna este estudo sobremaneira relevante. Objetivos: Esta pesquisa, de natureza epidemiológica, descritiva e transversal, teve como objetivos estimar a prevalência de sobrecarga entre os cuidadores familiares de idosos dependentes que residem no município de João Pessoa-PB e identificar possíveis associações entre a sobrecarga nos cuidadores com características dos idosos, os próprios cuidadores e a situação de cuidado. Metodologia: A população estudada compõe-se de 240 idosos, de sessenta anos e mais, residentes em João Pessoa-PB. Da amostra, participaram 52 idosos com incapacidade física e/ou cognitiva e seus cuidadores familiares (21,6% da população investigada). Para a coleta dos dados, foi utilizado um instrumento estruturado, contemplando questões fechadas relativas às variáveis do estudo e às medidas específicas para avaliar, respectivamente, a capacidade cognitiva e física dos idosos e a sobrecarga entre os cuidadores: miniexame do estado mental, índice de Katz e Burden Interview Scale. Resultados: 84,6% dos cuidadores familiares dos idosos dependentes evidenciaram sobrecarga. Dentre eles, 72,7% expressaram sobrecarga entre moderada e leve, e 27,3%, entre moderada e severa. No concernente às características dos idosos que se relacionaram com maiores médias de sobrecarga entre os cuidadores familiares, destacam-se: os que estão na faixa etária de 70 a 74 anos, do sexo masculino, casados, com baixa renda e baixa escolaridade, que utilizavam os serviços de saúde do SUS, viviam em arranjos familiares multigeracionais, com déficit cognitivo, referiram maior número de comorbidades e apresentaram um nível mais alto de dependência para as atividades básicas de vida diária. Quanto às características do próprio cuidador familiar, que se associaram a níveis mais altos de sobrecarga, evidenciaram-se: cuidadores que eram cônjuges do receptor do cuidado, com idade avançada, do sexo feminino, com baixa escolaridade, que não dispunham da ajuda de cuidadores secundários, tinham déficit de conhecimento a respeito da necessidade e das formas de cuidado requeridas pelo idoso, assim como provisão de cuidado por longo período de tempo. Em relação às implicações da situação de cuidado, constataram-se correlações estatisticamente significativas entre a sobrecarga e a falta de ajuda para o cuidado com o idoso, em atividades referentes à higienização corporal e oral, à medicação e ao lazer. Conclusão: Os resultados do estudo permitem inferir que a sobrecarga dos cuidadores familiares constitui um fenômeno multifacetado e multideterminado que, como tal, requer um olhar diferenciado do sistema de cuidado em saúde de natureza formal, de modo que ele não continue escamoteado no cenário familiar, sem o devido enfrentamento do sistema de ação social de natureza pública.
Abstract: Introduction: The aging of population, a phenomenon that has been growing significantly, has led to increasing numbers of elderly patients with damage in their functional capacity. This leads to implications for the health care system and family, because to provide day care for dependent elderly people is a complex and challenging action for these systems, especially to caregivers, due to demand and the provision of care to the elderly, they can express physical and emotional overload. Nevertheless, in our context, studies about this phenomenon are scarce, therefore making this study highly relevant. Objectives: This epidemiological, descriptive and transversal research have as primary objective to estimate the prevalence of burden among family caregivers of elderly who live in the city of João Pessoa and identify possible associations between the burden on caregivers with characteristics of the elderly, the caregivers themselves and the caregiving situation. Methodology: The population studied in the research was of 240 elderly, aged sixty years and older living in Joao Pessoa-PB. Of the sample, 52 elderly with physical and / or cognitive disabilities and their family caregivers were involved (21.6% of the population investigated). To gather the data, a structured instrument was used, focusing on closed questions concerning the study variables, and specific measures to assess, respectively, cognitive and physical ability of elderly and burden among caregivers: mental State Examination, Katz index and Burden Interview Scale. Results: 84.6% of family caregivers of dependent elderly showed overhead. Among them, 72,7% expressed a overload rate between moderate to mild, and 27,3%, moderate to severe. Regarding the elderly who had higher average of overhead we can highlight: those aged 70 to 74 years, male, married, low income and low education, who used the health services of the SUS, lived in multigenerational family structures, with cognitive impairment, reported a higher number of comorbidities and showed a higher level of dependency for basic activities of daily living. In relation to the characteristics of family caregivers that were associated with higher levels of overload, we can highlight: caregivers who were spouses of the care receiver, with advanced age, female, low education, who did not have the help of a secondary caregiver, they had a deficit of knowledge about the need and the forms of care required by elderly and provision of care for long periods of time. Regarding the implications of the caregiving situation, we found significant correlations between the overload and the lack of help to care for the elderly in activities related to the body and oral hygiene, medication and recreation. Conclusion: The results allow us to come in to a conclusion that the burden of family caregivers is a multifaceted and multidimensional phenomenon that requires a different view of the health care system, so they cannot continue concealed in familiar scenario without appropriate and necessary social actions from the public services.
Keywords: Cuidadores
Familiares
Sobrecarga
Idoso
Caregivers
Family
Overload
Elderly
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Citation: LOUREIRO, Lara de Sá Neves. Overload in family caregivers of dependent elderly with community life. 2011. 125 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5069
Issue Date: 29-Sep-2011
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.