Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5089
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Situações de assédio moral vivenciadas por enfermeiros no ambiente de trabalho.
Other Titles: Situations of moral harassment experienced by nurses in the workplace.
metadata.dc.creator: Cahú, Graziela Pontes Ribeiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Costa, Solange Fátima Geraldo da
metadata.dc.description.resumo: INTRODUÇÃO O assédio moral é uma violência psicológica, sutil, dissimulada, de caráter repetitivo e prolongado, com a intenção de humilhar e excluir socialmente uma pessoa no contexto da atividade laboral, provocando-lhe estresse psicossocial e prejuízos à sociedade e à organização. OBJETIVOS Este estudo tem os seguintes objetivos: investigar situações de assédio moral vivenciados por enfermeiros no ambiente de trabalho; traçar o perfil do assediador segundo informações dos participantes inseridos no estudo; identificar as consequências da prática do assédio moral para saúde do enfermeiro; verificar quais as medidas adotadas pelos profissionais envolvidos napesquisa, vítimas da prática do assédio moral. METODOLOGIA Trata-se de uma pesquisa exploratória com abordagem quanti-qualitativa.Participaram do trabalho 259 enfermeiros. Na coleta de dados, utilizou-se um questionário contendo questões pertinentes aos objetivos propostos para a pesquisa. Os dados foram coletados entre junho e agosto de 2011, por meio eletrônico. ANÁLISE DOS DADOS Os dados quantitativos foram tratados por meio de frequência e percentual, posteriormente apresentados em representações gráficas e os qualitativos através da técnica de análise de conteúdo. Os dados obtidos na questão subjetiva do instrumento foram agrupados nas categorias temáticas: situações de humilhação, constrangimento, discriminação e perseguição e situações de impotência. RESULTADOS: Este estudo mostrou que o assédio moral ocorre com frequência nas relações de trabalho dos enfermeiros inseridos no estudo, sendo o mais frequente o assédio vertical descendente. Na presente pesquisa ficou evidente que os participantes conversaram sobre as agressões sofridas, principalmente, com os familiares. Em se tratando do sexo do agressor, 51,72% sãodo sexo feminino. Para esses enfermeiros, o assediador, é sobretudo uma pessoa autoritária, manipuladora, perseguidora e prepotente. A situação que ocorre com maior frequência, segundo a amostra dainvestigação, é a do agressor que ignora a presença da vítima na frente dos outros. O tempo que os participantes declaram ter sido agredidos varia de 3 meses a mais de 5 anos. As principais consequências para a saúde dos enfermeiros que sofreram o assédio moral foram: estresse, ansiedade, baixa autoestima e irritabilidade. O motivo pelo qual o enfermeiro foi alvo de assédio moral no trabalho mais apontado pelos participantes do estudo foi por não se curvar ao autoritarismo.O projeto de dissertação foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Lauro Wanderley sob o protocolo nº 776/2010. CONSIDERAÇÕES FINAIS Este estudo possibilitou verificar que o assédio moral está presente no ambiente de trabalho dos enfermeiros, causando efeitos nefastos a saúde da vítima. Portanto, espera-se que esta pesquisa possa subsidiar novas investigações sobre o assédio moral com profissionais de saúde, visto que se trata de uma prática desconhecida para muitas pessoas. Logo, os resultados necessitam de maior disseminação junto a gestores, profissionais da saúde, estudantes e pesquisadores da área.
Abstract: INTRODUCTION - The moral harassment is a psychological violence, subtle, disguised, of repetitive character and prolonged, with the intention of humiliating and socially exclude a person in the context of labor activity, causing it psychosocial stress and damages to society and to the organization. OBJECTIVES This study has the following objectives: to investigate the situations of moral harassment experienced by nurses in the workplace; to define the profile of the harasser according to information of participants enrolled in the study, to identify the consequences of the practice of moral harassment to the health of the nurse; to verify which actions are taken by the professionals involved in the research, victims of the practice of moral harassment. METHODOLOGY This is an exploratory research quantitative and qualitative approach. Participated in the search 259 nurses. In data collection, we used a questionnaire containing relevant questions to the proposed objectives for the research. Data were collected between June and July of 2011, by electronic means. DATA ANALYSIS The quantitative data were treated by means of frequency and percentage, after presented in graphical representation and qualitative ones through content analysis technique. The data obtained in the subjective question of the instrument were grouped into thematic categories: situations of humiliation, embarrassment, harassment and discrimination and situations of powerlessness. RESULTS This study showed that moral harassment occurs frequently in working relationships of nurses enrolled in the study, being the most frequent the vertical downward harassment. In such study it was evident that the participants spoke about suffered aggressions, especially with family members. When it comes to the sex of the aggressor, 51, 72 are female. For these nurses, the harasser is primarily authoritarian, manipulative, arrogant and persecuting person. The situation that occurs more frequently, according to the investigated sample, is the one in which the aggressor ignores the presence of the victim in front of others. The time that the participants claim to have been abused varies from 3 months to more than 5 years. The main consequences for the health of nurses who have suffered moral harassment were: stress, anxiety, low self-esteem and irritability. The reason why the nurse was the target of moral harassment at work most reported by participants was for not to bowing to authoritarianism. The dissertation project was approved by the Ethics Committee in Research of the LauroWanderleyAcademicalHospital under protocol No. 776/2010. FINAL COSIDERATIONS The study allowed us to verify that the moral harassment is in the workplace of nurses, causing adverse health affects of the victim.
Keywords: Enfermagem
Condições de trabalho
Violência
Nursing
Working conditions
Violence
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Enfermagem
Citation: CAHÚ, Graziela Pontes Ribeiro. Situations of moral harassment experienced by nurses in the workplace.. 2012. 109 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5089
Issue Date: 27-Feb-2012
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,37 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.