Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5098
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Cotidiano da família no enfrentamento do câncer infantil
Other Titles: Everyday life of the family in coping with the childhood cancer.
metadata.dc.creator: Quirino, Daniela Dias
metadata.dc.contributor.advisor1: Collet, Neusa
metadata.dc.description.resumo: Introdução: a cada dia o câncer infantil requer mais atenção, pois sua incidência tem aumentado significativamente, bem como sua sobrevida. Nesse contexto, as famílias enfrentam uma dura reestruturação familiar que a expõe a diversas situações permeadas por sentimentos tristes. O dia a dia da família é reorientado para suprir as demandas do filho com câncer. Objetivo: apreender o cotidiano da família de crianças com câncer menores de dois anos. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa do tipo estudo de caso com abordagem qualitativa, realizada em um hospital especializado no atendimento à pacientes oncológicos no Estado da Paraíba, após aprovação por Comitê de Ética. Participaram do estudo três famílias de lactentes que estavam em acompanhamento oncológico na referida instituição. Os dados foram coletados durante o período de maio a julho de 2010, por meio de entrevista semi-estruturada, complementada por observações realizadas junto à criança e sua mãe no ambiente hospitalar. A análise dos dados seguiu os critérios de interpretação temática fundamentada à luz do referencial teórico adotado. Desse modo, foi possível apreender a problemática investigada, a partir das seguintes categorias empíricas: Descoberta do Câncer no Filho; Cotidiano da Família Alterado pelo Câncer Infantil; O Sofrimento que Deus Ameniza; A Família do Lactente com Câncer e suas Redes e Apoio Sociais. Resultados: os resultados revelaram que todas as famílias enfrentaram angústias que iniciaram na busca por serviços de saúde e se acentuou com a descoberta do câncer no filho. A dinâmica da família foi completamente modificada para cuidar do filho, porém esse movimento foi comprometido em vários momentos em que a família, e em especial, a mãe se veem desamparadas. Para enfrentar essas situações a família fortalece suas preces ao Ser Maior, no qual depositam toda a sua esperança de cura do filho, com isso referem sentir-se menos angustiadas, bem como com uma maior capacidade de aceitação das dificuldades da vida. Associado à fé, o apoio social recebido da rede na qual a família está inserida foi percebido como valiosa ajuda no enfrentamento do câncer. O sentimento de valorização é aflorado quando as famílias recebem vários tipos de apoio de setores diferentes da sociedade, assim como da família estendida. Poder contar com outras pessoas revigora as forças dos familiares que se encontram extremamente abaladas. Observamos que, embora o hospital seja um lugar de dor e sofrimento, as mães relataram uma significativa empatia pelos profissionais que ali trabalham, pois se sentem ouvidas e atendidas em suas necessidades. Considerações finais: a partir de um cotidiano reestruturado em função do tratamento do filho, esperamos que esse estudo fomente novas discussões a fim de reorientar o cuidado também para essas famílias que sofrem, e que muitas vezes precisam esconder o sofrimento para que o filho não perceba. Salientamos que o vínculo construído com essas famílias pode representar valiosa ação no cuidado.
Abstract: Every day childhood cancer requires more attention because its incidence has increased significantly, and its survival. In this context, families face a hard family restructuring that expose it out several situations permeated by sad feelings. The daily routine of the family is reoriented to provide the demands of the child with cancer. Objective: To apprehend the daily life of family of children, less than two years of age, with cancer. Methodology: This research is a case study with a qualitative approach, performed in a specialized hospital in caring of cancer patients in the Paraiba State, after approval by the Ethics Committee. Three families of infants who were submitted to oncologic treatment in that institution. Data were collected during the period May to July 2010, through semi-structured interviews, supplemented by observations made with the children and their mothers in the hospital. Data analysis followed the criteria of thematic interpretation based on the theoretical referential adopted. Thus, it was possible to apprehend the problem investigated, from the following empirical categories: Discovery of son s cancer; Everyday life of family amended by the childhood cancer; The suffering that God relieves; The Family of infant with cancer and their networks and social support. Results: The results revealed that all families have faced troubles that started with the looking for health services and that accentuated with the discovery of cancer of the child. The dynamics of the family was completely modified to take care of the child, but this movement was impaired at several moments that family, and especially her mother, find themselves helpless. To face these situations, the family strengthens their prayers to the Highest Being , in which deposit all their hopes of healing the child, thus, the mothers refer feeling less distressed and with a greater capacity to accept life's difficulties. Associated with the faith, the social support from the network in which the family is inserted was perceived as valuable help in coping with cancer. The feeling of appreciation is emerged when families receive several kinds of support from different sectors of society, as well as extended family. Could report to other people strengthens the family members who are extremely shaken. We observe that although the hospital is a place of pain and suffering, the mothers reported a significant empathy for professionals who work there, because they feel heard and met their needs. Final considerations: from a daily restructured according to the child's treatment, we hope this study encourages further discussions in order to redirect care to those families who also suffer, and they often need to hide the pain that the child does not notice. We reaffirm that the link built with these families may represent a valuable action in the care.
Keywords: Câncer
Criança
Família
Enfrentamento
Cuidados integrais de saúde
Cancer
Child
Family
Coping
Integral healthy care
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: QUIRINO, Daniela Dias. Cotidiano da família no enfrentamento do câncer infantil. 2011. 125 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5098
Issue Date: 23-Mar-2011
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,71 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.