Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5389
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Estabilidade de pós quasicristalinos de uma liga de Al62.2Cu25.5Fe12.3 obtidos por moagem de alta energia
Other Titles: Quasicrystalline Powder Stability of a High Energy Obtained Al62.2Cu25.5Fe12.3 Alloy
metadata.dc.creator: Cavalcante, Danielle Guedes de Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Gomes, Rodinei Medeiros
metadata.dc.description.resumo: Os materiais com estrutura quasicristalina apresentam propriedades singulares, tais como: elevada dureza, baixa energia superficial e baixo coeficiente de atrito, boa resistência à oxidação e corrosão, elevada resistência ao desgaste e ainda baixas condutividades elétrica e térmica. Estes materiais podem ser obtidos por fundição convencional, moagem de alta energia (MAE) ou mecanossíntese e também por técnicas de obtenção de filmes finos. Entretanto, estes materiais são bastante frágeis o que dificulta seu uso na forma de tarugos para confecção de componentes mecânicos. Assim sendo, eles são preferencialmente utilizados em forma de pó como reforços em materiais compósitos ou para aplicação em camadas superficiais por plasma spray. Uma das técnicas de obtenção de pós, que apresenta excelentes resultados, é a moagem de alta energia das ligas quasicristalinas, previamente obtidas pelas técnicas convencionais. Esta técnica é conhecida como Refinamento por Moagem Mecânica (RMM) e permite a produção de pós extremamente finos, com granulometria abaixo de 1μm. Os pós refinados, por muitas vezes, são expostos à alta temperatura para produção de materiais compósitos ou para deposição de camadas superficiais, o que torna, então, o conhecimento da sua estabilidade térmica em função do tamanho médio de partícula, da temperatura e da atmosfera um aspecto de extrema importância do ponto de vista tecnológico. O objetivo principal deste trabalho é investigar a estabilidade térmica de pós icosaedrais quasicristalinos (IQC) de ligas Al62.2Cu25.5Fe12.3 obtidos por (RMM), sob atmosfera controlada em função do tamanho médio de partícula. Os resultados obtidos mostraram que os pós quasicristalinos muito finos (quando submetido a 20h de moagem, à temperatura ambiente) perdem sua estabilidade, transformando-se em uma fase cristalina β. Pós moídos por 10h, desestabilizam-se quando são aquecidos a 773K. Por outro lado, pós mais grosseiros, moídos por 0,5h permanecem estáveis até uma temperatura de 973K. Neste trabalho a desestabilização térmica foi atribuída a formação de uma fina camada de oxido de alumínio, que provoca a alteração localizada da composição química e consequentemente a formação de uma fase b de estrutura cristalina cúbica. Na tentativa de evitar a formação da camada de oxido foi também investigado o uso da adição de bismuto durante a moagem com o propósito de formar uma camada protetora sobre a superfície do pó quasicristalino e atuar como barreira ao oxigênio. Os resultados obtidos mostram que os pós moídos com bismuto permanecem estáveis por longos períodos de moagem. Isto sugere que o bismuto de fato promove a formação de uma fina película protetora que reduz a formação de óxido de alumínio e também que a perda da estrutura quasicristalina esta diretamente ligada a formação desta camada de óxido.
Abstract: Quasicrystalline structured materials bear singular properties such as elevated hardness, low superficial energy, low friction coefficient, good oxidation and corrosion resistance, high degrading resistance as well as low electrical and thermal conductivities. These materials can be obtained via conventional foundry, high energy grinding or mechanical alloying as well as fine film techniques. Nonetheless, these materials are very fragile. This makes bulk rods as used for mechanical components making also difficult. Therefore, most applications use the powder form as reinforcement in composite material and plasma spray superficial layers. One of the techniques that show excellent results is the high energy grinding technique of such quasicrystalline alloys after being obtained via the other more conventional techniques. The former technique is also known as Mechanical Milling, which allows the production of extremely fine powders (grain size below 1μm). The refined powders are often exposed to high temperatures either used for the productions of the reinforced composite materials or superficial layers. Hence, it is important to understand the thermal stability of quasicrystalline material as a function of the average particle size, temperature and atmosphere, extremely important parameters from the technological view point. The aim of this work is, therefore, to investigate the thermal stability of icosahedra quasycristalline powders of Al62.2Cu25.5Fe12.3 based alloys, which were obtained via the Mechanical Milling technique under controlled atmosphere as a function of the average particle size of the powder. Results show that the stability of the quasicrystalline powders is lost for very fine powders (after subjected to 20 hours of milling, ambient temperature). In this case, quasicrystalline phases turned into the β phase. Also, powders subjected to 10 hours of milling, the stability was lost when temperature reached 973K. On the other hand, powders subjected to 0,5 hours of milling maintained their stability up to the temperature of 973K. It has been proposed that such thermal stability is attributed to the formation of a fine aluminum oxide layer, which promotes localized chemical composition alteration and the formation of the cubic crystalline b phase as consequence. In order to avoid such oxide layer formation, the addition of bismuth was investigated. This addition was chosen in order to assess the formation of a protective external layer during the refinement process of the high energy grinding, acting as an oxygen barrier. Results show that powders ground with the addition of bismuth remained stable for longer periods of grinding. This suggests that bismuth addition does promote a formation of a fine protective layer, reducing the aluminum oxide formation. Also, the loss of the quasicrystalline structure is directly related to the formation of such aluminum oxide layer.
Keywords: Engenharia mecânica
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA MECANICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Engenharia Mecânica
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Engenharia Mecânica
Citation: CAVALCANTE, Danielle Guedes de Lima. Quasicrystalline Powder Stability of a High Energy Obtained Al62.2Cu25.5Fe12.3 Alloy. 2007. 70 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2007.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5389
Issue Date: 27-Nov-2007
Appears in Collections:Centro de Tecnologia (CT) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
parte2.pdf1,59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.