Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5597
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Uma leitura política das Teses sobre a Filosofia da História de Walter Benjamin
metadata.dc.creator: Silva, Tales Sales da
metadata.dc.contributor.advisor1: Queiroz, Giovanni da Silva de
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação faz uma análise política das Teses sobre a filosofia da história de Walter Benjamin. A primeira parte consiste em uma contextualização histórica sobre os principais acontecimentos que balizaram o século XX e foram determinantes para a experiência formativa do pensador em questão. Deste modo, escolhi a III Internacional Comunista, a Revolução Russa de 1917, a Revolução Alemã, o Nazismo e o Pacto Molotov-Ribbentrop de 1939 para ilustração do período que envolve a vida política e intelectual de Walter Benjamin. A narrativa começa pelo imbróglio da Primeira Guerra Mundial que causou uma enorme polêmica dentro da cúpula da Segunda Internacional. Uma ala considerável desta se opôs ferozmente à indicação de apoio dada pela II Internacional à guerra. A razão levantada foi que tratava-se de uma disputa imperialista e burguesa, que não tinha nenhum interesse ao proletariado internacional. Logo, as cisões se tornaram mais agudas e a pressão para a derrubada do apoio aumentou. Houve três fatores principais para a renovação da Internacional: a Primeira Guerra Mundial, a Conferência de Zimmerwald e a Revolução Russa. Com a costura do apoio com a esquerda alemã, Lenin, Trotsky, entre outros, levou à criação da III Internacional Comunista com um projeto político socialista em vez do antigo social-democrata. A Revolução Russa pode ser considerada um evento demarcador da história do século XX. Na mesma linha, a Revolução Alemã foi ainda mais impactante para Walter Benjamin em razão da proximidade geográfica. No entanto, houve uma reviravolta intrigante da situação política da esquerda com a assinatura do Pacto Molotov-Ribbentrop, que aniquilou todas as esperanças para o filósofo frankfurtiano. A leitura que realizei das Teses sobre a filosofia da história foi calcada nestes eventos. Como apoio para o comentário, utilizei o método marxista. Tese por tese, desenvolvi os conceitos de mônada, redenção, messianismo, história a contrapelo, sob uma ótica eminentemente política. Palavras-chave: Messianismo História Walter Benjamin Teoria crítica
Abstract: This dissertation analyzes the Theses on the Philosophy of History by Walter Benjamin. The first part is a historical contextualization about the main events that buoyed the 20th century and were decisive to the building up for this thinker. Thus, I have chosen the Third International Communist, the Russian Revolution, the Nazism and the Molotov-Ribbentrop Pact for illustration of Benjamin´s intellectual and political life. The narrative starts with the imbroglio of the World War I which caused a great controversy in the Second International. The left wing of that made a furious opposition to the decision of supporting the war. The reason was raised that it was an imperialist and bourgeois struggle, who had no interest to the international proletariat. Therefore, the division became more acute and the pressure to overthrow the support increased. There were three main factors for the renewal of the International: World War I, the Zimmerwald Conference and the Russian Revolution. With the sewing with the support of the German left, Lenin, Trotsky, among others, led to the creation of the Third Communist International with a socialist political project instead of the old social democrat. The Russian Revolution can be considered a groundbreaking event in the history of the twentieth century. In the same vein, the German Revolution was even more striking for Walter Benjamin on the grounds of the geographical proximity. However, there was an intriguing twist of the political left with the signing of the Molotov-Ribbentrop Pact, which destroyed all hopes for the frankfurtian philosopher. The reading I made of the Theses on the philosophy of history was grounded in these events. As support for the comment, I used the Marxist method. Thesis by thesis, I developed the concepts of monad, redemption, messianic, history against the grain, in a highly political perspective.
Keywords: Messianismo
História
Walter Benjamin
Teoria crítica
Messianism
History
Walter Benjamin
Critical Theory
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Filosofia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Filosofia
Citation: SILVA, Tales Sales da. Uma leitura política das Teses sobre a Filosofia da História de Walter Benjamin. 2012. 113 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2012.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5597
Issue Date: 27-Mar-2012
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf778,02 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.