Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5610
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A partir da causalidade em Davidson: uma discussão acerca dos relata e leis da natureza.
metadata.dc.creator: Costa, Allan Patrick de Lucena
metadata.dc.contributor.advisor1: Queiroz, Giovanni da Silva de
metadata.dc.description.resumo: A tarefa que se põe neste trabalho é a de examinar como Donald Davidson entende a análise da causalidade, o que está envolvido nessa relação sua ontologia e, por conseguinte, examinar o que ele entende que seriam as leis da natureza como enunciados causais universais e sua ligação com os enunciados causais singulares. Tais questões giram em torno da assunção, em Davidson, que eventos constituem uma categoria ontológica fundamental, e que enunciados causais singulares instanciam leis causais que, em sua forma, pouco difeririam de tais enunciados singulares, isto é, leis seriam enunciados causais gerais extensionais. Será levado adiante um exame das possíveis conseqüências relacionadas à estratégia de Davidson, com uma argumentação a favor da idéia de que seriam as entidades físicas fundamentais que constituiriam mais apropriadamente os relata causais, alimentada por uma investigação que tomará dois caminhos: o primeiro de levantar um breve histórico da noção de causalidade; e um segundo, buscando um diálogo com a Física. Mostraremos, então, as dificuldades relacionadas a essa abordagem. Com isso, o tratamento dado por Davidson se apresentará, de um ponto de vista lógico, satisfatório, de maneira que os relata da relação de causalidade serão eventos, particulares datados e como tais, sujeitos à quantificação, selecionados por descrições e sujeitos às regras da lógica extensional. No outro pólo de nossa investigação, será encaminhado um exame das características das leis da natureza, em especial, das leis da Física, haja vista a perspectiva fisicalista aqui adotada como ponto de partida. Defenderemos, contra Davidson, que leis são enunciados intensionais, de modo que os enunciados causais singulares não seriam, segundo nossa argumentação, instâncias de leis no sentido de que tais enunciados poderiam ser construídos por substituições de termos coextensionais dos enunciados das leis. Haveria algo como uma mudança de assunto ao usar leis para criar enunciados causais singulares; mais precisamente, as leis físicas ofereceriam elementos para a construção de tais enunciados.
Abstract: This work aims at examining how Donald Davidson conceives the analysis of causation, what is involved in that relation its ontology and, therefore, examine how he understands the laws of nature as universal causal statements and its connection with singular causal statements. These questions are related to the assumption, by Davidson, that events are a fundamental ontological category, and that singular causal statements ought to be instances of causal laws, which form differs little from such singular statements, i.e., laws would be general causal statements that are purely extensional. We will carry out an investigation on possible consequences related to Davidson s strategy, with an argument in favor of the idea that the fundamental physical entities would more properly constitute the causal relata. This investigation will take two directions: in the first one we will raise a brief history of the concept of causality; and in the second one, we will search for a dialogue with Physics. Then, we will show the difficulties in that approach. Taking our first direction, Davidson´s treatment appears to be, from a logical point of view, satisfactory, in a sense that the causal relata are particular and dated events, which are subjected to quantification, selected by descriptions and governed by the rules of extensional logic. On our second direction, an examination on the characteristics of the laws of nature will be carried out, particularly, the laws of Physics, considering the physicalist perspective that we have adopted as a starting point. We defend, contrary to Davidson, that laws are intentional statements, and then, singular causal statements would not be instances of laws, in the sense that such statements could be constructed by substitution of coextensive terms in the law statements. There would be something like a subject change while using laws to make singular causal statements; more precisely, the laws of physics would offer the elements for the construction of such statements.
Keywords: Ontologia
causalidade
lógica
leis da natureza
Ontology
causality
logic
laws of nature
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Filosofia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Citation: COSTA, Allan Patrick de Lucena. A partir da causalidade em Davidson: uma discussão acerca dos relata e leis da natureza. 2007. 111 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2007.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/5610
Issue Date: 30-Nov-2007
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arquivototal.pdf495.69 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.