Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6161
metadata.dc.type: Tese
Title: A subversão das relações coloniais em o morro dos ventos uivantes: questões de gênero
metadata.dc.creator: Dias, Daise Lilian Fonseca
metadata.dc.contributor.advisor1: Moreira, Nadilza Martins de Barros
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar O morro dos ventos uivantes (1847), da escritora inglesa Emily Brontë (1818-48), sob a perspectiva póscolonial, tomando como base os estudos de Said (1994; 2003), Ashcroft et al (2004), Loomba (1998), e Boehmer (2005), dentre outros. Percebe-se na literatura inglesa um padrão repetitivo de representação das relações coloniais sobretudo até 1847, ano da publicação da obra em estudo - que enaltece os ingleses e sua cultura, e que desqualifica os povos de pele escura, assim como suas respectivas culturas. Esses povos são, em geral, representados de forma preconceituosa e sob o domínio do imperialismo inglês. O romance de Brontë subverte esse tipo de representação porque o protagonista, um cigano estrangeiro, Heathcliff, consegue reverter as relações socioeconômicas impostas por seus opressores, os ingleses que o cercam, e, consequentemente, subjuga-os de forma análoga à sua própria experiência. Destaca-se, nesta obra, seu caráter subversivo, porque a narrativa passa-se na Inglaterra, o que confere ao feito de Heathcliff um valor significativo, uma vez que ele obtém sucesso em relação a algo que despertava grande temor para os ingleses: serem vítimas das forças de raças escuras em seu próprio território, a Inglaterra.
Abstract: The objective of this research is to analyze Wuthering Heights (1847), written by the English writer Emily Brontë (1818-48), from a postcolonial perspective, based on Said (1994; 2003), Ashcroft et al (2004), Loomba (1998), and Boehmer (2005), among others. It is noticed that there is in the English literature a repetitive model of representation of the colonial relationships mainly until 1847, when Brontë s romance was published which praises the English people and their culture, disqualifying dark skinned people as well as their culture. Those people are, in general, represented from a negative perspective and subjugated by the English imperialism. Brontë romance subverts this kind of representation because the protagonist, a foreign gypsy, Heathcliff, reverts the socio-economical relationships imposed by his oppressors, the Englishmen who surround him and, consequently, subjugates them by an analogical way to his own experience. The novel s subversive characteristic will be highlighted, mainly the fact that the history takes place in England, which gives significance to Heathcliff s actions, since he is well succeed in something that provokes fear to English people: they become victims of dark skinned people in their own territory, England.
Keywords: Póscolonialismo
Literatura inglesa
Emily Brontë
O morro dos ventos uivantes
Relações coloniais
Postcolonialism
English literature
Emily Brontë
Wuthering Heights
Colonial relationships
metadata.dc.subject.cnpq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Letras
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Citation: DIAS, Daise Lilian Fonseca. A subversão das relações coloniais em o morro dos ventos uivantes: questões de gênero. 2011. 282 f. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6161
Issue Date: 25-Mar-2011
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Letras

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,04 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.