Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6352
metadata.dc.type: Dissertação
Title: O processamento sintático de orações relativas por brasileiros aprendizes de inglês como L2
Other Titles: O processamento sintático de orações relativas por brasileiros aprendizes de inglês como L2
metadata.dc.creator: Gonçalves, Alyson Andrade
metadata.dc.contributor.advisor1: Leitão, Márcio Martins
metadata.dc.description.resumo: A idealização e construção deste trabalho de característica quantitativa e experimental se justificam na proposta de contribuição com a pesquisa Linguística do Brasil, ressaltando-se a importância da Psicolinguística Experimental em seu sub-ramo, o Processamento Linguístico. É importante destacarmos que esta pesquisa nos possibilita discutir e observar até determinado ponto como o processador sintático da linguagem, o parser se comporta em uma realidade diferenciada da que habitualmente atua. A partir deste ponto, diversos questionamentos são levantados. O parser utilizaria a mesma estratégia empregada na L1(língua nativa do falante) para processar conteúdo da L2? O que ocorreria quando o processador fosse posto a analisar conteúdo de uma L2 possuidora de parâmetros divergentes da L1? Como o processador da linguagem reagiria ao processar estruturas sintáticas não correspondentes ou simplesmente não existentes em sua L1? Seria possível que itens como memória de trabalho e nível de proficiência dos aprendizes de L2 pudessem influenciar de alguma maneira neste processamento? Discutiremos com maior robustez sobre essas e outras questões no transcorrer do trabalho.
Abstract: The idealization and construction of this quantitative and experimental work are justified on the contribution proposal with the Linguistic research of Brazil, being emphasized the importance of Experimental Psycholinguistics in a sub-branch, the Linguistic Processing. It is important highlight that this research we make possible to discuss and to observe certain point even as the syntactic processor of the language, the parser habitually behaves in a differentiated reality of the one that acts. From this point on, several questions are lifted up. Would the parser use the same strategy used in the speaker's native L1 (language) to process content of L2? What would happen when the processor was begun to analyze a L2 possessor's of divergent parameters of L1 content? How the language processor resist processing syntactic would structures no corresponding or simply no existent in the L1? Would it be possible that items as work memory and proficiency level of the L2 learners could influence somehow in this processing? We will discuss with larger robustness on those and other subjects in elapsing of the work.
Keywords: Psicolinguistica
Aprendizes de L2
Processamento Linguístico
Psicolinguistics
L2 learners
Linguistic Processing
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Linguística e ensino
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós Graduação em Linguística
Citation: GONÇALVES, Alyson Andrade. O processamento sintático de orações relativas por brasileiros aprendizes de inglês como L2. 2011. 89 f. Dissertação (Mestrado em Linguística e ensino) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6352
Issue Date: 30-Sep-2011
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Linguística

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,22 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.