Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6558
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Impacto da saúde bucal, variáveis socioeconômicas e demográficas, tratamentos oncológicos e seus efeitos deletérios sobre a qualidade de vida relacionada à saúde de portadores de câncer infantil
metadata.dc.creator: Carneiro, Tamires Vieira
metadata.dc.contributor.advisor1: Valença, Ana Maria Gondim
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Lima Neto, Eufrásio de Andrade
metadata.dc.description.resumo: INTRODUÇÃO: O tratamento do câncer infantil mostra-se cada vez mais efetivo, mas diante dos efeitos adversos da terapêutica, que repercutem também na cavidade bucal, a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) dos pacientes pode ser prejudicada. OBJETIVO: Avaliar o impacto da saúde bucal, variáveis socioeconômicas e demográficas, tratamentos oncológicos e seus efeitos deletérios sobre QVRS de portadores de câncer infantil. METODOLOGIA: Um estudo transversal foi realizado em um Hospital de referência no estado da Paraíba, utilizando como instrumentos de coleta duas fichas (exame clínico e entrevista) do SB Brasil 2010 e o Guia de Avaliação Oral modificado. Dados sobre a QVRS foram coletados em entrevistas aplicando o instrumento PedsQLTM versões 3.0 e 4.0. Buscaram-se nos prontuários informações referentes à neoplasia de base e tratamento instituído. A pesquisa foi realizada nos meses de setembro/2013 a setembro/2014. Os dados foram analisados recorrendo à estatística descritiva e inferencial, por intermédio da regressão logística binária, que identificou as variáveis significantes para explicar a QVRS dos pacientes do estudo. RESULTADOS: A amostra foi selecionada por conveniência, composta por 100 pacientes com idades entre 2 e 18 anos e seus cuidadores. Comportaram-se como fatores de proteção para o prejuízo na QVRS dos pacientes em tratamento, na visão dos cuidadores, ter menos dificuldades nos domínios dores e machucados (OR=0,96), ansiedade no tratamento (OR=0,96) e náusea (OR=0,94), e como fatores de risco, o aumento do número de pessoas na residência (OR=1,76) e o sentimento de muita insatisfação com os dentes (OR=10,43). Ainda na visão dos cuidadores, nos pacientes com tratamento finalizado, a percepção da aparência física (OR=0,96) se comportou como fator de proteção, e o sentimento de muita insatisfação com os dentes (OR=12,8), como fator de risco. Na visão dos cuidadores dos pacientes em tratamento e com tratamento finalizado, observaram-se como fatores de proteção, ter menos dificuldades cognitivas (OR=0,92), dores e machucados (OR=0,94), ansiedade nos procedimentos (OR=0,93), e como fatores de risco, ser do sexo feminino (OR=9,49), número de pessoas na residência (OR=1,94) e vergonha de sorrir (OR=13,82). Na visão dos pacientes em tratamento e com tratamento finalizado, comportaram-se como fatores de proteção, ter menos dificuldades no domínio cognitivo (OR=0,94) e na percepção da aparência física (OR=0,94), como fatores de risco, a vergonha de sorrir (OR=11,56) e dor de dente (OR=7,37). CONCLUSÃO: Em relação à saúde bucal, comportaram-se como fatores de risco para o prejuízo na QVRS dos pacientes do estudo: o sentimento de muita insatisfação com os dentes, vergonha de sorrir, e dor de dente. Dentre as demais variáveis, como fatores de proteção, observou-se: menores dificuldades nos domínios dores e machucados, ansiedade no tratamento, ansiedade nos procedimentos, náusea, cognitivo, percepção da aparência. Pode-se afirmar ainda que ser do sexo feminino e o aumento do número de pessoas na residência são fatores de risco para o mesmo desfecho.
Abstract: INTRODUCTION: The treatment of childhood cancer shows up increasingly effective, but on the adverse effects of therapy, which also benefits the oral cavity, the quality of life related to health (HRQOL) of patients may suffer. OBJECTIVE: To evaluate the impact of oral health, socioeconomic and demographic, cancer treatments and its deleterious effects on HRQoL of patients with childhood cancer. METHODS: A cross-sectional study was conducted in a referral hospital in the state of Paraiba, using as instruments to collect the chips (clinical examination and interview) SB Brasil 2010 and the Oral Assessment Guide modified. Data on HRQoL were collected in interviews applying the instrument PedsQLTM versions 3.0 and 4.0. Sought out the medical records information related to neoplasia base and treatment. The survey was conducted in September/2013 to September/2014. Data were analyzed using descriptive and inferential statistics, through the binary logistic regression, which identified the significant variables to explain HRQOL of the study patients. RESULTS: The sample was selected by convenience, consisting of 100 patients aged 2 to 18 years and their caregivers. Behaved as protective factors for the impairment in HRQoL of patients in treatment, in view of the caregivers, have fewer difficulties in the areas pain and injuries (OR = 0.96), anxiety treatment (OR = 0.96) and nausea (OR = 0.94), and risk factors, the increase in the number of people in the household (OR = 1.76) and the feeling of a lot of dissatisfaction with the teeth (OR = 10.43). Also in view of the caregivers in patients with completed treatment, the perception of physical appearance (OR = 0.96) behaved as a protective factor, and the feeling of a lot of dissatisfaction with the teeth (OR = 12.8), as a factor risk. In the view of caregivers of patients being treated and completed treatment, there were as protective factors, have fewer cognitive difficulties (OR = 0.92), pain and injuries (OR = 0.94), anxiety procedures (OR = 0.93), and risk factors, being female (OR = 9.49), number of people in the household (OR = 1.94) and ashamed to smile (OR = 13.82). In the view of patients in treatment and completed treatment, behaved as protective factors, have fewer difficulties in the cognitive domain (OR = 0.94) and in the perception of physical appearance (OR=0.94), as risk factors, ashamed to smile (OR = 11.56) and toothache (OR = 7.37). CONCLUSION: In relation to oral health, behaved as risk factors for impaired HRQOL of study patients: the feeling of a lot of dissatisfaction with the teeth, ashamed to smile, and toothache. Among the other variables, such as protective factors, it was observed: minor difficulties in pain and bruised areas, anxiety treatment, anxiety procedures, nausea, cognitive, perception of appearance. You can even say that being female and increasing the number of people in the residence are risk factors for the same.
Keywords: Qualidade de vida
Neoplasias
Odontopediatria
Regressão Logística
Quality of life
Neoplasms
Pediatric Dentistry
Logistic Models
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Ciências Exatas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde
Citation: CARNEIRO, Tamires Vieira. Impacto da saúde bucal, variáveis socioeconômicas e demográficas, tratamentos oncológicos e seus efeitos deletérios sobre a qualidade de vida relacionada à saúde de portadores de câncer infantil. 2014. 173 f. Dissertação (Mestrado em Modelos de Decisão e Saúde) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2014.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6558
Issue Date: 19-Nov-2014
Appears in Collections:Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) - Programa de Pós-Graduação em Modelos de Decisão e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,45 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.