Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6899
metadata.dc.type: Tese
Title: Adolescente em conflito com a lei, resiliência, valores humanos e suporte familiar: um estudo das representações sociais
metadata.dc.creator: Estevam, Ionara Dantas
metadata.dc.contributor.advisor1: Coutinho, Maria da Penha de Lima
metadata.dc.description.resumo: A criminalidade e a violência urbana, praticada por adolescentes, têm atingido índices elevados, tanto de intensidade, quanto de frequência, nos últimos anos, exigindo uma análise profunda de suas causas, a qual sabe, no senso comum, que são complexas e multifacetadas, retratando, atualmente, um problema psíquico, relacional, político, social, econômico, que precisa ser estudado, para que se possam formular proposições científicas de prevenção e/ou intervenção. Nesse sentido, o objetivo geral da presente tese foi identificar as representações sociais dos adolescentes institucionalizados, em conflito com a lei; e não institucionalizados, e sem conflito com a lei, acerca da adolescência, violência, futuro, bem como a mensuração da resiliência, valores básicos e suporte familiar desses mesmos jovens. Para o desenvolvimento desta pesquisa foi utilizado o aporte teórico Moscoviciano das representações sociais RS, acompanhado das teorias que subsidiam os estudos da resiliência, valores humanos e suporte familiar. Tratou-se de um estudo de campo, inserido, em uma abordagem multimétodo, que utilizou uma metodologia qualitativa e quantitativa. O lócus de investigação situou-se numa instituição ressocializadora de privação de liberdade (104 adolescentes), e escolas da rede pública (104 adolescentes) de bairros da periferia da cidade de João Pessoa-PB, totalizando 208 participantes. Foram utilizados cinco instrumentos: Questionário Sociodemográfico, a Técnica de Associação Livre de Palavras (TALP), cujos dados foram tratados pelo software Tri-Deux-Mots (versão 2.2); a Escala de Resiliência de Wagnild e Young (ERES), o Questionário dos Valores Básicos (QVB) e o Inventário de Percepção de Suporte Familiar (IPSF). Os dados desses três últimos foram tratados pelo software SPPS (versão 15). Os resultados do Questionário Sociodemográfico demonstraram que os adolescentes delinquentes estão privados de liberdade, por cometerem atos infracionais de assalto, homicídio e tráfico de drogas; apresentam escolaridade inferior ao grupo dos não delinquentes e possuem vários tipos de arranjos familiares. Os resultados da TALP objetivaram representações sociais da adolescência (estímulo 1) em diversão, jogos e namoros similares para os dois grupos de adolescentes; a violência (estímulo 2), os adolescentes representaram, diferentemente, com os adolescentes não delinquentes, ancorando em representações sociais, econômicas e políticas, e os adolescentes delinquentes representando com expressões objetivas da violência, como matar, roubar, bater; o futuro (estímulo 3) objetivaram representações de mudanças de vida para ambos os adolescentes. A ERES, o QVB e o IPSF apontaram que os adolescentes delinquentes são menos resilientes, possuem menos suporte familiar e predominam valores humanos de experimentação, existência, suprapessoal e normativo, em relação aos adolescentes não delinquentes, que são mais resilientes, possuem maior suporte familiar e valores humanos mais orientados para a realização e interação social. Em suma, verificou-se que os parâmetros de suporte familiar, valores humanos e resiliência sejam entendidos como fatores de fortalecimento psicossocial, passíveis de serem construídos, nas famílias, instituições ressocializadoras e escolares e na comunidade.
Abstract: Crime and urban violence, committed by adolescents have reached high levels of intensity and frequency, in recent years requiring a deep analysis of their causes which are characterized in common sense as complex and multifaceted, revealing problems of psychological, relational, political, social and economic orders. These difficulties require studies in order to formulate scientific understanding for their prevention and / or intervention. Based on those principles, the general objective of this thesis was to identify the social representations of institutionalized adolescents in conflict with the law, and not institutionalized adolescents who are not in conflict with the law, concerning adolescence, violence, future, as well as, the measurement of resilience, basic values and family support issues. This research was developed according to the theoretical Moscovician s social representations SR, and other theories that support the studies of resilience, human values and family support. It was a field study, characterized by a multimethod approach, which used a qualitative and quantitative methodology. The locus of research counted on a ressocialized institution referred to as deprivation of liberty (104 adolescents) and public schools (104 adolescents) located in the suburbs of João Pessoa, totaling 208 participants. Five instruments were used: Sociodemographic Questionnaire, Technique of Free Association of Words (TFAW) in which the obtained data were processed by software Tri- Deux-Mots (version 2.2), the Resilience Scale developed by Wagnild and Young (RS), the Basic Values Questionnaire developed by Gouveia (BVQ) and the Family Support Perception Inventory (FSPI). The data of these last three were processed by the software SPPS (version 15). The results of the Sociodemographic Questionnaire revealed that delinquent adolescents are deprived of their liberty for committing robbery, murder and drug trafficking. These adolescents have lower education compared to the group of non delinquent adolescents, having various types of family arrangements. The results of TFAW objectified representations of adolescence (stimulus 1) entertainment, gaming and dating; those terms are similar for both groups. of adolescents; violence (stimulus 2), the adolescents represented differently, compared to non delinquent group, anchoring it in social representations of economic and political orders, and the delinquent adolescents represented with objective expressions of violence such as killing, stealing, hitting, the future (stimulus 3) objectified representations of life changes for both groups of adolescents. The RS, the BVQ and the FSPI showed that delinquent adolescents are less resilient, have less family support and their human values are guided to the experimentation, existence, normative and supra-personal, compared to the non delinquent adolescents who are more resilient, have more family support, their human values are more oriented to achievement and social interaction. Based on the findings the parameters of family support, resilience and human values must be understood as strengthening psychosocial factors, which may be constructed in the families, in the ressocialized educational institutions and in the community.
Keywords: Adolescência
Representações sociais
Resiliência
Valores humanos
Suporte familiar
Adolescence
Social representations
Resilience
Human values
Family support
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Psicologia Social
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: ESTEVAM, Ionara Dantas. Adolescente em conflito com a lei, resiliência, valores humanos e suporte familiar: um estudo das representações sociais. 2011. 264 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2011.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6899
Issue Date: 18-Feb-2011
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1.35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.