Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6929
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Taxas de esquecimento em idosos: um estudo através da memória háptica
metadata.dc.creator: Gadelha, Maria José Nunes
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Natanael Antonio dos
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Calvo, Bernardino Fernández
metadata.dc.description.resumo: A memória é um sistema múltiplo constituído por subsistemas de codificação, armazenamento e recuperação de informações. Sua classificação pode ser feita de acordo com o tipo de estímulo processado - visual, auditivo, gustativo, olfativo ou tátil. Dentro da memória tátil, encontra-se a submodalidade de memória háptica, referente a aquisição de informações pela manipulação ativa dos objetos. Os subsistemas da memória apresentam declínio significativo com o envelhecimento saudável, com efeitos diferenciados em seu componentes. Foram encontrados poucos estudos relacionando o esquecimento a longo prazo para a memória háptica em idosos saudáveis. Neste sentido, esta pesquisa teve por objetivo avaliar as taxas de esquecimento da informação processada na modalidade háptica em diferentes intervalos de tempo para memórias de recordação e reconhecimento em uma amostra de 36 idosos, de ambos os sexos, sem comprometimento cognitivo e com capacidade de leitura e escrita. Para isso, foi utilizada uma caixa de madeira específica para apresentação de estímulos hápticos. O procedimento consistiu em duas fases, uma fase de estudo (apresentação dos estímulos) e outra de teste (tarefas de recordação ou reconhecimento), realizada após os intervalos de 1, 10 ou 20 minutos. O teste para amostras independentes Kruskal-Wallis mostrou diferenças significantes entre a memória de recordação e reconhecimento e os intervalos de tempo analisados (H = 23,17; gl = 1; p < 0,05). Utilizou-se como post hoc o teste não paramétrico Mann-Whitney com correção Bonferroni, o qual apresentou diferenças significantes entre a condição recordação após 10 minutos e reconhecimento após 10 minutos (p < 0,0083), porém essas diferenças não foram detectadas na comparação das tarefas de recordação e reconhecimento após o intervalo de 20 minutos (p > 0,0083). Esses dados revelam que o tipo de tarefa não influenciou na recuperação da informação após 20 minutos, indicando que a perda de informações processadas na modalidade háptica em idosos começa se estabilizar a partir deste intervalo, independente da tarefa de evocação. Em resumo, os resultados mostram que ocorre pouca perda da informação quando processada hapticamente, sugerindo que a evocação para intervalos de tempo mais longos nesta modalidade podem não ser afetados pelo envelhecimento.
Abstract: Memory is a multiple system made by codification subsystems, storage and recovery of information. The rating can be done through the type of stimulus processed - visual, auditory, gustatory, olfactory or tactile. Inside the tactile memory is found the subcategory of haptic memory, responsible for the acquisition of information by the active manipulation of objects. The memory subsystems show significant drop with the healthy aging and with distinct effects in its components. It has been found few studies relating long term forgetting for the haptic memory in healthy old people. In this sense, this research had aimed to evaluate the forgetting rates of information processed by the haptic modality in different time spans for remember and recognition memories in a thirty six old people sample, both sex, no cognitive commitment and with reading and writing skills. For that purpose, it was used a specific wooden box for the presentation of the haptic stimuli. The procedure is made of two parts, one study phase (stimuli presentation) and the test phase (remember or recognition tasks), realized after intervals of one, ten or twenty minutes. The Kruskal-Wallis test for independent samples showed significant differences between the remember and recognition memory and the time spans analyzed (H = 23,17; gl = 1; p < 0,05). Is was used as post hoc the nonparametric Mann-Whitney test with Bonferroni correction, which presented significant differences between the ten minutes remember condition and ten minutes recognition condition (p < 0,083), although this differences weren't detected in the comparison of the remember and recognition tests for the interval of twenty minutes (p > 0,083). These data reveal that the type of test didn't influence in the recovery of the information after twenty minutes, indicating that the loss of the processed information by the haptic modality in old people starts to stabilize beyond this interval, independently from the evocation test. In general, results show few loss of information when it's processed haptically, suggesting that the evocation for longer time spans in this modality cannot be affected by aging.
Keywords: Memória háptica
Envelhecimento
Esquecimento
Recordação
Reconhecimento
Haptic memory
Aging
Forgetting
Remember
Recognition
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Psicologia Social
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: GADELHA, Maria José Nunes. Taxas de esquecimento em idosos: um estudo através da memória háptica. 2013. 107 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2013.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/6929
Issue Date: 21-Feb-2013
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,11 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.