Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7014
metadata.dc.type: Tese
Title: Exclusão/inclusão social do doente mental/louco : representações e práticas no contexto da reforma psiquiátrica
metadata.dc.creator: Maciel, Silvana Carneiro
metadata.dc.contributor.advisor1: Larrain, Leoncio Camino Rodrigues
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo visa compreender a Reforma Psiquiátrica e a doença mental com base nos significados percebidos e atribuídos por profissionais da área de Saúde, por familiares de pacientes institucionalizados e pelos estudantes dos cursos das áreas de Saúde e Humanas , assim como os discursos, as representações e as práticas que esses atores sociais têm construído a respeito desses objetos sociais na sociedade atual. Este estudo é composto de três pesquisas realizadas na cidade de João Pessoa (Paraíba, Brasil). A primeira pesquisa foi realizada com 120 estudantes universitários de diferentes cursos (sendo 30 estudantes do curso de Medicina, 30 de Psicologia, 30 de Serviço Social e 30 de Enfermagem) e 30 estudantes do curso técnico de Enfermagem, utilizando, como instrumento para a coleta de dados, o teste de associação livre de palavras, que foi analisado a partir do programa TRI-DEUX-MOTS. A segunda pesquisa foi realizada com 60 familiares de doentes mentais atendidos em instituições (hospital psiquiátrico e CAPS), empregando, como instrumento para a coleta de dados, o teste de associação livre de palavras, que foi analisado a partir do programa TRI-DEUX-MOTS. A terceira pesquisa foi realizada em hospitais de psiquiatria, públicos e particulares, com uma amostra de 25 familiares e 25 profissionais (sendo 5 psiquiatras, 5 psicólogos, 5 assistentes sociais, 5 enfermeiros-chefes e 5 auxiliares de enfermagem), utilizando-se, para tanto, entrevistas semi-estruturadas e individuais para o aprofundamento das temáticas, que foram transcritas e analisadas seguindo duas técnicas: a técnica de Análise de Conteúdo Temática (Bardin, 1976) e o método Alceste de análise de dados textuais. Com referência ao tratamento proposto para o louco/doente mental, os profissionais apontam o apoio familiar como sendo o mais importante, enquanto que os familiares apontam a hospitalização/medicação, concebendo que os hospitais fazem um bom trabalho e que acolhem e x protegem o paciente. Esse ponto mostra que os profissionais de saúde se apropriam do novo modelo de atendimento da Saúde Mental proposto pela Reforma Psiquiátrica com ênfase na família e pouca ênfase na hospitalização , embora apresentando ressalvas acerca da implantação da Reforma Psiquiátrica, sobretudo no que se refere ao fechamento dos hospitais, e mostrando uma visão positiva em relação aos hospitais psiquiátricos. Contudo, os dados coletados também demonstram que o outro pólo a família ainda não está preparado para acolher o seu familiar sem recorrer à hospitalização, uma vez que as suas representações são basicamente negativas acerca da doença mental e enfocam o relacionamento familiar prejudicado pelo medo e pela falta de confiança, percebendo a loucura/doença mental como um fator de sobrecarga, de tristeza e de sofrimento. No que se refere aos estudantes, estes têm uma visão negativa do louco, do doente mental e do hospital psiquiátrico. Observaram-se, nos dados das três pesquisas realizadas, que ainda se encontram presentes noções de periculosidade, pouco valor e ineficiência em relação aos doentes mentais, existindo uma ―atmosfera social‖ generalizada e notadamente insatisfatória em relação à questão da loucura/doença mental, que necessitam de intervenções sociais maiores na tentativa de modificar essas representações e a exclusão social, facilitando, assim, a inclusão daqueles na sociedade.
Keywords: Doente mental
Louco
Reforma psiquiátrica
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal da Paraí­ba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Psicologia Social
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social
Citation: MACIEL, Silvana Carneiro. Exclusão/inclusão social do doente mental/louco : representações e práticas no contexto da reforma psiquiátrica. 2007. 301 f. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraí­ba, João Pessoa, 2007.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7014
Issue Date: 25-Apr-2007
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf2,1 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.