Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7581
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Representações sociais sobre terapia comunitária integrativa construídas por idosos e profissionais de saúde
metadata.dc.creator: Moura, Samilla Gonçalves de
metadata.dc.contributor.advisor1: Ferreira Filha, Maria de Oliveira
metadata.dc.description.resumo: O estudo baseado em dados secundários é ancorado no aporte estrutural da Teoria das Representações Sociais. Objetivou conhecer e comparar as representações sociais dos idosos e profissionais de saúde sobre a Terapia Comunitária Integrativa. Envolveu 263 idosos e 247 profissionais da rede de serviços do SUS de João Pessoa-PB. Os dados foram coletados através do Teste de Associação Livre de Palavras (TALP) mediante o termo indutor terapia comunitária e tratados através do software EVOC. Entende-se que tanto os idosos como os profissionais de saúde dão à TCI o significado de uma reunião de pessoas, que desenvolvem atividades em grupo que garantem através da comunicação o desabafo dos seus problemas e obtenção de ajuda para sua resolução e restabelecimento da alegria na vida. Reportando-se ao sistema periférico, percebe-se que os idosos reforçam o sentido da TCI como espaço de troca de experiência e desabafo daquilo que lhe traz preocupação, promovendo a saúde. Para eles, na TCI, os profissionais desenvolvem as rodas utilizando recursos da arte para construir momentos de distração e, proporcionar uma profunda viagem à introspecção, despertando o Autoconhecimento e o amor a si e ao outro. Para os profissionais, o problema gerador de tristeza e sofrimento, consiste em um desafio a ser enfrentado, exigindo para isso, ânimo e conhecimento das capacidades intrínsecas e coletivas para solução destes. Para isso, atribuem à TCI o significado de importante ferramenta de cuidado facilitada por terapeutas comunitários, que através de atividade em grupo cria um espaço terapêutico e de tratamento, promovendo melhoria do estado físico ou mental. Assim, resultou-se na representação coesa e bem estruturada entre os elementos periféricos e centrais das RS dos idosos e dos profissionais de saúde, refletindo um sentido de aceitação da TCI como prática de saúde mental comunitária. Apesar do maior nível de escolaridade e status sócio-ocupacional, a representação dos profissionais de saúde não diferiu muito daquela expressada pelos idosos, que apresentaram um background socioeducacional inferior. A semelhança notável, mas não identidade absoluta, entre os núcleos centrais mostra que os elementos comuns evocados pelos dois grupos, não devem portanto, ter sua origem no ensino formal, nem em práticas ocupacionais especializadas. Trata-se, provavelmente, de elementos representacionais de entranhamento mais profundo e de confirmação mais constante na vida cotidiana dos sujeitos. Quanto ao que distingue, o núcleo central das RS dos profissionais apenas compactou os elementos retidos na representação dos idosos; por sua vez, o sistema periférico ampliou. Nesse sentido, surge uma “teoria popular” do que seja a TCI, entendida desde a idealização de uma saber acadêmico à ramificação de um saber artístico. Por fim, conhecer as RS da TCI consistiu em uma conduta de fortalecimento dessa ferramenta de cuidado.
Abstract: The present study is of exploratory type based on structural contribution of the Theory of Social Representations. It aimed to knowing the structure of social representations of the elderly and health professionals about the Integrative Community Therapy and to compare. It involved 263 elderly and 247 professionals of service network of SUS in João Pessoa-Paraiba. Data were collected through the Word Free Association Test (TALP) by the term inducer community therapy and treated through the EVOC software. It is understood that the elderly and the professionals give to TCI the meaning of a gathering of people who develop group activities to ensuring through communication the outburst of their problems and getting help for their resolution and restoration of joy in life. Reporting to the peripheral system, we can see that the elderly reinforce the sense of TCI as an experience exchange space and outburst of what brings you concern, promoting health. For them, in TCI, the professionals, in the case, the therapists, develop wheels using art resources to build distraction moments and provide a deep introspective journey to awakening the Self and the love of self and other. Professionals represent the problem as sadness generator and suffering, and a challenge to be faced, requiring for it, mind and knowledge of intrinsic and collective capacities to solving these. To do so, attach the TCI the meaning of important care tool facilitated by professionals, in this case the community therapists; who, through group activity, creates a therapeutic and treatment space, promoting improvement of the physical or mental condition by awakening to love of self and other. Thus, resulted that the cohesive and well-structured representation of the peripheral and central elements of the RS of the elderly and the professionals, reflected the presence of elements that assert the acceptance of ICT as a practice of community mental health. Despite the higher level of education and socio-occupational status, representation the professionals did not differ much from that expressed by the elderly, who had a lower social and educational background. The striking resemblance, but not absolute identity between the central cores shows that the common elements evoked by the two groups, should not therefore have its origin in formal education or in specialized occupational practices. It is probably of representational elements of deeper entrainment and more constant confirmation in the daily life of the subjects. As for what distinguishes the core of RS the professional only compressed the matter retained in the representation of the elderly; in turn, the peripheral system expanded. In this sense, there is a "popular theory" of what the TCI, understood from the idealization of an academic scholarship to the branch of knowledge artistic. Finally, knowing the RS of TCI is a strengthening of conduct of this care tool.
Keywords: Terapia
Therapy
Representações
Idoso
Profissionais de saúde
Enfermagem
Saúde mental
Representations
Elderly
Health professionals
Nursing
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: MOURA, Samilla Gonçalves de. Representações sociais sobre terapia comunitária integrativa construídas por idosos e profissionais de saúde. 2015. 82 f. Dissertação - (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7581
Issue Date: 12-Feb-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências da Saúde (CCS) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfarquivototal3,24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.