Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7655
metadata.dc.type: Dissertação
Title: Registro das memórias: uma questão identitária
metadata.dc.creator: Assis, Maria José Paulino De
metadata.dc.contributor.advisor1: Santos, Luciane Alves
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho tem como objetivo amplo investigar fundamentos teóricos acerca de memórias e identidades que sejam coadjuvantes no projeto de intervenção pedagógica. Esta intervenção visa registrar as memórias e sua contribuição para a coletividade, a partir da concepção de que recuperar o passado e a tradição é uma forma de dar significado à sua própria existência através da descoberta identitária. Apresentamos a metodologia da aplicação prática do projeto de intervenção e a análise das produções textuais desenvolvidas em sala de aula com alunos do 9º ano do ensino fundamental. O suporte teórico desta pesquisa apresenta-se fundamentado em Bergamaschi (2002) Memória: entre o oral e o escrito, Hall (2011), A identidade cultural na pós-modernidade, Le Goff (2013) História e Memória, Matos (2014) A palavra do contador de histórias: sua dimensão educativa na contemporaneidade, Schnneuwly; Dolz (2011) Gêneros orais e escritos na escola e apresenta textos de apoio a partir das obras de Casimiro de Abreu (1999); Manuel Bandeira (2004); Cecília Meireles (2004); José Lins do Rego (2008), entre outros. A partir desse estudo foi elaborado o projeto de intervenção que proporciona o registro das memórias pessoais e familiares, partindo da expressão oral, em equipe, para a modalidade escrita. O exercício da oralidade ocorre primeiro de forma espontânea e desprendida, sem preocupação formal, depois há registro em vídeo. São apresentados textos motivadores, sobretudo, do romance Menino de Engenho, de José Lins do Rego, em que o protagonista narra situações com familiares, expondo o respeito, a admiração e o deleite da convivência afetiva, expõe ainda a contação de histórias marcada em sua infância. A atividade de escrita acontece com o objetivo de registrar dados sobre a vida de cada um, desde o nascimento aos dias atuais, e seu convívio social, criando, assim, um relato de memórias. Em outra ocasião são narrados acontecimentos vividos com parentes – pais, irmãos, primos, avós, tios... – significantes para suas memórias e formação identitária. A análise do corpus da pesquisa possibilitou a comprovação de que o objetivo proposto foi alcançado.
Abstract: This work has the broad objective to investigate theoretical foundations about memories and identities that are supporting the pedagogical intervention project. This intervention aims to record the memories and its contribution to the community, from the design to recover the past and tradition is a way to give meaning to their own existence through the discovery identity. We show the methodology of the practical application of the intervention design and the analysis of textual productions developed in the classroom with students from 9th grade of elementary school. The theoretical support of this research is based on Bergamaschi (2002) Memory: between the oral and the written, Hall (2011), Cultural identity in postmodernity, Le Goff (2013) History and Memory, Matos (2014) The word of the storyteller: his educational dimension in contemporary times, Schnneuwly; Dolz (2011) Genres oral and written texts in school and has support from the works of Casimiro de Abreu (1999); Manuel Bandeira (2004); Cecilia Meireles (2004); José Lins do Rego (2008), among others. From this study was drawn up intervention project that provides a record of personal and family memories, starting from speaking, as a team, for writing mode. The exercise of orality first occurs spontaneously and disengaged, without formal concern, then is recorded on video. Motivating texts are presented, especially the novel Menino de Engenho (Plantation Boy), by José Lins do Rego, in which the protagonist narrates situations with family, exposing the respect, admiration and the delight of the affectionate familiarity, still exposes the storytelling marked its childhood. The writing activity takes place in order to record data about the life of each one, from birth to the present day, and your social life, thus creating a report of memories. Another time are narrated events lived with relatives - parents, siblings, cousins, grandparents, uncles ... - significant for your memories and identity formation. The corpus analysis of the research made it possible to prove that the proposed objective was achieved.
Keywords: Memórias
Identidades
Oralidade
Relatos
Escrita
metadata.dc.subject.cnpq: LETRAS::LINGUA PORTUGUESA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Letras
metadata.dc.publisher.program: Mestrado Profissional em Letras (Profletras)
Citation: ASSIS, Maria José Paulino de. Registro das memórias: uma questão identitária. 2015. 144 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras) - Universidade Federal da Paraíba, Mamanguape, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7655
Issue Date: 28-Aug-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências Aplicadas e Educação (CCAE) - Mestrado Profissional em Letras (Profletras)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdfArquivo Total6,44 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.