Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7792
metadata.dc.type: Dissertação
Title: A estratégia da intersetorialidade como mecanismo de articulação nas ações de saúde e assistência social no município da Cajazeiras-PB
metadata.dc.creator: Batista, Káttia Gerlânia Soares
metadata.dc.contributor.advisor1: Cavalcanti, Patrícia Barreto
metadata.dc.description.resumo: Com a promulgação da Constituição de 1988 e o advento da ampliação dos direitos sociais e consequentemente a mudança na gestão das políticas de corte social no Brasil, a questão da intersetorialidade passa a estar cada vez mais presente no debate acadêmico. Nesta direção, algumas políticas sociais, trazem atualmente em suas agendas a proposta da intersetorialidade. Entre elas, destacam-se as políticas de Saúde e de Assistência Social, as quais, ao apontarem para a proposta intersetorial, deixam evidente a necessidade de concretizar a proteção integral que informa o sistema de Seguridade Social brasileiro. A partir dessas reflexões, este estudo buscou analisar a estratégia da intersetorialidade como mecanismo de articulação nas ações públicas de Saúde e Assistência Social no Município de Cajazeiras-PB. Nesse sentido, analisamos as concepções acerca da intersetorialidade a partir do discurso dos profissionais que atuam na ESF e nos CRAS I e II do referido município. A amostra foi intencional e o critério de elegibilidade para delimitação do grupo de profissionais, foi o fato de estar há pelo menos um ano no serviço de saúde ou de assistência. Desse modo, foram entrevistados 14 profissionais, sendo 08 (oito) profissionais que atuam nas equipes da ESF I e II, e 06 (seis) profissionais que atuam nos CRAS I e II. Dentre os profissionais, destacamos: 02 Médicos, 02 Enfermeiros, 02 Dentistas, e 02 Coordenadores, que atuam respectivamente nas equipes da ESF I e II, e duas Assistentes Sociais, duas Psicólogas e duas Coordenadoras, que atuam nos CRAS I e II. Objetivamos também, identificar os desafios da intersetorialidade no campo das políticas de Saúde e de Assistência Social, procurando evidenciar de que modo os profissionais vêm contribuindo com a efetivação da intersetorialidade no cotidiano de suas ações. A metodologia para a realização deste estudo se baseou em uma pesquisa exploratória descritiva com abordagem qualitativa. Para tanto, utilizamos a técnica de entrevista, com aplicação de um instrumento previamente elaborado contendo questões subjetivas e objetivas, após o consentimento formalizado verbalmente e por escrito. Os dados coletados foram processados do ponto de vista qualitativo e analisados através da análise de conteúdo, partindo da análise temática. Embora os textos das políticas públicas sejam consensuais sobre a relevância da intersetorialidade, os profissionais entrevistados demonstram que sua concretização ainda é desafiadora, uma vez que esbarra num ambiente contraditório marcado pelos entraves na gestão das políticas e dos serviços. Nessa perspectiva, consideramos que a intersetorialidade encontra limites para ser materializada tanto no trabalho desenvolvido pela equipe da ESF quanto nos CRAS, pois a abordagem dos problemas sociais ocorre de maneira fragmentada e as tentativas de articulação intersetorial entre as políticas públicas são escassas, pontuais e compensatórias.
Abstract: With the promulgation of the Constitution of 1988 and the advent of the magnifying of the social rights and consequently the change in the management of the politics of social cut in Brazil, the question of the intersectoral starts to be each more present time in the academic debate. In this direction, some social politics currently bring in its agendas the proposal of the intersectoral. Among them, the politics of Health and Social Assistance are distinguished, which, when pointing with respect to the proposal intersetorial, leave evident the necessity to materialize the integral protection that informs the Brazilian system of Social security. From these reflections, this study it searched to analyze the strategy of the intersectoral as mechanism of joint in the criminal actions of Health and Social Assistance in the City of Cajazeiras-PB. In this direction, we analyze the conceptions concerning the intersectoral from the speech of the professionals who act in the ESF and CRAS I and II of the related city. The sample was intentional and the criterion of eligibility for delimitation of the group of professionals, was the fact to be has at least one year in the assistance or health service. In this manner, 14 professionals had been interviewed, being 08 (eight) professional ones that they act in the teams of ESF I and II, and 06 (six) professional that they act in CRAS I and II. Amongst the professionals, we detach: 02 Social Doctors, 02 Nurses, 02 Dentists, and 02 Coordinators, who act respectively in the teams of ESF I and II, and two Assistants, two Psychologists and two Coordinators, who act in CRAS I and II. We also objectify, to identify the challenges of the intersectoral in the field of the politics of Health and Social Assistance, looking for to evidence of that way the professionals come contributing with the effective of the intersectoral in the daily one of its action. The methodology for the accomplishment of this study if based on a descriptive exploratory research with qualitative boarding. For in such a way, we use the interview technique, with application of an instrument previously elaborated I contend subjective and objective questions, after the assent legalized verbally and in writing. The collected data had been processed of the point of view qualitative and analyzed through the content analysis, leaving of the thematic analysis. Although the texts of the public politics are consensuals on the relevance of the intersectoral, the interviewed professionals demonstrate that its concretion still is challenging, a time that coming up in a contradictory environment marked by the impediments in the management of the politics and the services. In this perspective, we consider that the intersectoral finds limits in such a way to be materialized in the work developed for the team of the ESF how much in the CRAS, therefore the boarding of the social problems occurs in fragmented way and the attempts of intersectoral joint between the public politics are scarce, prompt and compensatory.
Keywords: Intersetorialidade; Estratégia Saúde da Família; Centro de Referência da Assistência Social.
Intersectoral; Strategy Health of the Family; Center of Reference of the Social Assistance.
metadata.dc.subject.cnpq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal da Paraíba
metadata.dc.publisher.initials: UFPB
metadata.dc.publisher.department: Serviço Social
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Citation: BATISTA, Káttia Gerlânia Soares. A estratégia da intersetorialidade como mecanismo de articulação nas ações de saúde e assistência social no município da Cajazeiras-PB. 2015. 131 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social, Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2015.
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/tede/7792
Issue Date: 8-Apr-2015
Appears in Collections:Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) - Programa de Pós-Graduação em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
arquivototal.pdf1,05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.